CONTEÚDO

Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2018, 16h:09 | Atualizado: 02/02/2018, 08h:30

corrida ao Paiaguás

Podemos encoraja Medeiros a entrar na disputa ao governo, mas senador reluta para tentar reeleição

O senador José Medeiros (Podemos) avalia a possibilidade de disputar o Governo do Estado. A eventual candidatura teria como objetivo principal garantir palanque para o presidenciável Álvaro Dias (Podemos-PR) em Mato Grosso.

Gilberto Leite

jose medeiros

Senador José Medeiros está sendo encorajado a concorrer a governador, mas reluta e prefere buscar a reeleição

Medeiros está sendo encorajado a concorrer a governador pela direção nacional do Podemos. No entanto, ainda reluta e prefere buscar a reeleição ao Senado. “O partido tem articulado e feito gestão muito forte nos estados por causa da candidatura do Álvaro Dias. Existe uma pressão muito forte para que essa base seja criada. Eu tenho sido muito relutante até agora, mas o Podemos tem insistido. A direção partidária avalia que a candidatura a governador traz robustez para a candidatura presidencial. Isso não está descartado”, declarou Medeiros em entrevista ao .

Para sustentar a eventual candidatura, o Podemos está se aproximando de outras siglas consideradas nanicas. São elas PSL, PROS, PRB, PSDC, PMN e PHS.

Na última quarta (31), os sete partidos se reuniram em Cuiabá para discutir eleições proporcionais. Avaliam que com a formação de frente suprapartidária será possível obter entre duas a três vagas na próxima legislatura da Assembleia e de uma a duas cadeiras na Câmara Federal.

Eleito suplente de senador pelo PPS em 2010, Medeiro assumiu a cadeira definitivamente no final de 2014 após Pedro Taques (PSDB) ter sido eleito governador. Depois migrou para o PSD e fez parte da base de sustentação do tucano, mas se afastou quando aderiu ao Podemos em setembro do ano passado.

Além do hoje oposicionista Medeiros, a corrida eleitoral deve contar com o próprio Taques que se articula para disputar a reeleição. Outros nomes lembrados para a disputa são o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes que está deixando o PSB e deve aderir ao DEM e o vice-governador Carlos Fávaro (PSD).

Outro nome cogitado para a disputa é o ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro afastado Antonio Joaquim, que promete abandonar a pré-candidatura pela oposição caso não consiga o aval do Supremo Tribunal Federal para se aposentar até 20 de fevereiro. O substituto seria o senador Wellington Fagundes (PR).

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Critico | Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2018, 17h01
    2
    3

    2018 não tem pra ninguém MM na cabeça, sem chance

Matéria(s) relacionada(s):

Selma sob risco de ganhar e não levar

selma arruda curtinha   Uma das grandes surpresas nas urnas de MT, a juíza aposentada Selma Arruda (PSL), eleita senadora na 1ª vaga, ao alcançar 678.542 votos, ainda vai ter muita dor de cabeça até o fim da investigação em que é acusada de abuso de poder econômico, através de caixa...

Deputado culpa Emanuel pela derrota

valtenir pereira curtinhas   Valtenir Pereira (foto), do MDB, tem culpado, em parte, pela derrota nas urnas pelo quarto mandato, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro, do mesmo partido. Em privado, reclama que o prefeito, que recebeu o seu apoio para chegar ao Palácio Alencastro em 2016, lhe passou as pernas, pois havia se comprometido em...

Eraí paga R$ 1 mi de dívidas de Taques

erai maggi   O empresário Alan Malouf revelou, em delação no STF, que em meados de 2016, já no segundo ano do Governo Taques, o rei da soja Eraí Maggi (foto), do Grupo Bom Futuro, lhe pagou R$ 1 milhão, inclusive em espécie. Segundo Alan, o pagamento serviu para abater o débito de parte de um...

Modesto embolsa R$ 300 mil de extra

julio modesto curtinhas   Não foi somente Paulo Brustolin, que recebera salário extra milionário para comandar a pasta de Fazenda do Governo Taques, totalizando R$ 1,4 milhão (R$ 500 mil de "luva" e mais R$ 80 mil mensais entre janeiro e dezembro de 2015). Segundo o delator Alan Malouf, um grupo de empresários,...

Mais de R$ 1 milhão só de salário extra

paulo brustolin sefaz curtinhas   Em delação homologada no Supremo em janeiro deste ano, o empresário Alan Malouf conta que o executivo Paulo Brustolin (foto), numa negociação chancelada pelo governador Taques, recebeu R$ 500 mil a título de "luva" para assumir o cargo de secretário estadual de...

Vice migra para PP e deve ir a prefeito

ubaldo barros curtinha   O vice-prefeito de Rondonópolis, professor universitário e empresário Ubaldo de Barros (foto), só esperou o resultado das urnas para migrar de partido. Trocou o PSL pelo PP, que terá uma cadeira na Câmara, com Neri Geller, e outra na Assembleia, com Paulo Araújo. Embora...

Pivetta atuará como gestor do Núcleo

otaviano pivetta curtinhas   Com carimbo de bom gestor que ajudou Lucas do Rio Verde, enquanto prefeito por 3 mandatos, a ganhar o topo nacional em referências, como de IDH e de educação, o empresário e vice-governador eleito Otaviano Pivetta (foto), do PDT, não vai assumir secretaria na gestão Mauro. Mas...

Distante e com maior votação em ROO

adilton sachetti curtinha   Embora distanciado de Rondonópolis - vive mais em Cuiabá -, o deputado federal e sojicultor Adilton Sachetti conquistou uma votação histórica ao Senado no município. Dos 333.082 obtidos nas urnas, 61.397 vieram da cidade onde ele foi prefeito e depois perdeu a...

Respaldo dá a Taques a maior votação

thelma de oliveira curtinha   Diferente de Rondonópolis, onde o apoio e empenho do prefeito Pátio contribuiu para tirar voto de Taques, em Chapada dos Guimarães, a prefeita Thelma de Oliveira conseguiu entregar o que prometeu de votos. Ela teve uma participação importante na boa votação do governador...

MAIS LIDAS