Vivaldo Lopes

Janela de oportunidades

Por 20/06/2019, 07h:37 - Atualizado: 20/06/2019, 07h:44

Dayanne Dallicani

Colunista Vivaldo Lopes

 

O pedido de recuperação judicial do grupo empresarial Odebrechet anunciado nesta semana abre uma boa janela de oportunidade para melhorar a logística de transporte de Mato Grosso. Por meio do seu braço de transportes, a Odebrechet Transport, a empresa tem a concessão para operar a rodovia federal BR 163, o principal corredor de transporte rodoviário do estado.

Logo após conquistar em leilão a concessão para modernização, duplicação e operação da rodovia, o grupo empresarial entrou em verdadeiro inferno astral ao ficar no olho do furacão da operação Lava Jato. Teve sua governança corporativa abalada com a prisão e destituição de praticamente toda sua direção executiva e seu principal acionista. Perdeu credibilidade no mercado financeiro, ficando sem capacidade para tomar financiamento para efetuar as obras exigidas no contrato da concessão. Do total de 850 Km concedidos à empresa, que vai da fronteira com Mato Grosso do Sul até Sinop, apenas pequena parte foi duplicada. Justamente aquela que ficou sob a responsabilidade do DNIT. Até mesmo a manutenção da rodovia está comprometida por falta de recursos. Mesmo com as obras de duplicação e modernização em velocidade de tartaruga, a taxa de pedágio está sendo paga diariamente pelos usuários da rodovia.

É urgente e necessária ampla movimentação de nossas forças políticas e empresariais para cobrar urgência das autoridades federais

Vivaldo Lopes

A janela de oportunidade surge com a possibilidade da concessão ser transferida para outro grupo empresarial que apresente capacidade financeira, operacional e expertise gerencial exigidas numa empreitada dessa proporção. A concessão é um bom ativo e a empresa pode negociar a venda para grupos interessados. Obtida a anuência das autoridades federais regulatórias e do Ministério da Infraestrutura, esse formato mostra-se o mais rápido e eficaz. A alternativa de devolução amigável e administrativa da concessão à administração federal é mais demorada e exigirá um novo leilão de concessão. A forma como está a operação da concessão prejudica a dinâmica econômica de Mato Grosso e dificilmente a companhia, em recuperação judicial, terá acesso a crédito para executar os investimentos necessários para modernizar e duplicar a rodovia.

Ainda em construção, a matriz de transportes de Mato Grosso tem seu eixo central baseado na BR 163, na ferrovia senador Vicente Vuolo, cujos trilhos estão em Rondonópolis e devem chegar nos próximos anos à Cuiabá e posteriormente até Sorriso. Compõem ainda o eixo central a  Ferrovia de Integração Centro Oeste –FICO que vai integrar a região do Araguaia ao Porto de Itaqui, no Maranhão e a Ferrogrão que ligará Sinop ao porto fluvial de Miritituba, no Pará.

É urgente e necessária ampla movimentação de nossas forças políticas e empresariais para cobrar urgência das autoridades federais na decisão de substituição da empresa concessionária, considerando ser a BR 163 a nossa principal artéria rodoviária e, por conseguinte, de importância suprema para o progresso econômico de Mato Grosso.

Vejo como única alternativa possível para transformar em realidade essa matriz de transportes do estado, a utilização do capital privado por meio de concessões. Há disponibilidade de capitais nacionais e internacionais e apetite para esse tipo de empreendimento. O país e o estado precisam demonstrar claramente interesse em atrair tais investimentos, garantir estabilidade econômica e segurança jurídica.

Vivaldo Lopes é economista formado pela UFMT, onde lecionou na Faculdade de Economia.  É pós-graduado em MBA e Gestão Financeira Empresarial pela FIA/USP. Escreve nesta coluna com exclusividade às quintas-feiras. E-mail: vivaldo@uol.com.br

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Edmar Roberto Prandini | Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 19h12
    0
    0

    Trata-se de uma operação que depende apenas da iniciativa empresarial. Se um grupo empresarial oferecer aos proprietários da atual concessionária um valor vantajoso, ela fará a venda, sem precisar mexer no contrato de concessão nem efetuar negociação nenhuma com o governo. Compra da propriedade da empresa por outro grupo. Ocorre que os "capitalistas" não gostam de capitalismo, só de lucros, especialmente se obtidos seguramente de recursos públicos. Matéria da Istoedinheiro informa que a Bovespa, no seu recordista índice atual, corresponde, se deflacionado, a 2/3 do seu valor de 2008, quando do rompimento dos bancos norte-americanos. Dez anos passados, quase onze, os arautos da "economia liberal" e da "iniciativa privada" ainda não investem o que havia na Bolsa de Valores em 2008.

  • JONIL VITAL DE SOUZA | Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 11h01
    0
    0

    bastante pertinente essa matéria, a economia não deve parar pelas indefinições políticas. Enquanto Governo Central esta preocupado com armamento e multas de trandititrânsito.

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

Carta de Abicalil cita traição de Lúdio

carlos abicalil 400 curtinha   Carlos Abicalil (foto), ex-federal e hoje assessor do deputado Valdir Barranco, demonstra até hoje estar "atravessado" com Lúdio Cabral por causa da traição política de 2010. Na época, mesmo o PT o tendo lançado ao Senado, Lúdio, ex-vereador por Cuiabá e...

Júlio apoiou Bolsonaro pra varrer o PT

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), pré-candidato a senador pelo DEM, diz que em 2018 não só votou em Bolsonaro, como participou de carreata e vestiu camisa com as cores verde e amarela em apoio à candidatura do capitão. Lembra que estava convicto naquele momento de que era preciso varrer o PT...

Já com apoio de mais de 50 prefeitos

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) não para nas articulações políticas. E, se apoio elevado de prefeitos vier a ser decisivo, ele será eleito senador na suplementar de 26 de abril. Dos 141 gestores municipais do Estado, mais de 50 já anunciaram que estarão no palanque do...

Grupo de EP e Kleber pra marketing

kleber lima 400 curtinha   O grupo do prefeito Emanuel Pinheiro decidiu abrir diálogo com o jornalista e marqueteiro Kleber Lima (foto), visando o pleito de outubro. Não há mais resistência a uma possível contratação de Kleber, independente de quem o grupo lançar ao Palácio Alencastro,...

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.