Coronavírus

Quarta-Feira, 25 de Março de 2020, 12h:15 | Atualizado: 25/03/2020, 12h:23

Após últimas declarações do presidente, prefeito de Sorriso pode liberar comércio

Ari Laffin

A Prefeitura de Sorriso (a 398 km de Cuiabá) planeja rever medidas de prevenção de combate ao novo coronavírus, como fechamento de comércio, indústrias e máquina pública, após o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em rede nacional, que pediu a volta da normalidade da rotina das pessoas que estão em isolamento.

Sábado, pela manhã, vamos avaliar a repercussão desta fala do presidente da República, das demais autoridades e acompanhar os números dos infectados no Mato Grosso e Sorriso. Se for a opinião de todas essas autoridades que me compõem abrir, assim o faremos a partir de segunda-feira

Presidente

A decisão foi tomada de forma unânime pelos membros do Comitê de Crise do município para combater a doença, em reunião extraordinária na noite desta terça (24) - e que foi motivada pelo discurso do Bolsonaro -, com o prefeito Ari Laffin (PSDB), empresários, agricultores, sindicatos e autoridades religiosas e demais entidades.

Por ora, a orientação é para que os comerciantes permaneçam fechados até este sábado (28), quando haverá nova reunião. “Sábado, pela manhã, vamos avaliar a repercussão desta fala do presidente da República, das demais autoridades e acompanhar os números dos infectados no Mato Grosso e Sorriso. Se for a opinião de todas essas autoridades que me compõem abrir, assim o faremos a partir de segunda-feira”, disse o prefeito.

Ari também pontuou que, caso tivesse testes rápidos, não veria problema de voltar com a rotina da cidade. "Não vejo problema porque rapidamente descobre e coloca em quarentena. O que nós não temos mecanismos é de fazer os testes. Nós hoje estamos trabalhando numa aeronave no meio de uma tempestade sem os aparelhos para nos dar segurança de que vamos bater numa rocha ou cair".

Mesmo com uma possível revisão do decreto, Ari aponta que a preocupação com o COVID-19, doença causada pelo coronavírus, "continua a mesma". No entanto, demonstra apreensão com a demora dos resultados dos exames pelo Governo. "São respostas muito demoradas e isso nos traz uma preocupação. A estrutura de atendimento também é muito deficitária - e estamos ouvindo isso por parte dos profissionais de saúde".

Procurada pela reportagem, a assessoria da Federação da Câmara de Dirigentes Lojistas disse que os comércios só podem voltar a normalidade se as Prefeituras assim o determinar. Em Cuiabá e Rondonópolis, as atividades foram suspensas, por exemplo. Em municípios em que não há decreto, vale a orientação do Governo de manter as portas abertas, mas com distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas e adotar normas de limpeza e prevenção do coronavírus.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Joaquim Silva | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 10h23
    0
    0

    Quero ver os defensores da abertura das cidades se esta pandemia pegar aqui pra valer. Eu estou abrindo empresa agora e não consigo nem alvará da vigilância sanitária, que obviamente tem coisas muito mais importantes do que fiscalizar meu estabelecimento agora, mas fazer o quê... paciência, estou perdendo dinheiro e com despesas, mas todos deveriam se sacrificar, assim por dizer, por pelo menos umas três semanas até a onda viral apaziguar.

  • Amaral de souza | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 07h40
    0
    3

    Prefeitos de olho na reeleiçao nao aguentam nem 3 dias de pressao. O povo nao ta saindo e a despesa será maior...lojistas sem noçao.

  • ISRAEL BORGES | Quarta-Feira, 25 de Março de 2020, 14h51
    4
    12

    PREFEITO TOMA ATIDUTE E ABRE HOJE .O COMERCIO ISSO DE NOIS AQUI NO MT FECHAR E COISA DE LOUCO ,O QUE DEVE FAZER SIM E NAO TER AGROMERAÇAO COMO FESTAS .ETC E TAL

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...

Neurilan e apoio de Botelho à AMM

eduardo botelho 400 curtinha   Em busca de apoio de lideranças políticas para permanecer no comando da AMM por mais três anos, Neurilan Fraga foi pedir socorro para o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (foto). Quer que o parlamentar seja o presidente de honra de sua chapa. Neurilan tem se articulado como pode e,...