Coronavírus

Quarta-Feira, 28 de Outubro de 2020, 09h:07 | Atualizado: 28/10/2020, 15h:38

CORONAVAC

Secretário diz que MT não tem verba para comprar vacina e espera suporte federal

Gilberto ressalta que Estado só vai pensar em adquirir produto "se não tiver outra alternativa"

O secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo aposta que o governo federal não vai descumprir a legislação e vai imunizar a população contra o coronavírus. Gilberto salienta que praticamente todos os estados do país não têm recursos financeiros disponíveis para investir na compra de vacinas, a exemplo do que fez São Paulo, sob João Dória. "Não dá para comparar o estado de São Paulo com os demais", argumenta o secretário nesta quarta (28), em entrevista à imprensa, durante o lançamento do programa de investimentos “Mais MT” – que prevê obras em praticamente todos os setores – no Centro de Eventos do Pantanal.

Na ocasião, Gilberto preferiu não polemizar ainda mais o embate entre o governo federal e o de São Paulo sobre a compra ou não da Coronavac  para ajudar na imunização da população contra a Covid-19. O ministério da Saúde chegou a anunciar a intenção de compra e sinalizou envio de doses para Mato Grosso em janeiro, mas recuou após determinação do presidente Jair Bolsonaro que segue em rota de colisão com Doria.

“O plano nacional de imunização preconiza a obrigatoriedade do governo federal para suprir as necessidades do país. Eu quero crer que tão logo tenhamos uma vacina disponível o ministério da Saúde fará as aquisições  e a distribuição para todos os Estados”, frisa.

Andhressa Barboza

Gilberto Figueiredo

Essa é a principal aposta do governo estadual porque, segundo ele, Mato Grosso não tem condições de arcar com este gasto. Apesar disso, pondera que, “se não houver outra alternativa, vamos ter que pensar nisso (compra de vacinas)”. Finaliza a entrevista, entretanto, afirmando ter convicção  que o ministério da Saúde vai aportar os recursos necessários para a imunização do país.

Gilberto também evita entrar na discussão sobre a obrigatoriedade da vacina. Ressalta que a legislação já prevê alguns casos em que a população é obrigada a ser vacinada, mas pondera que isso será debatido no momento oportuno, quando se tiver o a vacina contra a Covid-19.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • O ATALAIA | Quarta-Feira, 28 de Outubro de 2020, 10h59
    2
    0

    Não é possível, governador, deixar tudo para o governo federal, cujo titular tem imas idéias oncoerentes sobre a vacina da covid. A saúde é obrigação de todas as esferas de governo. Não podemos ficar nesse dilema!... será que é proprio cidadão que tem que correr atrás?

  • CHIRRÃO | Quarta-Feira, 28 de Outubro de 2020, 10h09
    0
    2

    DESDE QUE A VACINA SEJA APROVADA PELA ANVISA !!! O BRASIL NÃO PODE SER COBAIA DE VACINAS QUE NEM O PAÍS QUE PRODUZ APLICA NA A SUA POPULAÇÃO! SÓ TOMAREI SE FOR A DE OXFORD....NADA PRODUZIDO NA CHINA PRESTA.

Reconduzido trio Botelho-Janaina-Max

eduardo botelho 400 curtinha   Na segunda, 1º de fevereiro, em sessão solene e de forma remota, a partir das 11h, sete deputados tomam posse na Mesa Diretora para dois anos de gestão. O governador Mauro irá participar da solenidade. Três seguem nos cargos mais importantes, sendo eles o presidente Eduardo Botelho...

Forte apoio político em Várzea Grande

kalil baracat 400   O prefeito Kalil Baracat (foto), de Várzea Grande, está recebendo forte apoio político já nestes primeiros dias de administração. Obteve promessa de parcerias e investimentos no município do governador Mauro Mendes e dos parlamentares da bancada federal, especialmente dos...

Romoaldo, prescrição e elegibilidade

romoaldo junior 400 curtinha   Assim como Wilson Santos, o deputado Romoaldo Júnior (foto) assegura que hoje também está elegível porque uma condenação de dois anos e três meses de prisão, inclusive com perda do mandato, acabou prescrita. Ele disse que ainda não sabe se disputará...

Juca quer ex-deputado no Gabinete

roberto nunes 400   O presidente do Legislativo cuiabano, vereador Juca do Guaraná, disse que irá convidar o ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-deputado estadual Roberto Nunes (foto) para assumir a Chefia de Gabinete da Presidência. Enfatiza que Roberto é bem articulado politicamente, tem habilidade e experiência e,...

Governo "desmama" senador do Dnit

wellington fagundes 400   O Governo Bolsonaro conseguiu, enfim, "desmamar" Wellington Fagundes (foto) do Dnit. Há décadas, entra e sai governo e o ex-deputado federal por seis mandatos (24 anos) e no cargo de senador desde 2015 vinha indicando apadrinhados no cargo de superintendente regional do Dnit em MT. O último foi Orlando...

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.