CONTEÚDO

Domingo, 07 de Janeiro de 2018, 07h:50 | Atualizado: 07/01/2018, 08h:05

Sigla comunista

PCdoB prioriza a ex-reitora da UFMT ao Senado e quer garantir palanque para presidenciável em MT

PCdoB se mobiliza para viabilizar a deputada estadual gaúcha, Manuela D’Ávila, como pré-candidata à presidência da República e quer se fortalecer no Estado

.

Maria-Lucia-Cavalli-Nedercapa.jpg

  Maria Lúcia Neder, ex-reitora da UFMT, será apresentada para o Senado

O PCdoB de Mato Grosso definiu duas prioridades para as eleições 2018. A sigla comunista trabalha para viabilizar a pré-candidatura da ex-reitora da UFMT, Maria Lúcia Cavalli Neder, ao Senado e garantir palanque para sua pré-candidata à presidência da República, Manuela D’Ávila.

Em relação ao Governo do Estado, o PCdoB reconhece a fragilidade da oposição ao governador Pedro Taques (PSDB). Mesmo sem apontar nomes para a disputa, aposta na viabilização de alternativa através da articulação de frente ampla com as forças políticas que defendem um novo modelo de desenvolvimento econômico e social.

Segundo o presidente estadual do PCdoB, suplente de senador Manoel Motta, a gestão de Maria Lúcia na UFMT a credencia para o Senado. Lembra que a ex-reitora se destacou na defesa da educação e da ciência e tecnologia e na articulação com os movimentos sociais.

“Como não temos candidato a governador, estamos buscando apoios para viabilizar a candidatura da professora Maria Lúcia ao Senado. O legado dela à frente da UFMT nos possibilita apresentar seu nome para um projeto eleitoral consistente e com o reconhecimento da sociedade”, afirmou Manoel Motta em entrevista ao .

ALRS

manuela-davila PCdoB

 Manuela D'Ávila é pré-candidata a presidente da República pela sigla

Sobre o projeto nacional, Manoel Motta destaca a importância da candidatura da deputa estadual gaúcha Manuela D’Ávila a presidente da República para apresentar o programa do PCdoB aos brasileiros após sucessivas alianças com o PT desde 1989. Ao mesmo tempo, acredita na unidade com as forças de esquerda no segundo turno.

“Queremos convencer a sociedade que projeto do PCdoB é viável. Se for para segundo turno, contamos com apoio dos demais candidatos Lula, Ciro Gomes e todos que puderem ser incluídos na frente ampla”, pontua o dirigente, se referindo aos presidenciáveis do PT e PDT, que pretendem participar da disputa eleitoral.

Manoel Motta também acredita que é possível angariar apoio para a presidenciável do PCdoB no Estado pela plataforma de desenvolvimento que apresenta. Por isso, considera viável a presença de outros partidos do campo democrático e popular no palanque.

“Nossa candidatura tem a perspectiva de vencer as eleições. Além do projeto de desenvolvimento nacional, apresentamos o contraponto ao discurso do ódio e intolerância política que toma conta das redes sociais”, pontua.

 Para a disputa ao Governo do Estado, Manoel Motta reafirma que o PCdoB aposta na construção de uma frente ampla com forças democráticas que contemple um projeto de desenvolvimento econômico e social. Segundo ele, o projeto deve ser consistente para contrapor o que considera “má-gestão” conduzida por Taques. 

Arquivo pessoal

Manoel Motta

 Manoel Motta defende "frente ampla" contra Taques em Mato Grosso

“Ainda não temos nomes e acredito que a situação começa a se definir em março, quando acaba o prazo para filiações partidárias. A certeza é que estaremos no campo oposto ao governador Pedro Taques. Mesmo sendo honesto, se apegou ao discurso de combate a corrupção e não cumpriu suas responsabilidades com o funcionalismo e a sociedade”, dispara o dirigente.

Na proporcional, o PCdoB trabalha com a perspectiva de candidaturas a deputado federal e estadual. As definições dependem da consolidação das alianças políticas.

Para Assembleia, o principal nome é o advogado trabalhista de Barra do Garças Edvaldo Pereira. À Câmara Federal, já articula as pré-candidaturas do sindicalista Ronei de Lima e do líder estudantil Vinícius Brasilino. Outros nomes estão sendo avaliados pelo PCdoB e devem se consolidar no decorrer do ano.

Apesar das articulações, o PCdoB é considerado pequeno em Mato Grosso. Conta com Manoel Motta como segundo suplente do senador Wellington Fagundes (PR) e elegeu somente Silvio Negri para vereador por Rondonópolis em 2016. A sigla não tem nenhum prefeito no Estado.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Aline Wendpap Nunes de Siqueira | Segunda-Feira, 08 de Janeiro de 2018, 20h27
    0
    2

    Por toda a sua trajetória política e profissional, seu comprometimento e sua competência! Eu voto em Maria Lúcia!

