COPA-2014

Quinta-Feira, 06 de Março de 2014, 18h:04 | Atualizado: 06/03/2014, 18h:04

Prefeituras e Governo correm contra o tempo para recepcionar visitantes

Fotos: Iara Rezende

secretarios_turismo.jpg

Secretário de turismo de Cuiabá, Marcus Fabrício, e do Estado, Jairo Pradela

A 99 dias do maior evento esportivo mundial, representantes do governo do Estado e das Prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande se reuniram, nesta quarta (5), para definir ações conjuntas a fim de recepcionar os turistas que virão assistir aos jogos na Capital. Medidas paliativas para contornar o déficit de leitos em hotéis foram um dos assuntos discutidos.

As deliberações debatidas entre o governador Silval Barbosa (PMDB), o prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), e dezenas de lideranças envolvidas no setor do turismo, abrangem, basicamente, oito eixos: mobilidade urbana, cultura, turismo, comunicação, segurança, embelezamento, saúde, receptivo (hotéis).

Mesmo com o curto prazo para a implementação de melhorias, o secretário de Turismo de Cuiabá, Marcus Fabrício, afirma que o fator tempo não preocupa. “Tudo tem o momento e a hora certa para acontecer”. A Baixada Cuiabana dispõe de apenas 15 mil leitos em hotéis e pousadas, mas a expectativa é que um número superior de turistas venha assistir aos jogos. Daí a preocupação quanto ao local onde acomodar tantas pessoas.

Além do programa Cama e Café, no qual a população poderá ceder suas residências aos visitantes de fora, o governo do Estado e a prefeitura planejam disponibilizar campings em chácaras próximas a Cuiabá. De acordo com Fabrício, 42 chácaras já estão cadastradas. Outra medida a ser adotada é uma parceria com as escolas. “Vamos tirar as cadeiras e colocar beliches”, informa o secretário.

Recepção

O que tem “tirado o sono” das autoridades é o que apresentar ao turista durante a Copa. Para isso, a ideia é manter ativos os quatro Centros de Atendimento ao Turista, na Capital, sendo o da Praça Rachid Jaudy, do aeroporto Marechal Rondon, da Rodoviária e o do Museu do Rio. Ainda no aeroporto, a proposta é que oito atendentes bilíngues façam recepção. A medida é uma parceria do governo do Estado com o Procon.

A Prefeitura de Cuiabá estuda a possibilidade de disponibilizar um city tour aos visitantes. “O serviço ficaria disponível por 12 dias, mas até agora não achamos empresa. Uma com a qual estávamos negociando estava pedindo R$ 4 mil por dia e por ônibus. Pedimos 10 ônibus. O preço ficaria inviável”, explica Marcus Fabrício. 

No Sesi Papa, apresentações culturais regionais estarão ocorrendo do dia 12 a 27 junho. Igrejas e museus também ficarão abertos em horários especiais. De acordo com o secretário de Estado de Turismo, Jairo Pradela, também está previsto um “pente fino“ na Transpantaneira, em Poconé, e a entrega parcial da Salgadeira, em Chapada dos Guimarães. “Concluímos a licitação dia 12 de fevereiro para contratar empresa a fim de trocar 32 pontes de madeira por concreto e aço na Transpantaneira. Vamos entregar o máximo possível que pudermos antes da Copa”, garante.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • marcelo costa | Sexta-Feira, 07 de Março de 2014, 09h25
    1
    0

    marcelo costa, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Lucas de Biasi | Quinta-Feira, 06 de Março de 2014, 14h02
    2
    0

    Oito eixos. Apenas. "O fator tempo não preocupa. Tudo tem o tempo e a hora para acontecer". PELO AMOR DE DEUS, Sr. Marcus Fabrício. Que declaração mais infeliz. O tempo e a hora já passaram. Já deveríamos estar com tudo pronto, ou faltando apenas detalhes para ficar pronto. O que temos? NADA, Sr. Marcus Fabrício, Senhor Governador, lideranças envolvidas. Não temos nada. O Secretariado envolvido está com a "coisa" na mão, como dizemos por aqui. Obras entregues hoje e caindo amanhã. Recepcionar o turista e colocá-lo em "beliches em escolas". Que vergonha. As nossas escolas não tem banheiro para os alunos, vai ter para o turista? Nossas escolas estão caindo aos pedaços. E vamos colocar turista lá? Faça-me o favor: não me peça prá participar desse vexame nacional e internacional.

