Coronavírus

Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2021, 18h:13 | Atualizado: 27/02/2021, 08h:09

RISCO ALTO

MP pede à Justiça que obrigue Cuiabá e VG a limitar comércio não essencial por risco

O Ministério Público Estadual (MPE) pediu que a Justiça obrigue Cuiabá e Várzea Grande para que, em 24 horas, publiquem decretos de medidas sanitárias mais restritivas por 14 dias, em conformidade com o Decreto Estadual Nº 522/2020. O pedido foi encaminhado à 1ª Vara de Fazenda Pública de Várzea Grande - Especializada de Saúde, após os municípios serem classificados como de “risco alto” conforme Painel Epidemiológico n º 354 Coronavirus/Covid-19, ontem (25) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). 

Gilberto Leite

Alexandre Guedes

O promotor de Justiça Alexandre de Matos Guedes assina o pedido de medidas restritivas

O decreto mencionado prevê, nesses casos de "risco alto", a adoção de medidas como restrição de horários de funcionamento para o comércio não essencial, proibição de atendimento presencial em órgãos públicos, e redução da capacidade de atendimento do comércio para 70%, entre outras.

A 7ª Promotoria de Justiça Cível de Cuiabá requereu ainda que a Justiça “ordene ao Estado de Mato Grosso a emissão de ato específico ao Comando da Polícia Militar e Polícia Civil para o atendimento imediato e sem necessidade de prévia intervenção de agentes municipais, para a interrupção e encerramento de quaisquer eventos e atividades” descritos no artigo 5º, inciso III do decreto. 

Conforme o promotor de Justiça Alexandre de Matos Guedes, ao serem classificadas como risco alto, “fica evidente que as referidas localidades que compõem a região metropolitana de Cuiabá precisam tomar medidas supletivas de distanciamento e isolamento social, bem como de restrição de atividades, conforme os decretos estaduais nº 522/2020 e 532/2020”.

Para o promotor de Justiça, a partir do momento em que a aplicação de vacinas segue em ritmo lento, não se conseguindo sequer imunizar os grupos prioritários, a adoção das medidas não farmacológicas se apresenta como o meio mais seguro de impedir uma maior disseminação da doença.

“O enorme incremento de casos em outras regiões do país, como Amazonas, Rio Grande do Sul e mesmo São Paulo, com a inserção de novas variantes mais perigosas de Covid demonstram que é apenas questão de tempo que um quadro de mesmo tipo se estabeleça em Mato Grosso, especialmente na região metropolitana da Capital, sendo previsível o esgotamento dos meios de atendimento médico especializado, notadamente Unidades de Terapia Intensiva”, considerou.

Outro lado

A secretária municipal de Saúde de Cuiabá, Ozenira Félix, esteve reunida com o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus na tarde desta sexta (26). Ela informou que o comitê acompanha os dados estatísticos com aumento no número de casos da Covid-19 em Cuiabá. Ozenira classificou a situação como "bastante preocupante", mas disse que ainda não há decisão sobre decretar lockdown ou outras medidas restritivas. A prefeitura, segundo a secretária, deve aguardar eventual decisão liminar da Justiça.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • marta | Sábado, 27 de Fevereiro de 2021, 10h02
    3
    0

    acho que todos tem parcela de culpa, governos nos 3 niveis, e a população.

  • Helder Santos | Sábado, 27 de Fevereiro de 2021, 01h26
    6
    0

    Quanto maior a ignorância, maior o sofrimento. Infelizmente, seremos um dos últimos países a se livrar da Covid e um dos últimos a retomar a economia. No pais com o 2º maior numero de óbitos por covid no mundo, com menos de 6% da sua população vacinada, onde o presidente, que não é médico, receita Cloroquina e mesmo com 250 mil óbitos ainda promove o negacionismo, estimulando ao não uso da máscara, só pode esperar isso mesmo, Caos total (mais pessoas contaminadas, mais pessoas morrendo, mais pessoas desempregadas, mas pessoas passando fome). O País esta sem comando, não é de hoje, totalmente a deriva.

  • Glauber | Sábado, 27 de Fevereiro de 2021, 00h36
    7
    0

    Esse Juvenal é um cabeça de bagre mesmo, você acha que só porque o cidadão defende medidas de biossegurança com distanciamento, uso de máscaras e a não aglomeração, ganha 20 mil/mês, consome vinho e queijo importado, você é Zé Mané mesmo né cara, é um coitado que nem sabe o que fala. Presta atenção, cidadão! Você ainda não entendeu a maior crise sanitária que o país esta vivendo? 250 mil óbitos são apenas numeros pra você? Deve ser né, ainda não perdeu ninguém dos teus.

  • Celso nova mutum | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2021, 20h43
    6
    1

    Passou o tempo de orientar. Cuiabanos não tem educação e andam sem máscara transmitindo coronavirus? Borracha neles e lockdown urgente com prisão de hum ano para quem desrespeitar!

  • Juvenal | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2021, 20h39
    4
    8

    Essa é a turma da quarentena gourmet, ganha mais de 20 mil reais, pode ficar em casa pedindo pro pobre ficar em casa enquanto esta turma pede seus queijos e vinhos importados por delivery. Assim é fácil fazer lockdpwn

  • Romes | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2021, 20h35
    4
    4

    Ta na hora de investigar o COVIDÃO. Cade o dinheiro para construir hospitais de campanha, estruturar as UTI e mais respiradores. se passou um ano e nada disso foi feito, pois quando esta classe politica e seus familiares fica doente correm todos para se tratar nos melhore hospitais particulares em São Paulo, ja o povo que a anos passa sufoco na fila do SUS continua na mesma, na fila a espera de uma UTI para tratar a COVID e para realizar outras cirurgias e tratar outras doenças. Uma parte deste povo que provavelmente ta em casa desde março do ano passado trabalhando Em home office e recebendo todo mês seu salario na conta PAGO PELO ESTADO OU MUNICIPIO, só sabe colocar a culpa dos trabalhadores da iniciativa privada, agora cobrar os nosso governantes pois mais UTI e estrutura do SUS isso não fazem né, ja ate esqueceram assim como a midia que em março de 2020 estavam todos bravos cobrando por isso e hoje todos mansinho, não falam nada.

  • Lucas | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2021, 19h08
    7
    2

    Esse é o custo do negacionísmo, é o custo das Fakenews, custo da incompetência e sabotagem com relação as vacinas. Poderiamos estarmos em uma situação melhor, sem a necessidade de quarentena ou lockdown.

  • luiz alberto | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2021, 18h32
    3
    6

    Q absurdo! Que tal limitar o salario desses caras?

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...

Sema reabre os parques em Cuiabá

mauren lazzaretti sema 400   Fechados desde 1º de abril, em obediência às regras de decreto municipal, que suspendiam as atividades coletivas, os parques estaduais urbanos de Cuiabá reabrem nesta segunda (19) para utilização pelo público. Será possível acessar as tradicionais trilhas...