Sirlei Theis

Você está cancelado

Por 19/10/2020, 08h:09 - Atualizado: 19/10/2020, 08h:15

Arte/Dayanne Dallicani

Colunista Sirlei Theis

O cerceamento máximo do pensamento e da opinião.

Nos últimos dias um novo termo está em voga nas redes sociais, o cancelamento. Basta um pensamento que não esteja de acordo com o que pensa a grande maioria para que o risco de ser cancelado se instale. Isto significa que de uma hora para outra seus seguidores podem desaparecer, é um grande boicote nas redes sociais.

Na mira estão principalmente as celebridades e políticos que ousam falar algo em desacordo, preconceituoso ou ofensivo.

O termo surgiu em 2017 mas ganhou força em 2019 quando inúmeras celebridades foram vitimas dos cancelamentos. No Brasil Neymar e Anitta já passaram pelo cancelamento. A cultura do cancelamento tem ganhado cada vez mais adeptos e o que era um caso que atingia apenas as celebridades e subcelebridades, chega com força até ao cidadão comum. O tribunal da internet está mais cruel que nunca. Decisão tomada sem nenhum direito a defesa, a acusação pura e simples, a sentença dura e crua.

 Aos poucos o pensamento dá medo, afinal para muitos o número de likes ou de seguidores tem uma importância monumental. E nesta onda o contraditório vai se perdendo no tempo e pode em muito breve ser coisa de um passado onde ainda tínhamos o direito de pensar diferente e de expressar esta diferença.

Se fulano diz algo que não concordo, começo então um movimento para cancelá-lo nas redes sociais. Isso tem acontecido com pessoas e empresas. Condenação tácita sem direito a defesa. No tribunal da internet tudo é muito rápido e reverter um cancelamento pode ser algo impossível.

A reflexão que quero lançar é para onde estamos caminhando quando o assunto é internet. Os smartphones estão cada vez mais presentes em nossas vidas e com eles a ditadura do like, a urgência da foto, o compartilhamento de tudo que fazemos, comemos, vestimos ou compramos, mas o pensamento está condenado se não seguir o que espera a maioria. Isso mesmo, espera, por que a maioria as vezes nem mesmo pensa daquele jeito, mas entre ganhar um like e um novo seguidor, a opção é pensar naquilo que a dita maioria quer ou espera.

Afinal, uma frase mal colocada dentro de um contexto geral é o suficiente para a pessoa ser condenada ao cancelamento, sem direito a defesa

Sirlei Theis

O jantar a dois a muito perdeu o sentido, já que o prato principal tem que virar foto do Insta. O que era íntimo e pessoal vira um grande carnaval nas redes e mesmo a tristeza e a solidão acabam se transformando em sorrisos falsos e comemorações vazias, tudo para agradar a audiência e evitar o cancelamento.

O livro que não está sendo lido, vira mais um stories, fazer de conta que é culto e que lê, mesmo quando nenhuma palavra tenha sido degustada e as vezes nem venha a ser.

A preocupação com o novo seguidor está nos levando em direção ao nada, pois estamos abrindo mão do que sempre nos foi caro, o direito ao livre pensamento. Precisamos repensar tudo isso, ver até que ponto uma ação como essa pode estar nos condenando enquanto raça, daqui a pouco poderemos chegar num ponto sem volta.

Afinal, uma frase mal colocada dentro de um contexto geral é o suficiente para a pessoa ser condenada ao cancelamento, sem direito a defesa.

Uma celebridade fitnes precisou cancelar suas contas nas redes sociais depois de ter postado uma foto de uma festa que ela fez na casa dela. Ninguém usava máscara na foto e no auge da pandemia os internautas decidiram que ela deveria ser cancelada e assim o foi. Hoje, vemos vários bares e locais lotados sem que o uso de máscara seja uma exigência. Mas agora já é tarde, ela foi cancelada, perdeu contratos e sabe-se lá Deus o que mais aconteceu.

Muitas vidas mais poderão ser destruídas se nós enquanto sociedade não começarmos a discutir estas questões. Menos julgamentos e mais respeito pelo que pensa, fala e faz o outro, sem isso estamos mesmo fadados ao fracasso.

Sirlei Theis é advogada, especialista em gestão pública, palestrante e treinadora comportamental e escreve com exclusividade para esta coluna às segundas. E-mail: sirleitheis@gmail.com. Instagram: @sirleitheis. Facebook: sirleitheisoficial

Postar um novo comentário

2 da AL em chapas distintas à AMM

nininho 400   Dois deputados estaduais estão divididos em chapas de honra da eleição da AMM, que acontece no próximo dia 15. O curioso é que Ondanir Bortolini, o Nininho (foto), filiado ao PSD e hoje presidente de honra da entidade comandada pelo segundo mandato consecutivo por Neurilan Fraga (PL), caiu fora da...

Trentini perde de novo para Pitucha

roland trentini 400 curtinha   Na queda-de-braço nos bastidores, o ex-prefeito por três mandatos de Alto Garças, Roland Trentini (foto), perdeu de novo para o rival político histórico, o também ex-prefeito Júnior Pitucha. Ambos, que já protagonizaram disputas acirradas, tensas e...

2 maiores líderes sob crise partidária

mauro mendes 400 curtinha   Os dois maiores chefes de Executivos em MT hoje enfrentam problemas partidários internamente. O governador Mauro Mendes (foto), mesmo sendo a principal estrela do DEM no Estado, não está confortável dentro do partido por causa de conflitos com os irmãos Júlio e Jayme Campos....

MM e deputados derrotados do MDB

carlos bezerra 400 curtinha   Por coincidência, deputados do MDB que tiveram seus candidatos derrotados nas urnas estão de afagos com o governador Mauro. E até convidaram-no para deixar o DEM e migrar para o MDB, numa articulação do cacicão do partido, o federal Carlos Bezerra (foto), que puxou a corda da...

Os Maia fincam força no Legislativo

silvio maia 400   O ex-prefeito por quatro vezes de Alto Araguaia, Maia Neto, perdeu nas urnas na majoritária, mas ganhou na proporcional. De um lado, a irmã Martha Maia, seu braço-direito durante todos os mandatos, foi derrotada à prefeita por Gustavo Melo, que se reelegeu. Por outro, Maia Neto viu dois dos seus...

Reeleito, Gustavo derruba o clã Maia

gustavo melo 400   O jovem prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), de 36 anos, manteve mesmo o "apertado" favoritismo, conforme mostrou na reta final a pesquisa do instituto Analisando, e derrotou o clã Maia. Venceu por 962 votos de diferença. Filiado ao PSB, Gustavo chegou a 4.805, enquanto Martha Maia (PP) registrou 3.840...