Sirlei Theis

Pai não é herói

Por 03/08/2020, 15h:57 - Atualizado: 03/08/2020, 21h:54

Arte/Dayanne Dallicani

Colunista Sirlei Theis

Agosto chegou e com ele a comemoração do dia dos pais, uma figura muito importante na vida de qualquer pessoa. Então por que muitas vezes acabamos interrompendo nossa ligação com esse homem.

O psicanalista Lacan explica muito bem isso quando fala que o pai surge na vida da criança como o primeiro “outro” que ela vai encontrar fora do ventre da mãe. O pai surge de certa forma como uma figura com quem a criança terá que dividir o amor da mãe, mas isso não é ruim para a criança se bem administrado, pois na vida terá que aprender a dividir. Essa é apenas a primeira lição.

O papel da mãe é muito importante nesse momento, ela precisa ter muito cuidado para não transferir suas carências para essa criança, impedindo assim que o filho tome o amor e a força do pai.

A referência masculina é importante na vida de toda pessoa e se ela não encontrar isso quando criança, se não se preencher desse amor, necessariamente vai procurar isso nas relações que vai construir na vida adulta, podendo resultar em vários problemas.

A ausência da figura paterna na vida da pessoa poderá trazer diversos problemas em relação a tomadas de decisão

De acordo com a Constelação Familiar, o pai nos oferece o contato com o mundo, com os limites que serão enfrentados lá fora, mostrando o mundo real como de fato é, enquanto que a mãe nos dá a segurança, a proteção e aconchego. Cada um tem a sua importância no desenvolvimento da criança.

Para ilustrar, cito como exemplo a minha filha de 09 anos, que ao ficar sozinha com o pai acorda cedo, levanta, toma banho, se troca, prepara o próprio lanche e quando ele levanta, ela está pronta para ir para a escola, diferente do que acontece quando eu estou em casa. É esse papel que vai ajuda-la muito no futuro e é exatamente por isso eu faço questão de deixar muitas vezes os dois se virarem sozinhos. Sei que essa relação é muito importante para ela.

A ausência da figura paterna na vida da pessoa poderá trazer diversos problemas em relação a tomadas de decisão, dentre outros.

Não aceitar o pai é não aceitar parte de si mesmo, considerando que somos 50% DNA do nosso Pai e 50% DNA da nossa mãe. Por isso, independentemente do que tenha acontecido em nossa educação, que por ventura tenha nos afastado de nossos pais precisa ser revisto e ressignificado, pelo nosso próprio bem e também de nossos descendentes.

Como filhos, mesmo crescidos, temos dificuldades de encarar os nossos pais como seres humanos normais que cometem erros. Ainda esperamos os super-heróis imaginários, pessoas que atravessam os limites do justo e possível para atender os nossos desejos.

Na vida real, pais são heróis, mas não pelas razões que esperamos. São heróis quando dizem não, quando nos fazem enfrentar as dificuldades, quando nos obrigam estudar, quando colocam limites, estabelecem horários e exigem disciplina.

Um bom caminho para acolher o pai é reconhece-lo como uma pessoa normal, que antes de ser pai também é filho e que veio dos seus próprios emaranhamentos. De repente valha olhar para as nossas próprias dificuldades que não conseguimos resolver, sabendo que eles também estiveram nessa posição. Compreender que nos deram o melhor que tinham para dar, o dom de vida. Com esse dom podemos conquistar todo o restante.

Para Berth Hellingher, o criador da constelação familiar, o filho que se alinha ao pai, independentemente do destino que lhe couber, é mais apto e leve para seguir adiante.

Que este mês de agosto sirva para que todos os filhos consigam acolher os seus pais, preenchendo o vazio na sua alma e encontrando assim a prosperidade almejada.

Sirlei Theis é advogada, especialista em gestão pública, palestrante e treinadora comportamental e escreve com exclusividade para esta coluna às segundas. E-mail: sirleitheis@gmail.com. Instagram: @sirleitheis. Facebook: sirleitheisoficial

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Roberto Mourão | Terça-Feira, 04 de Agosto de 2020, 12h36
    3
    0

    Parabéns colega, excelente artigo. Reflete muito da nossa índole como pai, acrescenta nossa responsabilidade.

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

Retorno à Câmara após 6 mandatos

fulo 400 curtinha   Figura bastante popular, especialmente na região da Vila Operária, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB), que foi vereador de Rondonópolis por seis mandatos, está de volta. Hoje suplente, ele assume provisoriamente nesta segunda a cadeira do titular Thiago Muniz, que pediu licença...

Bolsonaro nem aí para políticos de MT

nelson barbudo 400 curtinha   O cerimonial da Presidência da República deu de ombros para os políticos, inclusive para a bancada federal mato-grossense, na visita de Bolsonaro, sexta, em Sinop e Sorriso. Alguns tentaram, de forma insistente, tirar foto com o presidente. E até conseguiram. Mas o capitão preferiu...

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.