Coronavírus

Sexta-Feira, 22 de Maio de 2020, 11h:46 | Atualizado: 22/05/2020, 12h:35

SEM PRAZO

Secretário afirma que estudantes devem voltar às aulas "quando tiver segurança"

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, projetou que os estudantes devem retornar às aulas "quando tiver segurança", mas sem apontar um prazo. Isto por que especialistas em educação defendem que o ano letivo de 2020 deve ser cancelado por conta da epidemia de coronavírus. Em coletiva virtual desta sexta (22), o gestor disse que o retorno pode ampliar o número de casos.

Christiano Antonucci/Secom/MT

secret�rio Gilberto Figueiredo

Secretário Gilberto Figueiredo considera que crianças podem ser vetor do coronavírus

"O retorno dos alunos às salas de aulas vai amplicar, de forma significativa, a infecção em Mato Grosso. Nós conhecemos as estruturas da educação. Não temos capacidade técnica de dividir as turmas por que não temos edificações nesse momento oferecer isso. Então, o retorno das aulas na forma tradicional será sim um novo ingrediente para o transporte do vírus", disse.

Gilberto disse que a maioria das crianças têm o vírus, mas são assintomáticas. Assim, os menores podem ser vetores da doença e contaminar pais e idosos. Em seguida, o secretário afirma que Mato Grosso ainda está no começo da epidemia. "Nós teremos números muitos maiores, diários, pela frente. Eu disse e acredito que ela vai se arrastar por vários meses. E nós vamos ter dias mais difíceis do que temos hoje". Por isso, ele acredita ser pouco provável o retorno das aulas neste cenário.

Em resposta à questão anterior, o secretário chegou a afirmar que o "Brasil está começando a perder a guerra com o coronavírus". Esta fala de Gilberto veio em meio ao comentário sobre a atuação do ministro interino da Saúde, o general Eduardo Pazuello, que assumiu o cargo após a demissão de Nelson Teich. Aponta que o militar, nestes primeiros dias de cargo, "está fazendo um bom trabalho" e diz "torcer para que consiga fazer uma grande gestão".

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Yan Matheus | Domingo, 24 de Maio de 2020, 05h49
    4
    1

    MM tá nem aí pra Educação. Veja o que ele fez quando foi Prefeito. Primeiro ato, não fornecer Uniforme. Dá para se mexer, para fazer algo na educação do estado. Veja o que o Prefeito do Paletó está fazendo. E olha que nunca fui fão dele. MM, está se lixando pra educação, quer todo mundo burro!

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

Despesas e o uso eleitoreiro de CPI

marcelo bussiki 400 curtinha   Buscando visibilidade pela reeleição em ano eleitoral, alguns vereadores da Capital, vergonhosamente, usaram e abusaram de dinheiro público para promoção pessoal na esteira da CPI do Paletó. A tendência é do relatório paralelo que pede afastamento do...

Sorriso incentiva 40 projetos culturais

ari lafin 400 curtinha   A seis meses de concluir o mandato, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin (foto), estabeleceu, dentro do Plano Municipal de Cultura, o "PROMIC - Festival da Cultura 2020" para contemplar 40 projetos cujos valores somam R$ 340 mil, envolvendo artes visuais, artes cênicas, cultura popular, música, audiovisual,...

Quase R$ 2 mi para o Lucas Protegida

binotti 400 curtinha   A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, sob Luiz Binotti (foto), contratou, por R$ 1,9 milhão, um consórcio formado pela Rocha Comércio de Equipamentos, que ficará com a maior "fatia" de R$ 1,4 milhão, e a Airplates Tecnologia da Comunicação, com R$ 521,7 mil, para desevolver o...

Silêncio sobre operação e elo com MBL

ulysses moraes 400 curtinha   O deputado de primeiro mandato Ulysses Moraes (foto), que deixou o DC e se filiou ao PSL, coordenador em Mato Grosso do Movimento Brasil Livre (MBL) e chamado por muitos de paladino da moralidade, mesmo sendo bastante ativo nas redes sociais, não usou a internet para comentar a operação da...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.