Coronavírus

Domingo, 05 de Abril de 2020, 08h:15 | Atualizado: 05/04/2020, 15h:24

PANDEMIA

Gestantes se preocupam com coronavírus e começam a cogitar fazer parto domiciliar

Com os risco da transmissão do coronavírus cada dia maior, há quem se preocupe de continuar as consultas médicas ou cirúrgicas necessárias, como é comum entre as grávidas a partir de 37 semanas de gestação. 

Arquivo pessoal

Gestante de 32 semanas, Edjane �vila Gasparini espera o parto natural pra este ano

Gestante de 32 semanas, Edjane Ávila Gasparini espera o parto natural este ano

Na pouca estrutura na área da saúde em Mato Grosso, é difícil não se esquivar de dúvidas quando o que mais se fala em todos os veículos de comunicação e internet é da recomendação de se "ficar em casa". Por isso, alguns profissionais da saúde como médico obstetra e enfermeira, tiram dúvidas frequentes de quem passa por este momento e pretende passar por um trabalho de parto no hospital ou em casa.

O médico Victor Rodrigues, que atua há 25 anos como obstetra na Capital, acredita que, antes de mais nada, é válido ressaltar que não se trata de um problema regional, mas mundial.

Isso porque em todos os países que já passam de forma avançada pela pandemia, faltam equipamentos, vacinas e leitos, mas sobra a preocupação de contaminação. "Isso vai depender de cada hospital, mas todos os profissionais da saúde se dedicam para que não haja um risco de transmissão, se o ambiente é insalúbre, o risco será maior - se não, o risco será o mesmo que qualquer outro lugar", defende.

O obstetra ainda revela que, apesar de atender uma média pequena de cinco a seis partos por mês, todas as pacientes são muito bem informadas sobre riscos de se ter o bebê em casa ou em parto domiciliar. "É importante dizer que no Brasil, o parto domiciliar ainda não é recomendado, mas cabe sempre a gestante escolher esse momento, desde que seja assistido. É um assunto, ainda, muito contraverso", comenta.

Arquivo pessoal

Fam�lia aguarda chegada de pr�ximo beb�, desta vez o parto pode ser em casa ou no hospital

Família aguarda chegada de próximo bebê. O parto ainda não foi decidido se será em casa

Para a enfermeira obstetra Damaris Figueiredo, que também se formou em um curso de doula, o parto domiciliar pode ser uma alternativa não apenas de quem sente medo de passar por esse momento de vírus, mas como um processo que envolve questões muito mais íntimas e pessoais. "Normalmente, as mães que decidem ter o parto em casa, no seu próprio ambiente, decidem muito antes. Tem também o pré-natal, neste caso, que se inicia até as 35 semanas de gestação", conta. 

Além disso, a enfermeira completa que os partos domiciliares ainda são pouco requisitados na Capital. Isso se deve a vários motivos, estes que vão além dos tabus, mas também por falta de informação.

Os partos domiciliares já acompanhados por Damaris, por exemplo, costumam ter além dela mais duas enfermeiras - que desde o pré-natal acompanham a rotina da gestante, auxiliam em informações e ajudam a sanar dúvidas.

A servidora pública Edjane Ávila Gasparini, de 35 anos, mesmo tendo planejado o quinto filho, ainda não parou junto ao esposo para escrever um plano de parto. Ela conta que, desde a primeira gestação, sempre teve a convicção de que se futuramente tivesse mais filhos tentaria ao máximo um parto natural. 

Foto divulgação

Doula Damaris conta que a escolha da gestante tem que ir al�m dos medos

Doula e enfermeira conta que a escolha da gestante tem que ir além de medo do vírus

Hoje, ela segue com 32 semanas de gestação e conta que os cuidados em casa com o vírus sempre foram levados muito a sério. "Nessa perspectiva e em outros aspectos, um parto natural em casa apresenta-se como uma solução muito mais segura e se de fato ainda não decidimos totalmente foi por ainda estarmos colocando valores na balança, não pelo investimento em si pois é de fato um investimento, mas pelo momento econômico do país, tão cheio de incertezas", acredita.

O casal ainda não decidiu sobre um parto domiciliar ou hospitalar, mas possuem a convicção de que seguirão com tranquilidade para um parto natural. "Tenho ciência que em maio as coisas ainda estarão difíceis por aqui mas tenho a esperança que dias melhores virão", finaliza.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

MDB em clima de racha em Tangará

joao jose 400 curtinha   Em Tangará da Serra, o MDB enfrenta racha. O prefeito Fabio Junqueira, com apoio de filiados históricos, quer lançar à sucessão municipal o seu secretário de Infraestrutura e antigo gestor do Serviço de Água e Esgoto, Wesley Lopes Torres, sobrinho do ex-vereador Daniel...

Advogados disputam cadeira no TJ-MT

andre pozetti 400 curtinha   É extensa a lista de advogados que estão se movimentando, nos bastidores, para a cadeira vitalícia de desembargador do Tribunal de Justiça, sob indicação do Quinto Constitucional da OAB/MT. Caberá ao Colégio de Conselheiros da Ordem, composto por 33 advogados,...

Max insiste em ficar na 1ª Secretaria

max russi 400 curtinha   Max Russi (foto) ainda não desistiu de continuar na Primeira-Secretaria na próxima Mesa Diretora, mas, como possui menos apoio do que a emedebista Janaina Riva, deve mesmo ocupar outro posto, o de primeiro-vice-presidente. A eleição, que marcará a reeleição de Botelho na...

Deputados criticam membros da CCJ

elizeu nascimento 400 curtinha   Membros da CCJ da Assembleia, especialmente o presidente e o vice, respectivamente, Dilmar Dal Bosco e Sebastião Rezende, foram bastante criticados pelos colegas em sessão nesta quarta. Deputados como Thiago Silva, Wilson Santos e Elizeu Nascimento (foto) disseram que a Comissão, uma das mais...

Testemunhas pra protelar investigação

camila silva 400 curtinha   Os vereadores poconeanos Camila Silva (foto), do PP, e Ademir Zulli (PTB) usaram de uma estratégia jurídica para protelar, ao máximo, a conclusão dos trabalhos da recém-criada Comissão de Investigação e Processantes (CIP) para apurar denúncia de quebra de...

Luta de Misael e asfalto no Despraiado

misael galvao curtinha 400   O presidente da Câmara da Capital, Misael Galvão (foto), está comemorando uma vitória suada: a retomada das obras de pavimentação em toda extensão das ruas Afonso Pena e Oswaldo Correa, no bairro Despraiado. Ele fez várias indicações para...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.