  • Andre | Quinta-Feira, 06 de Março de 2014, 13h38
    1
    0

    A Verdade é que todos estes políticos não deram conta do recado. Faltou mais preparação, a maioria não tem estudo e isso ajudou em muito a afundar os preparativos da copa.

  • marta | Quinta-Feira, 06 de Março de 2014, 12h33
    1
    0

    turista quer segurança publica, policia na rua, na rua, vamso parar de enrolar, pede a força nacional, o exercito,....

  • marta | Quinta-Feira, 06 de Março de 2014, 12h29
    0
    0

    esta brincando o governador faz tempo......com a cara nossa, cade a nossa segurança publica?(ah sem efetivo, sem orçamento etc...) oq? isso é uma brincadeira, que estam fazendo com cuiaba e varzea grande, turista e o povo de cuiaba quer segurança publica, dia e noite, demadrugada.....faz aquelas operaçoes de choque de ordem....esse comandante da policia militar ta muito fraco...

  • jose roberto | Quinta-Feira, 06 de Março de 2014, 09h39
    0
    0

    ESTA SE CHAMARÁ " A COPA DA VERGONHA "

  • joao roberto | Quinta-Feira, 06 de Março de 2014, 06h37
    0
    0

    O Problema é saber como que o Turista vai chegar nesses locais , pois Cuiabá só tem desvio.

  • Lúcia | Quinta-Feira, 06 de Março de 2014, 00h26
    0
    0

    Porque antes de recepcionar os turistas não recepcionam os DOENTES primeiro. Em uma VERGONHA falar em Copa do Mundo com tanta gente morrendo. Um estado que não tem SAÚDE, não tem o direito de falar de Copa. fora SILVAl, fora JORGE LAFETA.

  • Ana Maria Duarte | Quarta-Feira, 05 de Março de 2014, 21h12
    0
    0

    AGORA É CORRER SENÃO O BICHO PEGA SE FICAR O BICHO COME , PORQUE PELO VISTO CUIABÁ VAI SER VISTA COMO A CIDADE MAIS FEIA E DESTRUIDA DO BRASIL , NÃO HA TEMPO PRA ARRUMAR PALIATIVOS E ENGANAR A TORCIDA LITERALMENTE .....FEIOOOOO MUITO TRISTE PRA NÓS...