  • alexandre | Segunda-Feira, 08 de Janeiro de 2018, 13h33
    1
    2

    PC do B ? é radical tem como não ...

  • Danilo | Domingo, 07 de Janeiro de 2018, 22h02
    5
    5

    Senado eu voto nela!

  • Benedita da Silva | Domingo, 07 de Janeiro de 2018, 17h13
    5
    4

    Eu tenho certeza que suas credenciais são credenciais são excelentes, compactuou com o programa de ampliação das vagas sem contrato de docentes, nas questões de precatórios de funcionários e professores enrolou o máximo que pode, perdeu o assento num conselho do MEC entre outra credenciais. Tenho certeza que os sindicatos na UFMT farao campanha acirrada pela sua eleição, afinal a lembrança de sua gestão ainda não foi esquecida, resta saber se com todas estas credenciais será eleita!

  • eduardo | Domingo, 07 de Janeiro de 2018, 11h20
    5
    6

    sou eleitor de maria lucia para o senado, vejo que o único candidato que a esquerda tem para desbancar a direita no estado é o procurador mauro. o pt tem que aprender com os erros, e ter essa leitura critica, tentar reeleger saguas para federal (faz um bom mandato, o unico da bancada do estado que defende os direitos dos trabalhadores) e compor lúdio numa candidatura de vice do procurador mauro ou mesmo para senador. temos que deixar as vaidades de lado, e somar, é por aí.

Matéria(s) relacionada(s):

Selma sob risco de ganhar e não levar

selma arruda curtinha   Uma das grandes surpresas nas urnas de MT, a juíza aposentada Selma Arruda (PSL), eleita senadora na 1ª vaga, ao alcançar 678.542 votos, ainda vai ter muita dor de cabeça até o fim da investigação em que é acusada de abuso de poder econômico, através de caixa...

Deputado culpa Emanuel pela derrota

valtenir pereira curtinhas   Valtenir Pereira (foto), do MDB, tem culpado, em parte, pela derrota nas urnas pelo quarto mandato, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro, do mesmo partido. Em privado, reclama que o prefeito, que recebeu o seu apoio para chegar ao Palácio Alencastro em 2016, lhe passou as pernas, pois havia se comprometido em...

Eraí paga R$ 1 mi de dívidas de Taques

erai maggi   O empresário Alan Malouf revelou, em delação no STF, que em meados de 2016, já no segundo ano do Governo Taques, o rei da soja Eraí Maggi (foto), do Grupo Bom Futuro, lhe pagou R$ 1 milhão, inclusive em espécie. Segundo Alan, o pagamento serviu para abater o débito de parte de um...

Modesto embolsa R$ 300 mil de extra

julio modesto curtinhas   Não foi somente Paulo Brustolin, que recebera salário extra milionário para comandar a pasta de Fazenda do Governo Taques, totalizando R$ 1,4 milhão (R$ 500 mil de "luva" e mais R$ 80 mil mensais entre janeiro e dezembro de 2015). Segundo o delator Alan Malouf, um grupo de empresários,...

Mais de R$ 1 milhão só de salário extra

paulo brustolin sefaz curtinhas   Em delação homologada no Supremo em janeiro deste ano, o empresário Alan Malouf conta que o executivo Paulo Brustolin (foto), numa negociação chancelada pelo governador Taques, recebeu R$ 500 mil a título de "luva" para assumir o cargo de secretário estadual de...

Vice migra para PP e deve ir a prefeito

ubaldo barros curtinha   O vice-prefeito de Rondonópolis, professor universitário e empresário Ubaldo de Barros (foto), só esperou o resultado das urnas para migrar de partido. Trocou o PSL pelo PP, que terá uma cadeira na Câmara, com Neri Geller, e outra na Assembleia, com Paulo Araújo. Embora...

Pivetta atuará como gestor do Núcleo

otaviano pivetta curtinhas   Com carimbo de bom gestor que ajudou Lucas do Rio Verde, enquanto prefeito por 3 mandatos, a ganhar o topo nacional em referências, como de IDH e de educação, o empresário e vice-governador eleito Otaviano Pivetta (foto), do PDT, não vai assumir secretaria na gestão Mauro. Mas...

Distante e com maior votação em ROO

adilton sachetti curtinha   Embora distanciado de Rondonópolis - vive mais em Cuiabá -, o deputado federal e sojicultor Adilton Sachetti conquistou uma votação histórica ao Senado no município. Dos 333.082 obtidos nas urnas, 61.397 vieram da cidade onde ele foi prefeito e depois perdeu a...

Respaldo dá a Taques a maior votação

thelma de oliveira curtinha   Diferente de Rondonópolis, onde o apoio e empenho do prefeito Pátio contribuiu para tirar voto de Taques, em Chapada dos Guimarães, a prefeita Thelma de Oliveira conseguiu entregar o que prometeu de votos. Ela teve uma participação importante na boa votação do governador...

MAIS LIDAS