COPA-2014

Sábado, 03 de Maio de 2014, 09h:31 | Atualizado: 05/05/2014, 13h:52

Operários da Arena são remanejados para VLT ou voltam ao desemprego

Edson Rodrigues/Secom

arena_pantantal_interna.jpg

Parte dos trabalhadores da Arena Pantanal está atuando na construção do VLT

Desde 2010, quando iniciaram as obras da Arena Pantanal, cerca de 5.210 trabalhadores passaram pelas atividades no local. Deste total, 355 integraram três projetos sociais, sendo 235 haitianos, 73 reeducandos do sistema prisional do Estado e 47 egressos do trabalho escravo. Segundo a Secopa, todos participaram de programas de alfabetização e profissionalização, oferecidos pelo Governo. O que chama a atenção é que após o término da obra, muitos voltaram para o país e Estado de origem, alguns foram dispensados ou ingressaram em outras obras. Como ocorreu com o projeto do Consórcio VLT Cuiabá/Várzea Grande, que aproveitou alguns trabalhadores da Arena.

Hoje, a empresa emprega 2,5 mil funcionários, sendo 1.750 próprios e aproximadamente 750 de empresas terceirizadas. Em abril, o Consórcio VLT começou a receber e contratar trabalhadores vindos de outras obras, inclusive, os que atuaram na construção do estádio. Conforme a assessoria do Consórcio, as empresas têm a tradição de recontratar os operários que tiveram bom desempenho durante a execução das obras e reinserir em outros projetos, quando há demanda.

Apesar da “preocupação” com os demais trabalhadores, hoje nas obras do VLT não há registro de funcionários reeducandos. Segundo o analista político, Valdecir Calazans, o país precisa ter políticas públicas para reintegrar este público, uma vez que se tivesse a colaboração das próprias empresas para dar continuidade nos trabalhos, evitaria a reincidência dos reeducandos. “Não pode começar um trabalho com este pessoal e depois que acaba, eles voltarem para a prisão. Tem que haver uma forma de alocá-los em outro lugar e incentivar as empresas a dar continuidade”.

O analista avalia que o Brasil está atrasado quanto a isso, em relação a outros países, tendo em vista que para que haja a total recuperação, a inserção dos reeducandos em projetos como este da Copa, é de suma importância. Calazans ressalta que se para um cidadão comum há dificuldade em arrumar emprego, para um reeducando o problema aumenta. “Tem que mudar a lei e estimular os empresários a continuar as atividades com este público. Essa é uma forma interessante de reintegração na sociedade”, conclui.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • José Antonio Pinheiro | Segunda-Feira, 05 de Maio de 2014, 09h29
    1
    0

    Parabéns para Camila Cervantes que trás para discussão esse tema tão importante. Preocupação Social com os trabalhadores.

  • elias | Domingo, 04 de Maio de 2014, 15h51
    1
    0

    fogo de palha, cuiaba não aguenta a não ser por essas grandes construçoes de trincheiras e estadio e ou vlt, não tem capacidades de empregar muitas pessoas, é uma ilusão pensar que esses empregados podem ser funcionarios em outras construçoes do mesmo porte constantes em cuiaba e varzea grande,....agora o governo pode pensar em concurso publico pra melhorar a saude publica, e segurança publica que ta precisando e muito...........e ai governador?

  • Cleberson Nascimento | Domingo, 04 de Maio de 2014, 14h44
    5
    1

    O veiculo de comunicação tem que prestar mais atenção, pois a foto não é da arena Pantanal, e nem do Edson Rodrigues. É da arena da baixada em Curitiba, a foto é site arena cap. Peço que prestem atenção são esses pequenos eros que tiram o mérito.

  • Carlão do Tijucal | Domingo, 04 de Maio de 2014, 07h16
    1
    0

    É, mais uma vez estamos presenciando a falta de compromisso com o cidadão, essa previsão de aproveitamento da mão de obra já era pra ser visto antes mesmo do término das obras da copa. Esse pessoal desempregado irá fazer o que depois? Como irão sustentar suas famílias? Temos que prevenir para um futuro caos na cidade se esses desempregos forem confirmados. A cidade está com muito haitianos, qual a política do governo para com essas pessoas? Esqueci, está vindo as eleições, serão contratados como cabos eleitorais. Só pode ser isso. Eita povo!!!!!!!

  • Zé Poxoréo | Sábado, 03 de Maio de 2014, 16h53
    1
    0

    Segundo comentam os mais atenciosos a dificuldade após o termino das obras do tal do "legado" é como é que certas pessoas farão para manter o estilo de vida que vêem levando de uns anos pra cá! Tem uns que estão com medo até de passar os filhos no nome, pois correm o risco de daqui uns dias a dona justa tomar!

  • Cidadão | Sábado, 03 de Maio de 2014, 16h13
    4
    0

    Como isso assim? Não entendo porque que o fim das obras da arena pantanal gerará desemprego?Visto que a maioria das obras estão atrasadas e uma das milhares de desculpas pelos atrasados é de que falta mão de obra e a justiça do trabalho proibi mais que duas horas extras! Uai e só aproveitar este pessoal para acelerar as obras antes do período chuvoso!Porque para o mundial pode esquecer se ficarem prontas antes do final do ano será lucro com este desgoverno Silval Barbosa. Vai ser fraco assim lá em Matupá.

Luta de Misael e asfalto no Despraiado

misael galvao curtinha 400   O presidente da Câmara da Capital, Misael Galvão (foto), está comemorando uma vitória suada: a retomada das obras de pavimentação em toda extensão das ruas Afonso Pena e Oswaldo Correa, no bairro Despraiado. Ele fez várias indicações para...

Deputado reforça equipe com Nego

nego ramos 400 curtinha   Com larga experiência na política, Valdeny dos Santos Ramos, o popular Nego Ramos (foto), agora reforça a equipe do deputado Emanuelzinho, que, aos 25 anos hoje, é o terceiro federal mais jovem do país, e foi o terceiro mais votado nas urnas de 2018, em Mato Grosso, com 76.781 votos....

Irmão de prefeito não deporá à CPI

francisco faiad 400 curtinha   Por meio de seu advogado Francisco Faiad (foto), Marco Polo de Freitas Pinheiro, o Popó, dono do instituto de pesquisa Mark e irmão do prefeito Emanuel Pinheiro, comunicou oficialmente hoje à CPI do Paletó, da Câmara da Capital, que não irá prestar depoimento nesta...

Nome reserva e vulnerável para IFMT

adriano 400 curtinha   O grupo do reitor Willian de Paula deve consolidar como candidato ao comando do Instituto Federal de Mato Grosso o professor Julio Santos, diretor do Campus de Alta Floresta. A eleição acontece em novembro. Mas há um candidato reserva da cúpula situacionista. Trata-se de Adriano Breunig (foto), que...

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.