Sirlei Theis

Crianças e pandemia

Por 20/07/2020, 07h:40 - Atualizado: 20/07/2020, 07h:44

Arte/Dayanne Dallicani

Colunista Sirlei Theis

Há alguns dias, minha filha de 9 anos ao ouvir uma música, começou a chorar muito. Logo que ouvi os soluços, parei tudo para ver o que havia acontecido. Ela me perguntou em prantos, se ia demorar muito para essa pandemia acabar. Chorava por estar com muita saudade dos amigos da escola e dos professores. Disse que não aguentava mais as aulas remotas, queria poder abraçar seus amigos novamente. Que tudo estava muito chato e quantas coisas estava perdendo na vidinha dela. Ainda ressaltou, que não gostava de sentir saudade porque doía demais. Eu a abracei carinhosamente enquanto chorava. Deixei ela colocar para fora todos aqueles sentimentos confusos que a estavam incomodando. Depois de passar a crise de choro, a convidei para assistir um filme de mamãe e filhinha, como ela gosta de fazer. Fizemos um bolo e outras guloseimas para distraí-la. No final, ela estava sorrindo e ainda soltou a última – mãe, depois  dessa pandemia, até as crianças que não gostavam da escola, vão gostar. Encerrou, dizendo que os professores também deveriam sentir saudade das bagunças dos alunos.

Precisamos ficar atentos ao comportamento das crianças em tempos de pandemia. Não podemos em razão das nossas preocupações, nos esquecer de dar a devida atenção aos nossos filhos. Eles sofrem tanto quanto a gente

Imagino que o que aconteceu com a minha filha, pode acontecer com muitas outras crianças também. Elas estavam acostumadas a uma rotina e, de repente, de uma hora para outra, foram colocadas dentro de casa.

Num primeiro momento, até gostaram, passaram a ter mais tempo para jogar roblox, minecraft, dentre outros. Mas, logo perceberam que não se tratava de férias, que não teria shoppings, piscinas, viagens e brincadeiras com os coleguinhas. A regra seria ficar em casa todos os dias, os pais começaram a trabalhar em casa também e, todos os dias passaram a ser exatamente iguais, sem nenhuma novidade.

Ficar em Call (em chamada) com as amigas é o que alivia um pouco, mas não é suficiente, chega uma hora em que a saudade bate e, é bom saber que cada criança reage de uma forma. Precisamos ficar atentos ao comportamento das crianças em tempos de pandemia. Não podemos em razão das nossas preocupações, nos esquecer de dar a devida atenção aos nossos filhos. Eles sofrem tanto quanto a gente, suas preocupações podem ser até maiores do que as nossas, em razão do excesso de informações na TV e mídias sociais. Por isso, a regra precisa ser de muita atenção e carinho.

Este tempo pode também ser precioso para uma aproximação ainda maior entre pais e filhos. Estar presente de fato e de direito, pode fazer toda a diferença para os pequenos. Podemos usar a pandemia positivamente, afinal eles também estão com medo de contrair a doença ou de ver seus familiares contraírem.  Em meio a tantas noticias negativas, devemos nós representar para eles o porto seguro que tanto necessitam.

Pense nisso e faça a sua parte, no final você e seus filhos irão agradecer.

Sirlei Theis é advogada, especialista em gestão pública, palestrante e treinadora comportamental e escreve com exclusividade para esta coluna às segundas. E-mail: sirleitheis@gmail.com. Instagram: @sirleitheis. Facebook: sirleitheisoficial

Postar um novo comentário

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.