CULTURA

Sábado, 08 de Abril de 2017, 07h:08 | Atualizado: 09/04/2017, 17h:10

Cuiabá 298 anos

Acervo guarda registros marcantes da história de Cuiabá- confira fotos

Gilberto Leite

Acervo 2

Armário doado por servidor abriga atas históricas de Cuiabá

selo_cuiaba_298anos

Muita gente não sabe, mas verdadeiras relíquias históricas estão sob a tutela da Câmara de Cuiabá. Dispostos em 64 atas, todas escritas à mão, os documentos comportam anotações de acontecimentos que remontam parte desses 298 anos da Capital, comemorado neste sábado (8). As atas estão sob os cuidados de três historiadores, no acervo da Coordenadoria de Cultura e Resgate Histórico do Parlamento.

Textos com caligrafia e português invejáveis guardam memórias como a chegada da notícia da abolição da escravatura; a reabertura da Câmara em 1947, após o período do Estado novo; a sessão presidida pelo Arcebispo de Cuiabá, Dom Francisco de Aquino Corrêa, em outubro de 1951, bem como tocantes moções de pesar pela sua morte, em março de 1956.

Na Coordenadoria atuam os historiadores Rubens Ribeiro, Danilo Monlevade e Fábio Brandão, além do coordenador Rafael Neto e outras quatro pessoas. “Essas atas são patrimônio não só da Câmara como do município de Cuiabá. É um patrimônio histórico cultural, porque elas contam toda a parte legislativa, um registro das atividades dos vereadores que nós temos até o presente momento. Então é importantíssimo cuidar e preservar todo esse material”, ressalta Rubens, em entrevista ao .

Das 64 atas, 46 já foram digitalizadas e o restante deve passar pelo mesmo procedimento, que objetiva preservar os documentos e evitar o manuseio irrestrito das folhas já amareladas pela ação do tempo. O acervo também conta com mais de 300 fitas em formato VHS, que estão passando por conversão para o formato digital. Há sessões gravadas a partir do ano de 2003.

“Nós estamos fazendo a digitalização até para que nós possamos ter uma melhor conservação desses materiais, que são históricos, para que quando as pessoas da comunidade em geral quiserem fazer uma pesquisa nós já tenhamos um acesso melhor, mais rápido e mais amplo”, ressaltou o coordenador da secretaria, Rafael Neto.

Ele disse que já reivindicou à Mesa Diretora uma melhor estrutura para abrigar as atas. “Eles estão cientes, estão trabalhando com afinco para que nós possamos ter essa estrutura necessária. Infelizmente nas gestões anteriores deixou um pouco a desejar na questão de estrutura, mas nessa nova gestão, através do presidente Justino Malheiros (PV), tem olhado com carinho tanto para esse setor, quanto para outros da casa. A estrutura vem devagarzinho, mas nós vamos conseguir se Deus quiser”, comentou.

Gilberto Leite

Acervo3

Rafael Neto coordena o acervo histórico da Câmara de Cuiabá, que preserva a documentação 

Segundo Rubens, o único armário de aço que há no local e aloca as atas é fruto de uma doação feita por um servidor. As fitas VHS ficam dentro de um armário de madeira. Outros documentos ficam em caixas.

Abolição

Em 13 de maio de 1888 foi promulgada a Lei Imperial 3.353, mais conhecida como Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil. Em 9 de junho daquele ano, diversos cidadãos se reuniram na Câmara para “festejar o ato da abolição completa da escravidão no Brasil”.

Reabertura

Em 23 de dezembro de 1947, o juiz eleitoral Mário Corrêa da Costa presidiu a sessão na qual foi feita a eleição para constituição da Mesa Diretora. José Monteiro de Figueiredo foi eleito presidente do Legislativo, seguido de Altair Cavalcante como vice-presidente, Antônio Moisés Nadaf como 1º secretário e Cursino Monteiro da Silva como 2º secretário. Os demais vereadores eleitos foram José Monteiro da Silva, Benedito Monteiro da Silva, Manoel Soares de Campos, Odare Vaz Curvo e João da Costa Ribeiro.

