Sirlei Theis

O que a pandemia está nos ensinando

Por 18/05/2020, 08h:43 - Atualizado: 18/05/2020, 08h:49

Arte/Dayanne Dallicani

Colunista Sirlei Theis

26 de fevereiro de 2020 foi confirmado o primeiro caso de coronavírus no Brasil. De lá até a hora que estou escrevendo este artigo, já foram 16.118 mortes e 241.080 casos confirmados. É realmente impactante perceber o quanto somos fracos perante um vírus como este. Ele chega sem dó nem piedade e ao menor descuido se aloja em nosso corpo, podendo fazer de nós um hospedeiro transmissor, quando assintomático, levando o vírus até alguém que amamos, que pode não ter a mesma sorte. Poderemos ainda ser a próxima vítima, que repentinamente partirá interrompendo sonhos e deixando saudades.

Isso tudo mostra o quanto somos frágeis perante a vida. Queremos tanto, sonhamos tanto, lutamos e muitas vezes nem podemos usufruir daquilo que conquistamos, basta um vírus para mudar tudo para sempre. Não importam as conquistas, as histórias que construímos, a única coisa que importa e o que vivemos e o que vamos levar. Num momento como esse de pandemia, onde não sabemos o que poderá acontecer com a gente, é importante manter o pensamento positivo e acreditar que nada acontecerá, mas também é hora de avaliar o quanto estamos aproveitando dessa vida, certos de que ela é frágil, que a morte é implacável e que poderia ser um de nós entre os números constantes na estatística.

É a triste realidade. Então para nós que ainda estamos aqui, temos a oportunidade de rever nosso comportamento e de aprender com os que partiram, parando de trata-la como se ela fosse eterna.

Um sopro e lá se vão sonhos e realizações. Um instante e tudo que acreditávamos vai ficar pelo caminho. Um segundo e aquilo que nos era mais caro vai inevitavelmente ser adiado.

Quantas belas histórias foram interrompidas pelo coronavírus? Tudo que acreditamos está a um passo de se acabar e como estamos tratando esta possibilidade. Muitos de nós estão “voltando” para suas vidas como se nada estivesse acontecendo e não é bem assim.

A morte pelo covid-19, é ainda mais dolorida por ser solitária

Shirlei Theis

Estamos no meio de uma pandemia mundial e num ponto que não sabemos ao certo. As tais curvas de contaminação hora estão no pico, hora não estão. Fala-se do fim da quarentena, mas também fala-se no inicio do lockdown. Voltar a que normalidade? O que será normal depois de tudo isso? O que falar das 16.118 famílias de luto neste momento no Brasil. O que dizer para as outras tantas mais que ainda vão passar pela dor da perda?

A morte pelo covid-19, é ainda mais dolorida por ser solitária. Pessoas amadas internadas sem poder receber visitas e morrendo sozinhas.  “tive que reconfortar minha mãe enquanto ela morria – por chamada de vídeo”, disse o produtor Andrew Webb da BBC, que usou a tecnologia para minimizar os efeitos do isolamento social, mas relatos semelhantes tem se multiplicado em todo o mundo.

Vivemos um distanciamento social, mas estamos juntos na torcida por uma vacina e pelo fim deste triste episódio de nossa história. Enquanto esse momento não chega vamos fazer a nossa parte e valorizar de fato aquilo que vale a pena em nossa vida.

Sirlei Theis é advogada, especialista em gestão pública, palestrante e treinadora comportamental e escreve com exclusividade para esta coluna às segundas. E-mail: sirleitheis@gmail.com. Instagram: @sirleitheis. Facebook: sirleitheisoficial

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • alex r | Segunda-Feira, 18 de Maio de 2020, 15h49
    0
    0

    A única coisa que estou comprovando é a inabilidade dos políticos em tomar decisões assertivas para o bem da nossa sociedade... Raro são os que estão no caminho certo...

Salgadinhos sim; caminhão pipa, não

humberto bolinha 400 curtinha   Em Guiratinga, o prefeito Humberto Domingos, o Bolinha (foto), resolveu homologar na última segunda, 1º de junho, processo licitatório para contratar uma empresa com vistas a fornecer salgadinhos nas 11 secretarias municipais. Vão ser gastos com salgados R$ 21,7 mil. No mesmo dia, Bolinha...

Nepotismo e demissão na gestão Pátio

leandro junqueira 400   Acuado pela notificação recomendatória do Ministério Público Estadual, o prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, não teve outra saída senão exonerar a servidora Renata Castilho Moreno do cargo comissionado de gerente do Departamento de Engenharia e...

Candidatíssima à vereadora em Cuiabá

gisele almeida 400 curtinha   A apresentadora de TV, Gisele Almeida (foto), vai mesmo encarar o teste das urnas como candidata à vereadora em Cuiabá. Irmã do ex-vereador, ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE, Sérgio Ricardo, ela não perde tempo nas articulações. Recentemente, recebeu no...

Quebra-cabeça para definir a chapa

eduardo botelho 400 curtinha   Eduardo Botelho (foto) está postergando ao máximo a definição dos nomes de sua chapa ao comando da Mesa Diretora. A eleição já acontece no dia 10, na próxima semana. Como 12 dos 24 deputados brigam por espaço, o presidente da Assembleia sabe que, ao final,...

Secretário terá de explicar contrato

alex vieira 400 curtinha   O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira (foto), tem dois dias para apresentar defesa ao TCE sobre uma representação da empresa F. M Paragas, propriedade de Fernando Marcelo, que apontou supostas irregularidades na contratação, por dispensa de...

Presidente da OAB e péssimo exemplo

leonardo campos 400 curtinha   Continua repercutindo muito mal, inclusive em âmbito nacional, o escândalo em que se envolveu Leonardo Campos, o Léo Capataz (foto), que acabou se afastando da presidência da OAB-MT. Deu um péssimo exemplo à sociedade. Ele foi parar na Delegacia, na semana passada, sob...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.