Sirlei Theis

Não adianta segurar o burro pelo rabo

Por 29/07/2019, 07h:52 - Atualizado: 29/07/2019, 20h:22

Dayanne Dallicani

Colunista Sirlei Theis

Para as futuras gerações uma informação importante do momento em que estamos vivendo. Estamos no ano de 2019, mais precisamente no mês de julho, dia 29, uma segunda-feira. Dia 30 de julho a greve que afeta a educação do estado de Mato Grosso completa 65 dias, já sendo considerada uma das maiores greves da educação já registrada na história do estado. Uma referência ruim para qualquer governo.

A greve começou dia 27 de maio, os professores reivindicam o pagamento da RGA e o cumprimento da dobra de compra, garantias essas previstas na legislação. Estão lutando para não perder direitos e não para ganhar novos direitos. Uma categoria que deveria ser a mais valorizada de todas, pois sem ela não existiria nenhuma das outras. Dezenas de reuniões foram realizadas e a categoria continua mobilizada

Talvez você encontre este artigo num tempo distante. Quem sabe daqui 10, 20, 30, 50 ou 100 anos, ainda teremos pessoas estudando este absurdo administrativo, um case de inabilidade e demonstração clara da vitória do ego sobre a razão.

A greve começou dia 27 de maio, os professores reivindicam o pagamento da RGA e o cumprimento da dobra de compra, garantias essas previstas na legislação. Estão lutando para não perder direitos e não para ganhar novos direitos. Uma categoria que deveria ser a mais valorizada de todas, pois sem ela não existiria nenhuma das outras. Dezenas de reuniões foram realizadas e a categoria continua mobilizada.

A presente situação persiste pela incapacidade de gestão de crise por parte do Governador do Estado e de sua equipe econômica, que se recusam a avaliar ou apresentar uma contraproposta às reinvindicações da categoria.

É triste para a sociedade observar esse tipo de tratamento dispensado aos professores, que são os responsáveis pelas grandes transformações do mundo e isso já foi comprovado pelos países que priorizaram a educação e uma boa remuneração para esses profissionais, e hoje se destacam entre as nações desenvolvidas economicamente. O valor médio que os professores recebem no Estado de Mato Grosso é menos do que eles mereciam receber, considerando não ser fácil ter que aturar as diversas situações desgastantes que ocorrem nas salas de aula, sendo que muitas delas nem são equipadas adequadamente.

O governador Mauro Mendes já afirmou que o ex governador Pedro Taques quebrou o Estado, ainda assim mantem a mesma equipe econômica que teoricamente ajudou a jogar o estado no buraco levando ao pedido de “falência".

Enquanto países desenvolvidos investem na educação para alcançarem o crescimento econômico sustentável a longo prazo, por entenderem que o incentivo a educação promove a criatividade humana e pode ser o instrumento mais influente para o desenvolvimento da economia de um país, o nosso Governo sob o argumento de crise econômica, corta direitos dos professores, aliado a uma péssima gestão no setor, ainda tenta colocar a sociedade contra a categoria.

Muitos já escreveram sobre esse assunto, eu inclusive; muitos já pediram para o Governo reconsiderar seu posicionamento; A Assembleia Legislativa já tentou intermediar uma negociação entre os professores e o Governo do Estado, mas não obteve sucesso e nesse processo perdem os professores, os alunos e principalmente perde a gestão de Mauro Mendes, que aliás esta perdendo para ela mesma. Isso me faz lembrar de uma metáfora, a do burro, que estava sendo conduzido por uma estrada. Ao conseguir se soltar de seu condutor, o burro correu o mais depressa que pôde em direção a um precipício. Já ia caindo quando seu condutor chegou correndo e conseguiu segura-lo pelo rabo com toda a força. O homem tentou levar o animal para um lugar seguro, porém o burro, aborrecido com a interferência, pois achava que estava certo, fazia força na direção oposta, ao ponto de o homem, já exausto, ser obrigado a largá-lo e foi quando disse: Está bom burro, se você quer dar as ordens, não posso impedi-lo.

400 mil famílias em todos os 141 municípios de Mato Grosso aguardam um desfecho para este impasse

Moral: Os animais teimosos devem seguir seus caminhos.

Importante observar que a evolução da tecnologia influenciou expressivamente os movimentos de greve e o fato de não se ter grandes movimentos nas ruas, está longe de significar que o movimento está enfraquecido, pois eles estão nos grupos de wattsapp, no facebook e instagram. As informações chegam rápido a qualquer canto do Estado.

