Sirlei Theis

Mudanças de hábitos em tempos de Coronavírus

Por 02/03/2020, 08h:08 - Atualizado: 02/03/2020, 08h:16

Dayanne Dallicani

Colunista Sirlei Theis

Recentemente lancei um desafio sobre mudança de hábitos para os meus seguidores do Instagram. As vezes pequenos hábitos podem trazer grandes consequências negativas para a nossa vida.

Quando as coisas por algum motivo ou outro não dão certo é bem melhor se sentir o injustiçado, o coitadinho, do que olhar para si mesmo e ver o que o próprio comportamento contribuiu para o resultado insatisfatório. Assumir a responsabilidade por nossas falhas não é fácil, mas é necessário.

As mudanças de hábitos propostas no meu desafio são pequenas, mas que podem trazer grandes resultados, como por exemplo “acordar cedo”. Se você é do tipo de pessoa que coloca o despertador na função soneca e contínua mais um pouco na cama e mais um pouco, na expectativa de que aquele ato vai te descansar, está enganando. Esta atitude além de não descansar pode trazer vários problemas no decorrer do seu dia. Se precisa acordar cedo e não consegue, significa que está dormindo pouco e mais do que nunca precisa fazer uma mudança de hábito, não com o  despertador, mas em relação ao horário de dormir.

Outro hábito que pode ser considerado pequeno, mas que pode trazer consequências terríveis a médio e longo prazo é aquele de jogar um inocente papel de bala na rua. A pessoa não pensa, mas aquele pequeno pedaço de papel ou plástico vai rolar e se juntar com os papeis de tantas outras pessoas que agem da mesma forma e no final, o que era “só um papelzinho” vai contribuir para o entupimento de bueiros, inundações e doenças. A cidade de Cuiabá sofre muito com isso, nos últimos dias com o grande volume de chuvas, as inundações assolam várias áreas da cidade, em especial a região central. A Prainha nestes dias de chuva faz jus ao nome que leva, as águas param e as ruas desaparecem. Muitos prejuízos para a população, carros e casas são tomadas pelas águas que não tem para onde escoar. Depois de algumas horas a chuva passa, as águas baixam e tudo volta ao “normal”, como se nada tivesse acontecido. Os papeis de balas voltam a ser jogados nas ruas da nossa cidade sem nenhuma preocupação.

Agora, em tempos de coronavírus precisamos rever outras mudanças de hábitos. Somos de compartilhar muito, mordidinha no lanche, golinho de cerveja, de tereré ou de chimarrão, abraços e apertos de mãos, sem se preocupar com o visitante indesejado.

As mudanças de hábitos propostas no meu desafio são pequenas, mas que podem trazer grandes resultados

Sirlei Theis

O vírus já chegou no Brasil, isto é fato, dois casos confirmados em São Paulo e muitos outros suspeitos em outras regiões do país, portanto precisamos rever certos hábitos que podem nos colocar ou colocar outras pessoas em risco.

O conhecido médico Drauzio Varella orienta aos brasileiros que é hora de manter a calma e adotar medidas de prevenção como higienizar frequentemente as mãos com água e sabão ou álcool gel 70%; evitar tocar olhos, nariz e boca sem higienização adequada das mãos; evitar contato próximo com pessoas doentes; cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar, com cotovelo flexionado ou utilizando-se de um lenço descartável; ficar em casa e evitar contato com pessoas quando estiver doente; limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência; não compartilhar objetos de uso pessoal (talheres, pratos, copos ou garrafas); manter os ambientes bem ventilados.

Neste momento, pequenas mudanças de hábitos podem representar a salvação de uma vida. O Poder Público precisa fazer a parte dele, mas dependerá de cada um de nós os cuidados pessoais para evitar a contaminação e a proliferação desse vírus.

Lembre-se, um mundo melhor depende de mim e de você, então vamos fazer a nossa parte.

Sirlei Theis é advogada, especialista em gestão pública, palestrante e treinadora comportamental e escreve com exclusividade para esta coluna às segundas. E-mail: sirleitheis@gmail.com. Instagram: @sirleitheis. Facebook: sirleitheisoficial

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Mary | Quinta-Feira, 05 de Março de 2020, 05h33
    0
    0

    Perfeita matéria

  • Sonia | Segunda-Feira, 02 de Março de 2020, 10h37
    1
    0

    Mais um belo e consciente artigo. Parabéns Sirlei Theis

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

Secretário, furtos e a incompetência

rodrigo metello 400 curtinha   O secretário de Transporte e Trânsito de Rondonópolis, Rodrigo Metello (foto), filiado ao MDB e pré-candidato a vereador, corre risco de ser acionado na Justiça por centenas de pessoas que tiveram motocicletas apreendidas e que depois acabaram furtadas do Pátio Rondon. O local...

Vereador na base e críticas a Leonardo

leonardo 400 curtinha   Chico 2000, vereador pela Capital, assegura que não procede a informação de que o seu Partido Liberal irá romper com o prefeito Emanuel, não o apoiando à reeleição. Segundo ele, foi Leonardo Oliveira (foto), que participou na quarta de uma reunião do...

Embates sobre a cadeira da discórdia

selma arruda curtinha 400   A cadeira da senadora Selma Arruda (foto), que está cassada há um ano mas, mesmo assim, continua no cargo, vem dividindo opinião de vários líderes políticos, uns torcendo logo para a Mesa do Senado decretar a vacância para Carlos Fávaro assumir a vaga, outros...

PL avisa Chico que não apoiará EP

chico 2000 curtinha   O vereador Chico 2000 (foto), único do PL na Câmara de Cuiabá e governista de carteirinha, se mostrou  desconfortável politicamente quando foi informado nesta quinta que a legenda liberal não vai apoiar a reeleição do prefeito Emanuel, do MDB. O partido é comandado no...

Bolsonarista esperançoso no Patriota

roberto franca curtinha   Roberto França (foto) decidiu fazer uma aposta arriscada com vistas às urnas de outubro. Aos 71 anos, metade deles ocupando cargos eletivos, como de vereador, deputado estadual e federal e prefeito de Cuiabá, ele trocou um partido nanico por outro, do PV para o Patriota. A esperança do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.