Sirlei Theis

O Sagrado Feminino

Por 08/03/2021, 07h:04 - Atualizado: 08/03/2021, 07h:12

Arte/Dayanne Dallicani

Colunista Sirlei Theis

Ela tem 38 anos, empresária de sucesso. Desde cedo descobriu o dom para o empreendedorismo. Já na época da faculdade começou a vender lingeries para ajudar nas despesas.

Antes mesmo de acabar a faculdade abriu a sua empresa e percebeu que poderia vender muito mais se usasse as mídias sociais. O negócio cresceu rapidamente, e não demorou muito para montar a sua fábrica.

Estava sempre sorridente, despertando a atenção em muitas pessoas, mas poucos conheciam a sua rotina. Casada há 5 anos e mãe de 2 filhos, desde o início do casamento assumiu o controle de tudo, casa, filhos, necessidades domésticas, pois afinal foi assim que aprendeu. Cresceu vendo a mãe fazer da mesma forma e embora quando criança sentisse muito a falta da mãe que estava sempre ocupada, repetia a mesma história de um jeito um pouco diferente, mas na essência era igual.

O casamento dela já há algum tempo não andava bem e para não ter que encarar essa questão ela trabalhava ainda mais, praticamente anulando a sua vida social e pessoal.

Tentava manter a simpatia e a tranquilidade emocional fora de casa, mas a bem da verdade é que vinha sentindo um cansaço e muito estresse, sem saber o motivo real. Sentia um vazio existencial e não sabia qual o real motivo, se sentia culpada por não estar feliz, por não dar a atenção necessária aos filhos e também porque o casamento não ia bem.

Quantas histórias como essa se repetem?

Mulheres maravilhosas, talentosas e capazes, dotadas de uma força única, vivem uma vida medíocre por não conhecerem a sua essência, a sua real força. Exatamente por isso, nesse dia tão especial quero falar sobre a força do sagrado feminino, que é a essência da mulher, mas que se perdeu ao longo de pelo menos 6 mil anos de patriarcado, uma força  que vem sendo resgatada por muitas mulheres ao redor de todo o mundo.

No caso da mulher, ao excluir a energia feminina exalta também o lado negativo da força masculina, que é o individualismo, competividade, indiferença, autoritarismo, sectarismo, egoísmo, machismo e guerra, criando um caos dentro de si e um vazio existencial

Sirlei Theis

Depois de muitos abusos sofrido pelas mulheres ao longo da história, a revolução feminina, além das muitas conquistas, também provocou uma mudança no comportamento não só delas, como também dos homens.

É muito natural que isso tenha acontecido com as mulheres porque foi e continua sendo uma luta para reconquistar direitos que foram castrados ao longo da história. Porém o medo inconsciente ou até consciente de voltar a perder esses direitos conquistados acabou por nos afastar da essência feminina, a força do sagrado feminino.

Você pode estar se perguntando mas o que é esse sagrado feminino, que força é essa, é exclusiva das mulheres?

O Sagrado feminino é a força essencial da mulher representada pela fertilidade, intuição, sensualidade, acolhimento, criatividade, sexualidade, inclusão, carinho e nutrição. Por muito tempo no Período Matriarcal as mulheres eram cultuadas por todos em razão do seu poder, principalmente em gerar uma vida.  Elas eram tão poderosas que muitos homens se sentiam tão encantados por elas que não conseguiam raciocinar direito e por isso decidiram desconstruir todo o poder dessas mulheres. E assim aconteceu, por milhares de anos essas mulheres sofreram muito e ao começar a reconquistar os seus direitos acabaram rejeitando a força do feminino e adotando apenas a força da energia masculina, promovendo um desequilíbrio entre as duas forças masculinas e femininas.

Partindo da polaridade dessas duas forças sagrado feminino e sagrado Masculino ou do Yin e do Yiang, nos referimos às forças que fazem parte de toda criação, sendo indispensáveis à vida, ou seja, todo ser humano possui as duas energias, masculinas e femininas. Na Mulher a sua essência é a feminina e no homem a masculina, porém quando estas forças de energia estão em desiquilíbrio dentro de nós, se manifestam fora de nós. Por isso se excluímos uma força, exaltamos a outra, não só o polo positivo mas também o negativo, afinal tudo na vida tem o lado sombra e luz.

No caso da mulher, ao excluir a energia feminina exalta também o lado negativo da força masculina, que é o individualismo, competividade, indiferença, autoritarismo, sectarismo, egoísmo, machismo e guerra, criando um caos dentro de si e um vazio existencial.

Vivemos em um mundo de muita violência contra a mulher que retrata muito bem esse desiquilíbrio das energias feminina e masculina em todos os seres humanos e eu vejo o equilíbrio dessas energias como fundamental na luta para diminuir todo tipo de violência.

Se o feminino é o que acolhe, abraça, inclui, une e integra, também é o que desperta a capacidade de amar nas pessoas, podendo mudar uma realidade. Homens e mulheres precisam fazer as pazes com o feminino para assim substituirmos a cultura do machismo e ódio pela cultura da paz e do amor.

Sirlei Theis é advogada, especialista em gestão pública, palestrante e treinadora comportamental e escreve com exclusividade para esta coluna às segundas. E-mail: sirleitheis@gmail.com. Instagram: @sirleitheis. Facebook: sirleitheisoficial

Postar um novo comentário

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...

Sema reabre os parques em Cuiabá

mauren lazzaretti sema 400   Fechados desde 1º de abril, em obediência às regras de decreto municipal, que suspendiam as atividades coletivas, os parques estaduais urbanos de Cuiabá reabrem nesta segunda (19) para utilização pelo público. Será possível acessar as tradicionais trilhas...