  • Cuiabano | Quarta-Feira, 05 de Março de 2014, 21h08
    5
    0

    Sinceramente, acho que o Governador está brincando com o Povo de Mato Grosso porque vir pedir para a população esquecer tudo e se juntar para receber bem o turista e fazer um grande mundial só pode ser piada! Primeiro receber bem as pessoas é nato de nós Cuiabanos e Mato Grossense não é preciso ninguém pedir que façamos isto. Mas o problema é que o “x” da questão é outro e vamos relembrar um pouquinho as coisas que nos trouxeram a esse caos sem fim. Vejamos: Em 2009, Cuiabá foi escolhida para uma das sedes do mundial 2014, e, nesta época já começaram as preparações não das obras, mas sim das arrumações politicas usando o mundial como álibi. A primeira demonstração foi a criação da tal AGECOPA que foi cabide para 7 diretores com Status de Secretario e que seriam para elaborar os projetos das obras de mobilidade urbana. E, estes ficaram lá só brigando entre si e viajando para o mundo inteiro as custas do erário. Acabou a bendita AGECOPA e criaram a tal SECOPA e ainda contrataram mais uma centenas de empresas e colocaram outra centenas de servidores de todos os órgãos inclusive auditores do TCE,AGE, todos para dar assessoria e fiscalizar as obras. Contrataram, ainda, uma empresa de monitoramento eletrônico em tempo real para acompanhar o andamento das obras. Mas, o melhor fiscal foi sempre o cidadão que estava sofrendo na pele o transito caótico e vendo os operários das empreiteiras fazendo corpo mole e não trabalhando aos finais de semana, noite e nem feriados e todos falando: “olha o ritmo destas obras esta lento ai” e o Governador vinha à mídia e dizia “Não estão atrasadas eu estou acompanhando pessoalmente e todas as obras estão dentro do cronograma”. Resultado: as obras estão todas inacabadas e as que já foram entregues uma verdadeira porcaria. Aí o Governador numa tentativa de dividir o fracasso com a população vem pedir ao povo que esqueça e vamos unir para fazer um belo mundial uma festa linda. Eu pergunto: vamos receber o turista bem, mas quando ele perguntar se estamos na capital ou num garimpo abandonado eu respondo o que? Ah, vou leva-lo para conhecer o Pantanal, infelizmente não tem jeito porque as pontes estão prestes a desabar! Legal, vou passear com o turista em Chapada ele leu que iam construir lá um teleférico! Olha seu turista infelizmente não foi construído e ainda falta água suficiente para os moradores daquela cidade então não podemos ir lá. Ai ele fala ah, leve me então a Nobres eu já vi na televisão lá é lindo, eu terei que dizer olha indo por Nobres as estradas estão uma calamidade e se formos pelo Manso teremos que, ao chegar numa ponte que foi construída recentemente, aguardar o outro veiculo que esteja sobre a ponte passar para seguirmos viagem porque só passa um por vez! Certamente, ele vai me perguntar: “e o dinheiro da outra parte da ponte para aonde foi ?” E eu ficarei com vergonha em dizer a verdade então é melhor não irmos. Aí o turista vai me perguntar: “olha aqui em Cuiabá é muito violento?” e eu, com ironia vou responder: o Governador dá toda segurança para cidadão aqui esta só matam dois por dia, mas isto é momentâneo! Afinal, se eu falar a verdade ele pega o avião e volta em seguida. Ai vai fazer mais uma pergunta: “e a saúde pública aqui?” Se eu precisar serei atendido?” Vou ser sincero e direi: sim, você será atendido só não sei o dia e nem a hora. Portanto, senhor Governador Vossa Excelência e seu secretariado fraco e incompetente e que assuma o que fez fizeram, ou melhor, não fizeram. Não adianta vir pedir para o povo tampar o sol com peneira!

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

"Cenário apocalíptico" e respiradores

z� do patio 400 curtinha   Um mês depois do escândalo sobre a compra e pagamento de quase R$ 4 milhões por 22 respiradores falsificados, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, tomou duas decisões, mas nenhuma delas no sentido de investigar eventuais falhas de servidor da...

Binotti, a popularidade e a oposição

luiz binotti 400 curtinha   O grupo político do hoje vice-governador Otaviano Pivetta, que comandou Lucas do Rio Verde por mais de duas décadas, terá dificuldades para reconquistar o comando local no pleito deste ano. O pré-candidato Marino Franz, que foi vice de Pivetta e depois prefeito, será o...

Um mês no Senado e com um projeto

carlos favaro 400 curtinha   Em um mês como senador, Carlos Fávaro (foto), oficialmente com 12 assessores, por enquanto, fez dois pronunciamentos da tribuna, não atua na relatoria de nenhuma propositura e apresentou um projeto, justamente o que pede socorro financeiro a um dos setores do agronegócio, o algodoeiro. Na...

Desagregador luta pra retornar à Ager

fabio calmon 400   Fábio Calmon (foto), que foi adjunto da Sinfra no Governo Taques e depois nomeado presidente da Ager-MT, não desiste da Agência, mesmo sabendo que ali se tornou uma pessoa non grata por uma série de situações. Foi carimbado de incompetente, burocrata, arrogante e desagregador. O governador...

Oportunismo e na defesa de Bolsonaro

niuan ribeiro curtinha 400   Niuan Ribeiro (foto), presidente do Podemos em MT, agora virou defensor do Governo Bolsonaro. Eis o que o vice-prefeito de Cuiabá escreveu no Instagram, em postagem acompanhada de sua foto, sobre o conteúdo da reunião ministerial de 22 de abril que expôs várias faces do governo. "Apesar...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.