COPA-2014

Sábado, 18 de Janeiro de 2014, 17h:58 | Atualizado: 20/01/2014, 10h:52

Arena vai custar R$ 228 mi a mais que o previsto; total passa dos R$ 570 mi

arena-pantanal-estadio (2).jpg

Arena Pantanal vai ficar 66% mais cara que o valor licitado para  sua construção

A Arena Pantanal deve custar aos cofres públicos R$ 228 milhões a mais do que o valor inicialmente previsto em 2010, ou seja, 66,6% mais cara. Na época, a estimativa era de que a construção do estádio para a Copa do Mundo deste ano sairia por R$ 342 milhões. De lá para cá diversos aditivos foram gerados, elevando o custo final para R$ 570,1 milhões.

O montante foi informado pelo o secretário da Secopa Maurício Guimarães, em entrevista ao RDNews. O valor também foi oficializado no último balanço divulgado pelo Ministério do Esporte, em setembro de 2013. Dessa forma, espera-se que não haja mais aditivos. Para se ter uma noção, o montante é maior que o orçamento de 14, das 24 pastas que compõe o staff do governador Silval Barbosa(PMDB), para 2014.

Na LOA, Esporte tem aumento de 80%; Educação sofre redução

Segundo Guimarães, 1.570 funcionários correm contra o tempo para terminar os últimos detalhes, como a instalação das cadeiras, forro, telão, caixas de som, além da pavimentação externa e inserção do gramado. “Tudo está sendo executado normalmente, o que estava impactando eram as grandes estruturas, mas estamos na fase final”, assegura.

Após 4 anos do início das obras, a Arena Pantanal deve ser inaugurada na segunda quinzena de fevereiro com um quadrangular entre Mixto, Operário, Luverdense e um time de Rondonópolis. Em março, o estádio deve receber amistoso entre Corinthians e Flamengo. Depois dos eventos-teste, entram em campo Chile x Austrália, Rússia x Coréia do Sul, Nigéria x Bósnia e Japão x Colômbia – jogos da Copa.

A arena é composta por área externa de 300 mil metros quadrados, capacidade de público para 41,3 mil lugares, 97 camarotes, 948 banheiros, estacionamento com 2,8 mil vagas e espaço para imprensa. É a principal das 56 obras executadas em Cuiabá e Várzea Grande.

Segundo o secretário, após o Mundial, o estádio será administrado pela iniciativa privada. “A arena não será um elefante branco, será palco de grandes eventos”, garante Maurício Guimarães.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • joae sprrey | Domingo, 02 de Fevereiro de 2014, 01h01
    0
    0

    joae sprrey, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • clovis henrique | Quinta-Feira, 23 de Janeiro de 2014, 10h13
    0
    0

    pelo visto a serouba 2014 vai de vento em popa, qta roubalheira e todo mundo quieto, onde anda o dorminhoco ministério público de MT.

  • sergio | Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2014, 21h12
    0
    0

    poca vergonha, pena que o povo cuiabano sao troxas, depois de tudo isso que estao aconteçendo o povo cuiabano ainda vai votar no sival, aposto con qual quer um.

  • JOÃO SOUZA | Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2014, 17h20
    0
    0

    Esta Arena Pantanal deveria ser construído em outro local como por exemplo no imóvel situado na beira rio próximo ao trevo da Barão de Melgaço com a Avenida Miguel Sutil (Ponte Nova), uma área de aproximadamente 30 hectares bem localizado perto de tudo, aeroporto e toda infraestrutura. E o estádio verdão poderia ser reformado para ser o Centro de Treinamento e ja estaria pronto para e já estaria sendo utilizado pelo campeonato mato-grossense e também para os treinamentos das seleções e com um custo bem menor que a construção do Centro de Treinamento da Guarita, o qual não ficará pronto para as seleções treinarem. Uma das razões das seleções não sediar Cuiabá como sede foi o fato de não ter Centro de Treinamento. Observa-se que não houve e nem tem planejamento nestas obras da copa pelo governo Silval, as obras que já foram recentemente inauguradas vem apresentando defeito de construção, isto é prova da má qualidade. Obras sem planejamento e de má qualidade....

  • Maria Alice | Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2014, 13h19
    0
    0

    Inexplicável e incompreensível, mas creio que se governo batesse duro não ficaria pronto a tempo

  • Sanchez | Domingo, 19 de Janeiro de 2014, 19h57
    0
    0

    O pior, é que este estadio, será parcialmente desmontado pós copa, diminuindo sua capacidade, onde estarão as cadeiras, ferragens, coberturas, etc... como dizem pagamos um palácio e receberemos uma tapera, só alegria.

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...