Coronavírus

Quarta-Feira, 25 de Março de 2020, 11h:33 | Atualizado: 25/03/2020, 11h:37

ORIENTAÇÃO DE BOLSONARO

Neri é contra suspender isolamento social e pede cautela em "discursos ideológicos"

Rodinei Crescêncio

Neri Geller

O deputado Neri Geller, em evento realizado na Fiemt; progressista defendeu a permanência da população em quarentena durante este período

O deputado federal Neri Geller (PP) é contra o retorno às aulas nas escolas e universidades e a reabertura de igrejas e templos religiosos. Ele entende que a medida defendida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante pronunciamento ontem (25) é preocupante e recomenda à população que siga as orientações do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “Não pode ter discussão ideológica agora, tem que ser uma resposta prática para a população”.

Para evitar o que seria um caos, na sua visão, afirma que é preciso manter o cuidado, mas sem radicalizar. “Não quero criticar o presidente, mas não dá pra deixar solto para não termos a transmissão coletiva e nem podemos quebrar o elo da economia, afinal como o empresário vai pagar funcionários e impostos?”.

Para Neri, a proibição de aglomerações é melhor ação para evitar o contágio e vai ao encontro do que cientistas de todo o mundo tem indicado. “Quanto às igrejas, a gente precisa entender que não é o único meio de manifestar a fé e o momento pede cautela”.

Ele teme os impactos econômicos no comércio e acredita que é possível manter abertos estabelecimentos como lojas de materiais de construções e confecções desde que tomados os devidos cuidados com higiene e equipamentos de proteção.

Quanto ao setor que representa, ele diz estar alinhado com o posicionamento da Frente Parlamentar da Agropecuária que tem trabalhado junto à ministra de Agricultura e Abastecimento, Tereza Cristina, para garantir que não pare a produção e circulação de alimentos. “Semana passada estávamos na iminência de fechar a indústria frigorífica e isso é sério, pois as pessoas vão viver de que? O que vão comer?”

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

Irmão de Thelma na lista dos traidores

ronaldo pimentel 400 curtinha   Na carta aberta assinada por Ricardo Saad, que preside o PSDB cuiabano, ele reclama de dívidas milionárias herdadas de antecessores, inclusive dos R$ 4 milhões de pendências somente do pleito de 2016, e menciona, entre outras coisas, que "(...) há correligionários, que estavam...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.