Sirlei Theis

Pandemia, isolamento social e eleições 2020

Por 04/05/2020, 07h:46 - Atualizado: 04/05/2020, 15h:47

Arte/Dayanne Dallicani

Colunista Sirlei Theis

2020 começou movimentado no meio político, principalmente no Estado de Mato Grosso que teria duas eleições. A suplementar para o senado que aconteceria em abril e as municipais em outubro. Muitas articulações no meio político aconteceram. Para alguns, uma possível candidatura ao senado serviria como trampolim para as municipais, enquanto que para outros uma possibilidade de galgar um passo um pouco mais alto.

Confesso que a inércia e falta de visão dos candidatos às eleições suplementares me incomoda muito. Vejo que perdem a melhor oportunidade de suas vidas de levar suas propostas para a rede e fazer uma campanha eleitoral com custo reduzido

Em meio a todas as articulações e entrevistas dos possíveis candidatos, o que mais me impressionou foi a falta de projetos para um cargo tão relevante quanto o de um Senador.

Mas a chegada da pandemia do Covid-19 ao Brasil surpreendeu a todos e não foi diferente no meio político. As eleições suplementares ao senado foram suspensas, sem prazo definido para acontecer. Acontece que aqueles que passaram grande parte do seu tempo em 2020 articulando para garantir suas candidaturas ao senado, na menor dificuldade se encolheram e até agora não se sabe quais seriam suas propostas.

O pouco que se ouve falar é que esse ou aquele vai desistir porque perdeu o interesse ou vai focar nas eleições municipais. Tudo isso contribuiu para o insistente terceiro colocado das eleições de 2018, Carlos Henrique Fávaro, assumir o mandato interinamente.

Confesso que a inércia e falta de visão dos candidatos às eleições suplementares me incomoda muito. Vejo que perdem a melhor oportunidade de suas vidas de levar suas propostas para a rede e fazer uma campanha eleitoral com custo reduzido.

Estamos vivendo um momento onde a grande maioria das pessoas está em casa  e conectadas. As mídias sociais nunca estiveram tão presentes no cotidiano das pessoas, não tendo melhor momento que o atual para criar engajamento e identidade política.

Ao se verem impossibilitados de fazerem suas campanhas nos moldes tradicionais, os candidatos ao senado desapareceram e deixam passar aquela que poderia ser a melhor oportunidade de suas vidas.

Embora o Carlos Fávaro tenha entrado em exercício como substituto, as eleições suplementares vão acontecer. Da mesma forma entendo que as eleições municipais vão acontecer, assim que se controle um pouco a Pandemia, podendo ser ainda nesse ano.

Embora o Carlos Fávaro tenha entrado em exercício como substituto, as eleições suplementares vão acontecer. Da mesma forma entendo que as eleições municipais vão acontecer, assim que se controle um pouco a Pandemia, podendo ser ainda nesse ano

Usei o caso dos candidatos ao senado como exemplo, mas não é diferente para as eleições municipais. Até o momento não vejo movimento nas mídias sociais dos pré-candidatos. Aqueles que tentam fazer, acabam na maioria das vezes fazendo errado, optam por uma comunicação mecânica que não cria identidade com o seguidor.

O isolamento social é uma realidade da qual não podemos correr. A Pandemia que chegou em ano eleitoral só vai antecipar algo que no futuro deverá acontecer normalmente, campanhas políticas realizadas somente pela internet, o que poderá gerar uma economia incalculável para os cofres públicos.

Contudo, a comunicação nas mídias sociais não pode ser algo maçante, precisa ser atrativa e criar identidade. Se você pretende se candidatar a um cargo nas eleições municipais e ainda não começou, pense bem. O tempo está passando e vai ser implacável com aqueles que deixarem tudo pra depois. Se reinvente e faça do caos uma oportunidade.

Sirlei Theis é advogada, especialista em gestão pública, palestrante e treinadora comportamental e escreve com exclusividade para esta coluna às segundas. E-mail: sirleitheis@gmail.com. Instagram: @sirleitheis. Facebook: sirleitheisoficial

Postar um novo comentário

Salgadinhos sim; caminhão pipa, não

humberto bolinha 400 curtinha   Em Guiratinga, o prefeito Humberto Domingos, o Bolinha (foto), resolveu homologar na última segunda, 1º de junho, processo licitatório para contratar uma empresa com vistas a fornecer salgadinhos nas 11 secretarias municipais. Vão ser gastos com salgados R$ 21,7 mil. No mesmo dia, Bolinha...

Nepotismo e demissão na gestão Pátio

leandro junqueira 400   Acuado pela notificação recomendatória do Ministério Público Estadual, o prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, não teve outra saída senão exonerar a servidora Renata Castilho Moreno do cargo comissionado de gerente do Departamento de Engenharia e...

Candidatíssima à vereadora em Cuiabá

gisele almeida 400 curtinha   A apresentadora de TV, Gisele Almeida (foto), vai mesmo encarar o teste das urnas como candidata à vereadora em Cuiabá. Irmã do ex-vereador, ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE, Sérgio Ricardo, ela não perde tempo nas articulações. Recentemente, recebeu no...

Quebra-cabeça para definir a chapa

eduardo botelho 400 curtinha   Eduardo Botelho (foto) está postergando ao máximo a definição dos nomes de sua chapa ao comando da Mesa Diretora. A eleição já acontece no dia 10, na próxima semana. Como 12 dos 24 deputados brigam por espaço, o presidente da Assembleia sabe que, ao final,...

Secretário terá de explicar contrato

alex vieira 400 curtinha   O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira (foto), tem dois dias para apresentar defesa ao TCE sobre uma representação da empresa F. M Paragas, propriedade de Fernando Marcelo, que apontou supostas irregularidades na contratação, por dispensa de...

Presidente da OAB e péssimo exemplo

leonardo campos 400 curtinha   Continua repercutindo muito mal, inclusive em âmbito nacional, o escândalo em que se envolveu Leonardo Campos, o Léo Capataz (foto), que acabou se afastando da presidência da OAB-MT. Deu um péssimo exemplo à sociedade. Ele foi parar na Delegacia, na semana passada, sob...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.