Sirlei Theis

Intolerância na política promove inimigos e greves

Por 08/07/2019, 07h:17 - Atualizado: 08/07/2019, 16h:37

Dayanne Dallicani

Colunista Sirlei Theis

O que está acontecendo com a humanidade? A intolerância com as diferenças está cada vez mais evidente, onde um não respeita a opinião e o espaço do outro. Tudo isso tem levado a inúmeras crises em muitas áreas, que precisam de reformas. Nessa semana que passou, a mídia nos presenteou com vários assuntos nacionais e locais que são reflexos dessas crises, como casos de violência contra a mulher, a greve dos professores, o projeto de lei que altera as regras e percentuais para a concessão de incentivos fiscais com a taxação de alguns itens, a reforma da previdência, dentre outros.

São questões que realmente precisam urgentemente de reformas, mas do jeito que as coisas estão caminhando dificilmente surgirá um consenso, pois tudo isso reflete a maior crise de todas, que é a crise de valores da humanidade.

Enquanto não pararmos um pouco para exercitar o autoconhecimento, principalmente para rever nossos próprios valores, dificilmente teremos uma reforma que vá resolver os problemas sociais.

Enquanto não pararmos um pouco para exercitar o autoconhecimento, principalmente para rever nossos próprios valores, dificilmente teremos uma reforma que vá resolver os problemas sociais

Tudo que está acontecendo com o nosso país e também com o nosso Estado, na realidade é reflexo de nós mesmos. Precisamos ser honestos, praticar a gentileza e ser auto responsáveis, só assim vamos entender que estamos onde merecemos, mas que podemos consertar o rumo das coisas escolhendo melhor aqueles que se propõe a nos representar na politica.

A política brasileira nos últimos tempos tem sido um palco de guerra, onde poucos respeitam a opinião do outro e o tempo passa e nada de relevante acontece para mudar esse cenário. Isso é o retrato da falta de autoconhecimento dos nossos representantes e também dos eleitores.

A intolerância no mundo político tem transformado pessoas em inimigos, simplesmente por pensarem diferentes. Como vamos construir um lugar melhor para viver se não pararmos para o diálogo?

A política não é uma atividade para ser exercida individualmente, de forma impositiva, ao contrário, é um trabalho que deve ser realizado em conjunto e nunca foi tão importante resgatar tal espírito, pois o que temos hoje é exatamente o contrário.

A greve dos professores retrata exatamente essa falta de diálogo. De um lado o governo que bate o pé dizendo que não tem como dar nenhum reajuste, do outro a categoria que luta por direitos há muito conquistados e a muitos negados pelo poder público. Nesta queda de braço perdem todos, alias esta é daquelas disputas que não deveria ter vencedor, pois para alguém vencer alguém tem que perder e neste caso penso que perdemos todos nós. Perde a sociedade que se enfraquece e praticamente anula o seu poder de negociação, perde o governo, perde a escola, enfim, mais uma derrota de toda a humanidade, cada vez mais fria, calculista e antipática.

Se partirmos do conceito que temos os representantes que merecemos, já passou da hora de assumirmos a auto responsabilidade de nossos atos e escolher baseado em valores e não em troca de favores

Num Estado democrático de Direito como o Brasil, o gestor precisa estar preparado para o diálogo e não concordar, mas também para abrir concessões, ele nunca pode esquecer a hierarquia e quem é o titular que lhe delegou o poder.

Estamos há pouco mais de um ano das próximas eleições municipais, muitos pré-candidatos já começam a se movimentar, coligações já são articuladas e é nesse momento que nos é dado a oportunidade de fazer melhores escolhas entre este e aquele candidato.

Se partirmos do conceito que temos os representantes que merecemos, já passou da hora de assumirmos a auto responsabilidade de nossos atos e escolher baseado em valores e não em troca de favores.

A transformação política depende necessariamente da transformação dos indivíduos, pois a maior crise existente na atualidade é a de valores e se o homem não transformar primeiro a si mesmo, não teremos transformação social e muito menos política.

Sirlei Theis é advogada, especialista em gestão pública e escreve com exclusividade para esta coluna às segundas. E-mail: sirleitheis@gmail.com. Instagram: @sirleitheis. Facebook: sirleitheisoficial

Postar um novo comentário

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...

Neurilan e apoio de Botelho à AMM

eduardo botelho 400 curtinha   Em busca de apoio de lideranças políticas para permanecer no comando da AMM por mais três anos, Neurilan Fraga foi pedir socorro para o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (foto). Quer que o parlamentar seja o presidente de honra de sua chapa. Neurilan tem se articulado como pode e,...

Candidato irritado chama EP de traste

abilio junior 400 curtinha   Abílio Júnior (foto), candidato do Podemos ao Palácio Alencastro, tem se mostrado mais irritado depois do debate promovido pela Fecomércio, na quarta à noite, quando, em vários momentos, se viu questionado e desqualificado pelo prefeito e candidato à...

Prefeito reeleito sob investigações

ze do patio 400 curtinha   A situação jurídica do prefeito populista e desgastado Zé do Pátio (foto), que acaba de ser reeleito para o terceiro mandato em Rondonópolis, sendo o segundo consecutivo, não é das melhores. Contra sua gestão tem pipocado denúncias sobre...