Sem a mínima luz no fim do túnel, uma ampla agenda de mobilização vem por aí. Os eventos estão marcados já até o dia 05 de agosto. Na pauta, acampamento no Palácio Paiaguás e atos na frente dos principais poderes do Estado.

Enquanto isso, quase 400 mil famílias em todos os 141 municípios de Mato Grosso aguardam um desfecho para este impasse. A continuar como está Mato Grosso vai mesmo acabar no fundo do abismo.

Sirlei Theis é advogada, especialista em gestão pública, palestrante e treinadora comportamental e escreve com exclusividade para esta coluna às segundas. E-mail: sirleitheis@gmail.com. Instagram: @sirleitheis. Facebook: sirleitheisoficial

Postar um novo comentário

Comentários (23)

  • Servidor público estadual | Terça-Feira, 30 de Julho de 2019, 16h47
    2
    0

    O governo precisa propor uma reunião e negociar o reajuste para o futuro, em valores e condições que não prejudique os demais servidores que já estão sem rga e sem reajuste, e principalmente parar de prejudicar aos mais pobres que dependem da merenda escolar para terem algum alimento no período escolar.

  • wellyngton barros da costa | Terça-Feira, 30 de Julho de 2019, 15h42
    1
    0

    Primeiro parabéns pelo artigo belíssimo, gostei muito quando você sitou no artigo a palavra EGO muitas pessoas não sabem mais estão sendo comandadas pelo EGO sua identidade comanda todo seu comportamento que de forma materialista vive só para o próprio ser. EGO portanto é tudo que há nesta postura do governador que não é capaz de ver além de seu próprio ser!

  • Guerreiro | Terça-Feira, 30 de Julho de 2019, 15h01
    2
    0

    Cadê o restante dos servidores do executivo para dar apoio aos professores categoria tão bonita profissão e muito desrespeitados!!!

  • Noêmia Campos | Terça-Feira, 30 de Julho de 2019, 11h58
    2
    0

    Infelizmente educação é discurso bonito e eficiente durante o período de campanha, quando eleitos tudo é esquecido. Mais triste ainda é a sociedade que precisa da mesma, ir de encontro com as reivindicações dos profissionais que estão lutando pelo direito de todos. Belíssimo artigo. Parabéns

  • selma elizabeth de Moraes | Terça-Feira, 30 de Julho de 2019, 09h56
    5
    0

    obgd por escrever sobre nóis muitos temem e pensam que são fortes na luta ...os fortes são os fracos porque qdo pensam que perderam a batalha.. o maior guerreiro entra em açã em nossa defesa nunca pensem que os Educadores estão perdidos porque a ultima palavra não vem de ninguem e sim do mestre que tudo vê e tudo escuta e é poriso que vamos vencer e ganhar esta luta.

  • Evanir | Terça-Feira, 30 de Julho de 2019, 09h14
    7
    0

    Parabéns ! Pelo seu seu texto, em defesa da categoria da educação.

  • JCNRF | Terça-Feira, 30 de Julho de 2019, 09h01
    7
    0

    Parabéns pela Coragem e Ousadia em falar Simplesmente a "Verdade", pois muitos estão tentando ocultar esta verdade e até mesmo macular!

  • KATIA ANDREIA OLIVEIRA BRANDAO PEREIRA | Terça-Feira, 30 de Julho de 2019, 08h04
    7
    0

    Parabéns pelo excelente texto.

  • Domingos Pinto de França | Terça-Feira, 30 de Julho de 2019, 07h48
    4
    0

    Se o burro insiste em tomar o caminho errado, apesar de todas as tentativas de levá-lo para o caminho certo, deixemo-lo ir para o precipício sozinho, antes que arraste um estado inteiro com ele. Temos muitos burros querendo conduzir a nação no momento atual.

  • Prof. Santino | Terça-Feira, 30 de Julho de 2019, 07h35
    6
    0

    Quero aqui deixar minhas congratulações a está grande Guerreira, que além de advogada é formadora de opinião e autêntica reconhecedora da nossa por nenhum direito a menos. Parabéns grande propagadora dos direitos humanos.

EP cita 4 pela força do MDB em Cuiabá

rafael bastos 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro disse neste sábado, no encontro do MDB, que acabou atraindo a presença de representantes de outros 12 partidos, que a agremiação emedebista foi construída e ganhou força e espaço na Capital graças aos filiados históricos Rafael...

Júlio, do DEM, vê boa gestão de EP

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), uma das lideranças históricas do DEM, foi "apertado" nesta sexta, em entrevista a Antero de Barros, na rádio Capital FM, especialmente sobre o fato do ex-governador e ex-senador demonstrar simpatia e apoiar a gestão do prefeito Emanuel, enquanto outros do partido...

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.