Vivaldo Lopes

Janela de oportunidades

Por 20/06/2019, 07h:37 - Atualizado: 20/06/2019, 07h:44

Dayanne Dallicani

Colunista Vivaldo Lopes

 

O pedido de recuperação judicial do grupo empresarial Odebrechet anunciado nesta semana abre uma boa janela de oportunidade para melhorar a logística de transporte de Mato Grosso. Por meio do seu braço de transportes, a Odebrechet Transport, a empresa tem a concessão para operar a rodovia federal BR 163, o principal corredor de transporte rodoviário do estado.

Logo após conquistar em leilão a concessão para modernização, duplicação e operação da rodovia, o grupo empresarial entrou em verdadeiro inferno astral ao ficar no olho do furacão da operação Lava Jato. Teve sua governança corporativa abalada com a prisão e destituição de praticamente toda sua direção executiva e seu principal acionista. Perdeu credibilidade no mercado financeiro, ficando sem capacidade para tomar financiamento para efetuar as obras exigidas no contrato da concessão. Do total de 850 Km concedidos à empresa, que vai da fronteira com Mato Grosso do Sul até Sinop, apenas pequena parte foi duplicada. Justamente aquela que ficou sob a responsabilidade do DNIT. Até mesmo a manutenção da rodovia está comprometida por falta de recursos. Mesmo com as obras de duplicação e modernização em velocidade de tartaruga, a taxa de pedágio está sendo paga diariamente pelos usuários da rodovia.

É urgente e necessária ampla movimentação de nossas forças políticas e empresariais para cobrar urgência das autoridades federais

Vivaldo Lopes

A janela de oportunidade surge com a possibilidade da concessão ser transferida para outro grupo empresarial que apresente capacidade financeira, operacional e expertise gerencial exigidas numa empreitada dessa proporção. A concessão é um bom ativo e a empresa pode negociar a venda para grupos interessados. Obtida a anuência das autoridades federais regulatórias e do Ministério da Infraestrutura, esse formato mostra-se o mais rápido e eficaz. A alternativa de devolução amigável e administrativa da concessão à administração federal é mais demorada e exigirá um novo leilão de concessão. A forma como está a operação da concessão prejudica a dinâmica econômica de Mato Grosso e dificilmente a companhia, em recuperação judicial, terá acesso a crédito para executar os investimentos necessários para modernizar e duplicar a rodovia.

Ainda em construção, a matriz de transportes de Mato Grosso tem seu eixo central baseado na BR 163, na ferrovia senador Vicente Vuolo, cujos trilhos estão em Rondonópolis e devem chegar nos próximos anos à Cuiabá e posteriormente até Sorriso. Compõem ainda o eixo central a  Ferrovia de Integração Centro Oeste –FICO que vai integrar a região do Araguaia ao Porto de Itaqui, no Maranhão e a Ferrogrão que ligará Sinop ao porto fluvial de Miritituba, no Pará.

É urgente e necessária ampla movimentação de nossas forças políticas e empresariais para cobrar urgência das autoridades federais na decisão de substituição da empresa concessionária, considerando ser a BR 163 a nossa principal artéria rodoviária e, por conseguinte, de importância suprema para o progresso econômico de Mato Grosso.

Vejo como única alternativa possível para transformar em realidade essa matriz de transportes do estado, a utilização do capital privado por meio de concessões. Há disponibilidade de capitais nacionais e internacionais e apetite para esse tipo de empreendimento. O país e o estado precisam demonstrar claramente interesse em atrair tais investimentos, garantir estabilidade econômica e segurança jurídica.

Vivaldo Lopes é economista formado pela UFMT, onde lecionou na Faculdade de Economia.  É pós-graduado em MBA e Gestão Financeira Empresarial pela FIA/USP. Escreve nesta coluna com exclusividade às quintas-feiras. E-mail: vivaldo@uol.com.br

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Edmar Roberto Prandini | Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 19h12
    0
    0

    Trata-se de uma operação que depende apenas da iniciativa empresarial. Se um grupo empresarial oferecer aos proprietários da atual concessionária um valor vantajoso, ela fará a venda, sem precisar mexer no contrato de concessão nem efetuar negociação nenhuma com o governo. Compra da propriedade da empresa por outro grupo. Ocorre que os "capitalistas" não gostam de capitalismo, só de lucros, especialmente se obtidos seguramente de recursos públicos. Matéria da Istoedinheiro informa que a Bovespa, no seu recordista índice atual, corresponde, se deflacionado, a 2/3 do seu valor de 2008, quando do rompimento dos bancos norte-americanos. Dez anos passados, quase onze, os arautos da "economia liberal" e da "iniciativa privada" ainda não investem o que havia na Bolsa de Valores em 2008.

  • JONIL VITAL DE SOUZA | Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 11h01
    0
    0

    bastante pertinente essa matéria, a economia não deve parar pelas indefinições políticas. Enquanto Governo Central esta preocupado com armamento e multas de trandititrânsito.

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

Pivetta vai despachar em 2 gabinetes

otaviano pivetta 400 curtinha   O governador em exercício a partir desta quinta, empresário Otaviano Pivetta (foto), vai dividir o tempo no Palácio Paiaguás pelos próximos oito dias despachando em dois gabinetes. Ora sentará na cadeira do titular Mauro Mendes, que viajou numa comitiva para a Bolívia,...

Lei reconhece pacu como prato de VG

dilmar curtinha   O governador Mauro Mendes sancionou,  na última terça (17), a lei 10.944/2019, de autoria do deputado Dilmar Dal Bosco (foto), que reconhece o Pacu como prato típico da culinária de Várzea Grande. Antes mesmo de o parlamentar legislar sobre o tema, os várzea-grandenses já...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.