Jean

sandra_artigo_segunda.jpg

Sandra Alves

O limite da sensibilidade do ser humano. A constante procura pelo equilíbrio. Você não pode ser sensível demais, e também não pode ser insensível. A questão é que não existe matemática, física ou qualquer outra ciência que possua uma receita ou fórmula certa. Diante disto, para alguns existirá a dor, para outros, a indiferença, e talvez, surja até a felicidade.

Na breve caminhada a abordagem por dois jovens, dez ou onze anos, com o pleito de um “trocado”. O argumento, “estou com fome”. Um coração mais duro, cruel, negaria o pedido. Ao que seria obrigado a ouvir novo reclame: “Você mora em prédio, não é?!”.

Alguns tropeços na vida, pisar em caco de vidro, tomar um tapa, a dor de estômago e a enxaqueca, muitas vezes doem menos do que vivenciar a experiência, que não terminava aqui. Os jovens passam a seguir o abordado, agora já na condição de vítima do provável assalto. Uma questão de tempo, até a próxima esquina, talvez!

É possível julgar este tipo de comportamento? A indignação dos jovens não tinha nenhum fundamento? Pessoas transitando em carros de luxo, os melhores perfumes, bebidas exorbitantes, brilhantes de milhares de dólares, a foto do empresário em sua mansão de luxo com a hélice do helicóptero ao fundo!

De outro lado, a fome. Até que ponto a necessidade e a miséria humana comprometem o seu caráter? Duas são as regras: primeiro peço; se for negado, tomo! O limite entre a necessidade e a força de cada alma. Não é possível julgar sem conhecer a história de cada ser humano, seus conflitos, seu conhecimento, sua realidade. Poucos instantes depois, uma nova abordagem: “Com licença, meu nome é Jean? Posso falar um minuto?” O sorriso encantador, a sinceridade, o brilho nos olhos. A dor da primeira experiência fragiliza o coração. Oportunidade de tentar novamente. Dádiva da vida que oferece sempre nova oportunidade.

O jovem deseja mostrar o artesanato de folha de coqueiro. A “apresentação da minha arte”! “Eu treino há muito tempo”, disse ele. E a inevitável pergunta, diante de criatura de tamanha inocência: “Há quanto tempo você treina sendo tão jovem?”. E a graciosa resposta: “Eu tenho dez anos. E para mim, dez anos é muito tempo! E eu treino a minha arte a vida inteira!”.

As atitudes do ser humano no decorrer de sua vida conduzem-no por caminhos tortuosos, perigosos, firmes, calmos, tempestuosos, retos, depende de muitas coisas e varia demais! E outros poderiam ser os desfechos. Uma notícia de assalto ou homicídio na coluna policial; a doação de alimentos e brinquedos para as crianças carentes; a redação de um artigo de jornal; ou, enfim, nenhum, algo irrelevante em um dia comum.

Um assalto e o pedido de dinheiro não é algo incomum, faz parta de sociedade. Vai ver que a tal “vítima” nem iria mesmo ser assaltada. E o tal do “Jean”, garoto esperto, aprendeu rapidinho a tomar dinheiro de turista! Outra visão. E nem é possível defender que seja infundada, já que é imagem constante!

Equilibrar? Sensível demais, sensível de menos?! Misérias humanas, forças de caráter, opções de vida. A desigualdade na distribuição de rendas é problema grave que assola a sociedade mundial, mas a questão não é só esta, seria fácil demais caso fosse. O difícil é equilibrar a sensibilidade humana! Bem, enquanto isto: Que se eternize o amor no brilho dos olhos do Jean, junto com sua arte!

Sandra Cristina Alves é tabeliã e registradora de imóveis, ex-analista do TJ/MT e escreve exclusivamente para este Blog toda segunda-feira. (sandrac.alves@terra.com.br)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Maria Aparecida Cruz | Quinta-Feira, 23 de Janeiro de 2014, 23h18
    0
    0

    Sandra,mais uma vez,to lendo a sua coluna tao distante,nos confins do R N,acompanho vc, toda semana,e gosto cada vez mais dos seus artigos,pois sao inteligentes,e nos emocionam sempre.Parabens! Cida

  • jacques cohen | Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2014, 08h23
    1
    0

    sensacional o seu texto acima,sandra,meus parabens Jacques

Dorner vai tentar prefeitura de novo

roberto dorner 400 curtinha   Em Sinop, o empresário e ex-deputado federal por alguns meses Roberto Dorner (foto), que deixou o PSD e aderiu ao Republicanos, está disposto a encarar de novo a disputa a prefeito. Em 2016, ele perdeu para Rosana Martinelli (PR) por uma diferença de 3.388 votos. É possível que ambos...

Um líder sob insatisfação dos colegas

dilmar dal bosco curtinha 400   O líder do governo na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (foto), tem enfrentado crítica velada e insatisfação dos colegas, principalmente dos deputados da base. Reclamam que o interlocutor do governador Mauro não move uma palha em defesa da liberação das emendas e, nas...

Jogada do prefeito Francis em Cáceres

paulo donizete 400 curtinha caceres   A sete meses de concluir o mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (PSDB) lançou uma jogada estratégica para ver se "cola". Apoia publicamente para prefeito o seu diretor da autarquia Águas do Pantanal, Paulo Donizete (foto), do mesmo partido, inclusive participou da reunião...

Luta por mais leitos de UTI em Sinop

rosana martinelli 400 curtinha   A prefeita de Sinop, cidade pólo do Nortão, Rosana Martinelli (PR), demonstra preocupação com os poucos leitos de UTI do Hospital Regional no município. A unidade atende moradores de mais de 30 municípios da região e só dispõe de 10. Rosana diz esperar...

Priminho Riva deve disputar em Juara

priminho riva 400 curtinha   Dezesseis anos depois de comandar Juara por dois mandatos (1997 a 2004), Priminho Riva (foto) está de volta. Filiado ao PR, ele deve concorrer a prefeito. Político bastante popular e carismático, tende a enfrentar um páreo duro com dois nomes considerados fortes, o do ex-vice e que se tornou...

Contas de prefeita são reprovadas

thelma 400 curtinha   As contas de 2018 da prefeita chapadense Thelma de Oliveira (foto), do segundo ano de mandato, foram reprovadas pelo TCE-MT. Agora, cabe à Câmara Municipal aprová-las ou rejeitá-las. Em seu parecer, o conselheiro interino João Batista apontou 15 irregularidades, sendo 11 delas sobre...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.