Coronavírus

Segunda-Feira, 08 de Março de 2021, 11h:40 | Atualizado: 08/03/2021, 13h:16

VIA CONSORCIO

Prefeito entrega PL à Câmara pedindo autorização para compra de vacinas

Luiz Alves/Secom

Emanuel Pinheiro e Juca do Guaran�

 

Para adquirir vacinas contra Covid-19, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) entregou, nesta segunda (8), um Projeto de Lei à Câmara de Cuiabá que visa autorizar o município negociar com empresas por meio de um consórcio com outras prefeituras do país. Além da compra do imunizante, o PL permite a compra de  medicamentos e outros insumos, via consórcio.

O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será o mesmo texto de outros PLs que estão sendo articulados nas prefeituras das cidades que aderiram ao consórcio. A estimativa do prefeito é vacinar 440 mil pessoas vacinadas, considerando as 40 mil vacinadas nas primeiras etapas que incluem idosos e profissionais da saúde. Para tanto, o município vai precisar de 800 mil doses. 

"As aquisições de vacinas em grandes escalas faz com que os custos caiam considerávelmente, a partir daí estamos criando um novo modelo de compras de vacinas. Isso não tira a autonomia dos municípios, se quiserem fazer uma compra direta", pontua.

O PL foi entregue ao presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Juca do Guaraná (MDB), que seguirá os trâmites legais de apreciação do Legislativo e deve chamar sessão extraordinária nesta terça (9) para votar o PL em regime de urgência.

Pinheiro ainda diz que os recursos para compra de vacinas e demais insumos poderão ser disponibilizados por meio dos municípios consorciados, de aporte de recursos federais e de eventuais doações nacionais e internacionais, de acordo com a Frente Nacional dos Prefeitos.

O plano de enfrentamento para comprar as vacinas tem quatro etapas e, respectivamente, são as medidas restritivas com horários elásticos e reforçando cuidados, deixar o setor produtivo produzir de forma coordenada; lei de tolerância zero pra quem descumprir as medidas, que foi aprovada em urgência e segue ação na Justiça; abertura de leitos de enfermarias e UTI que irão anunciar na quarta (10); e, por fim, aquisição de vacinas.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

MAIS LIDAS