Setor de serviços emprega 74 mil pessoas e produz 50% da riqueza da Capital - leia

Selo Cuiab� 300 anos

Com um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 22 bilhões, a Cuiabá que comemora seus 300 anos hoje, é a cidade dos serviços. O setor representa 55,9% da produção econômica da Capital e emprega 74 mil pessoas, sendo com isso o principal segmento a frente da indústria, agropecuária e demais tipos de ocupações e atividades produtivas.

Em um universo de 607 mil habitantes, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 12% da população está empregada em empresas prestadoras de serviços como educação, bares, restaurantes, hospedagem, transporte, imobiliário, hospitalares entre outros.

Gilberto Leite

Choppao1

Garçom do Choppão atendendo cliente é  um exemplo da qualidade dos  serviços na Capital

Considerando o PIB, que é a soma do valor agregado gerado pela produção econômica, dos R$ 22 bilhões produzidos em Cuiabá, R$ 12,3 bilhões provêm dos serviços prestados na cidade. Para o economista Vivaldo Lopes essa é uma perspectiva positiva.

“As cidades que possuem economia mais desenvolvida são aquelas na qual o setor de serviços tem maior participação no PIB. Cuiabá tem esse perfil também. É positivo porque Cuiabá não tem vocação agropecuária, não tem terras e nem histórico de produção agropecuária para competir com cidades como Sinop, Sorriso e Lucas”, explica Vivaldo.

O economista aponta que em razão dessas características, a tendência da Capital é se fortalecer nos setores de serviço, comércio, atacado e varejo, ampliando a oferta dessas pelas próximas décadas. “Cuiabá deverá atrair mais investimentos nestes segmentos pelos próximos anos”.

Para o consultor tributário da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio), Múcio Ribas, o setor de serviço passa por um momento positivo em Cuiabá. “A expectativa de crescimento nos últimos meses têm sido muito positivas, primeiro porque revela o aumento da oferta de emprego, uma perspectiva positiva dos empresários do setor”.

Rodinei Crescêncio

Cuiab� panor�mica

No fim de 2018, a cada 100 pessoas que estavam empregadas em Cuiabá, 25 trabalhavam no setor de serviços. Pesquisa divulgada pela Pnad Contínua

Múcio aponta que apesar de Cuiabá seguir a mesma tendência das grandes capitais, que possuem expertise na prestação de serviço, ainda existe grande demanda pela oferta de serviços de tecnologia. “Nós começamos a receber as universidades na linha de tecnologia, o governo do Estado está implantando o Parque Tecnológico, e tudo isso gera uma expectativa muito grande nesta área”, aponta Múcio.

Ao final de 2018, em cada 100 pessoas que estavam empregadas em Cuiabá, 25 trabalhavam no setor de serviços, conforme último levantamento do Pnad Contínua, que é a Pesquisa Nacional de Amostra dos Domicílios, divulgada trimestralmente pelo IBGE com dados dos Estados e Capitais.

Em Cuiabá, dos 607 mil habitantes, 294 mil ou 48,4% da população é formada por trabalhadores. Deste universo, 44 mil são profissionais das ciências intelectuais, o que inclui professores, comunicadores, pesquisadores, advogados entre outras carreiras. Outras 26 mil pessoas atuam em áreas técnicas de nível médio.

Segundo a pesquisa do IBGE, aproximadamente 33 mil cuiabanos atuam como apoio administrativo. Na agropecuária, o que inclui pesca, na classificação do instituto, apenas 4 mil cuiabanos possuem essa profissão. No setor de construção civil e mecânicas, são 40 mil trabalhadores. E cerca de 5 mil militares atuam em Cuiabá, entre exército, polícia militar, corpo de bombeiro e outras categorias de policiais.

Ex-tucano histórico agora reforça PSB

aparecido alves curtinha   O ex-deputado por alguns meses e ex-presidente do Intermat na época do Governo Dante, Aparecido Alves, o Cido (foto), se filiou neste sábado ao PSB, um mês depois de ter deixado os quadros do PSDB, do qual era considerado militante histórico, inclusive desde a década de 1990. Sua ficha...

França vira Plano B do PSB a prefeito

roberto franca curtinhas   O PSB, comandado no Estado pelo deputado Max Russi, tinha esperanças de lançar a prefeito de Cuiabá o hoje presidente da Câmara Municipal, vereador Misael Galvão. Mas frustrou-se. O próprio Misael, governista de carteirinha e já comprometido com o projeto de...

MM cancela visita para evitar grevistas

mauro mendes curtinha   Precavido, Mauro Mendes cancelou de última hora a presença no encontro do PSB neste sábado, no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá. É que em um outro auditório, mas dentro do mesmo hotel, acontecia, em paralelo, o encontro estadual do PT e com participação de...

TCE livra delator de pagar R$ 412 mil

junior mendon�a curtinha   O delator premiado e encrencado com a Justiça em vários processos Gércio Marcelino Mendonça Júnior, o Júnior Mendonça (foto), da Comercial Amazônia Petróleo, conseguiu perdão do TCE de R$ 412,5 mil, bem como de uma multa proporcional...

Advogado disputa uma vaga no CARF

Thiago Dayan   O advogado mato-grossense Thiago Dayan disputa uma vaga no CARF, órgão federal ligado ao ministério da Economia. Mato Grosso não possui nenhum representante no CARF. Trata-se do mais alto cargo vinculado à atividade tributária administrativa que um advogado pode chegar. Do escritório...

Riva recebe alta após 10 dias em SP

jose riva curtinha   Depois de 10 dias internado no Sírio Libanês, em São Paulo, o ex-deputado José Riva recebeu alta nesta quinta. Retorna a Cuiabá e terá de ficar 20 dias de repouso devido à pressão e adaptação ao medicamento. Acometido de uma hemorragia subaracnoide, Riva, aos...

MAIS LIDAS

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.