Coronavírus

Sábado, 16 de Janeiro de 2021, 11h:30 | Atualizado: 17/01/2021, 09h:46

SOBREVIVENTE DA COVID

Emocionado, Gilberto relata angústia em UTI com Covid e diz que pode faltar leito

Depois de passar por momentos de angústia ao ser diagnosticado, duas vezes, com Covid-19 em um intervalo de 6 meses, o secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo não esconde a emoção ao falar sobre a experiência dolorosa. Nesta semana, retornou às atividades na SES onde teve uma recepção carinhosa dos colegas.

Mayke Toscano

Gilberto Figueiredo

Ele sofre de uma síndrome rara, a Doença de Crohn, que atinge, especialmente, o sistema digestivo levando a uma série de complicações. Em dezembro, quando testou positivo para Covid pela segunda vez, precisou ser levado, às pressas, a São Paulo para ser atendido por especialistas e ficou 20 dias em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Mesmo assim, passou por dias difíceis e chegou a se questionar se sairia da maca com vida.

Eu não tenho como falar disso sem me emocionar. No momento mais difícil, eu cheguei a pensar que talvez a minha missão por aqui já estivesse cumprida. Mas graças a Deus, às orações das pessoas, eu sempre disse que nada acontece na minha vida sem a vontade de Deus, e acho que ele entendeu que eu tinha que ficar por aqui

“Eu não tenho como falar disso sem me emocionar. No momento mais difícil, eu cheguei a pensar que talvez a minha missão por aqui já estivesse cumprida. Mas graças a Deus, às orações das pessoas, eu sempre disse que nada acontece na minha vida sem a vontade de Deus, e acho que ele entendeu que eu tinha que ficar por aqui”, desabafou.

Ele recebeu alta hospitalar em 18 de dezembro e se recuperava em casa até o retorno como titular da pasta nesta semana. “A angústia de não poder voltar mais rápido foi muito grande, assistindo Brasil a fora a situação complicando. Mas a receptividade da minha equipe foi excelente, eu tenho que agradecer a todos que seguraram essa minha ausência com galhardia, determinação e responsabilidade, deram conta do recado”.

“Se crescer contágio, vão faltar leitos”

Ainda fez um alerta à população para que não relaxe nas medidas de segurança para evitar o contágio e pediu aos gestores públicos que olhem com mais preocupação para o crescimento de casos de Covid.  “É importante notar que a população parece que acredita que a pandemia acabou. Eu quero alertar a todos que não gostaria que ninguém passasse pelo desconforto que eu passei”.

Diz que, caso 5% dos infectados precisem de internação, como é o caso, “vão faltar leitos  de internação e a gente olha para esse radar, é preciso que a população entenda que ele, dentro do seu arbítrio, está correndo alto risco, e depois não vai poder imputar essa responsabilidade a ninguém”.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • renato | Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021, 15h00
    0
    0

    Um bom homem, teve lutas difíceis por esses meses .

  • Izandir Rocha | Segunda-Feira, 18 de Janeiro de 2021, 10h59
    0
    0

    Gomes é boçal. Típico eleitor do corrupto Bolsonaro. Não existe dinheiro nem profissional para UTI. UTI não é ar condicionado. Estude mais para evitar defecar pela boca.

  • Gomes | Domingo, 17 de Janeiro de 2021, 20h06
    2
    1

    Kkkkkkk meu deus tem gente que vive em Nárnia ne Ana Clara kkkkkkk quase um ano depois e não tem equipamentos disponíveis ainda? E nem profissionais de saúde sendo formado todos os ano e podendo ser contratado de forma emergencial. Sai da sua bolha e vem viver a realidade afffff tem que rir disso kkkkkkkkkkkk

  • Ana Clara Morais | Domingo, 17 de Janeiro de 2021, 12h38
    5
    1

    Gomes, estude mais. Não tem equipamentos, enfermeiros ou médicos para equipar novas UTI nem na Suécia. Bolsonaro corrupto é o grande genocida ao ladrar que era gripezinha. DEUS vai castigar ele no juízo final. Cabe à nós sociedade expulsar esse corrupto à pontapés.

  • Gomes | Sábado, 16 de Janeiro de 2021, 23h20
    5
    3

    E porque este cidadão que desde Março do ano passado não providenciou hospitais de campanha e respiradores? Esta esperando o quê? O caos pra depois agir?

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...

Magistrado quer restrições mais duras

orlando perri 400 curtinha   Ao deferir pedido de liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo chefe do MPE-MT, José Antonio Borges, em meio a conflitos de normas editadas pelo governo estadual e pela Prefeitura da Capital, o desembargador Orlando Perri (foto) enfatiza que é preciso endurecer as medidas...

Paisagista, aliança com Pátio e a AL

claudio paisagista 400   Claudio Ferreira, o Paisagista (foto), está tão empolgado com a votação para prefeito de Rondonópolis no ano passado que pretende encarar outro teste das urnas, agora para deputado estadual, em 2022. Pelo DC, ele tentou a sucessão municipal e chegou a 17.498 votos, ficando...

90 novas UTIs só neste ano em MT

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto) disse que o governo estadual tem se empenhado ao máximo na luta pelo combate ao novo coronavírus. E enfatiza que somente neste início de ano, o Estado já habilitou 90 novos leitos de UTI para atender casos graves de Covid-19. Entre janeiro e março, foram abertos...