Dom Aquino

A ata que descreve uma sessão parlamentar presidida por Dom Aquino Corrêa é datada de 12 de outubro de 1951. A reunião foi realizada na Prefeitura de Cuiabá, onde funcionava a Câmara à época. “Por mais singela que possa parecer esta sessão, conforme bem frisou o orador oficial desta noite, tem ela para mim uma grande significação. A homenagem do meu município, da minha cidade natal, na pessoa dos seus legítimos representantes, tanto mais que vos quisestes requintar o brilho desta Sessão, convidando as autoridades mais altas do Estado, que aqui trazem o fulgor com a sua presença, estas flores, afinal tudo. Podeis portanto imaginar a emoção do Arcebispo ao receber esta manifestação tão simpática de minha gente”, disse Dom Aquino.

selo_cuiaba_298anos

Em seu discurso, o Arcebispo destacou a importância de lutar não só pelo bem material, mas também pelo bem espiritual, “para que os legítimos representantes tracem ao nosso povo o caminho real da felicidade, pois tudo tem que sair desta Casa, onde forja o futuro de nossa terra”.

Morte de Dom Aquino

Em 23 de março de 1956 foi realizada uma sessão na qual vários parlamentares prestaram homenagem ao Arcebispo, falecido no dia anterior. “Senhor presidente. Senhores vereadores. Mato Grosso acaba de sofrer uma perda irreparável. É morto um dos seus filhos mais ilustres. Cessou sua voz eloquente, que arrebanhava as almas humanas para o criador de todas as coisas. A sua erudição foi tocada de cheio no sentido de um acontecimento trágico. A sua lira mais famosa foi feita em pedaços pela mão adunea da morte. Seu povo está de luto. Até nos verdejantes flagelos das Palmeiras seculares [inelegível] faleceu a alegria tão costumeira e característica da nossa terra. Tudo é triste”, diz trecho da moção lida pela vereadora Maria Nazareth Hahn.

“[...] O Brasil, através da sua literatura, não poderia mais contar com a colaboração dessa figura de maior relevo e projeção no cenário acadêmico, essencialmente admirado por todos aqueles que trazem-na na consciência o valor da sabedoria [...]”, disse José Leite de Moraes.

Pelé

Até mesmo a visita do Pelé a Cuiabá, na legislatura que o ex-vereador Carlos Brito presidiu a Câmara,  de 1995 a 1996, consta dos registros. Não se sabe, no entanto, se o evento foi promovido pela Câmara ou apenas contou com a participação do presidente.

Galeria de Fotos

Credito: Reprodução
Ata de reabertura da Câmara em 1947
Credito: Reprodução
Ata registrando fala de Dom Aquino em sessão que presidiu
Credito: Reprodução
Moção de pesar feita pela vereadora Maria Aparecida Hahn pela morte de Dom Aquino
Credito: Reprodução
Ata sobre abolição da escravatura
Credito: Reprodução
Ex-governador Júlio Campos com Aurelino Chaves, dirigente do antigo PFL
Credito: Reprodução
Padre Raimundo Pombo com historiador Moisés Martins
Credito: Reprodução
Frederico Campos, Roberto França e Oscar Ribeiro são líderes políticos históricos
Credito: Reprodução
Ex-presidente da República João Batista Figueiredo com Frederico Campos e fotógrafo Lázaro Papaziam
Credito: Reprodução
Márcio Lacerda, Carlos Brito e Thelma de Oliveira com Pelé em visita a Cuiabá

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Edio Bosco Botelho | Sexta-Feira, 01 de Dezembro de 2017, 09h40
    0
    0

    Pesquiso algum registro sobre a construção ou inauguração da nossa Igreja N S do Carmo de Várzea Grande por volta de 1937. Na Câmara teria algum registro? Posso pesquisar?

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

Deputado, carona e ainda se gabando

paulo araujo 400 curtinha   Considerado de baixo clero na Assembleia, o deputado Paulo Araújo (foto) agiu de carona e num oportunismo condenável acerca do decreto do governador Mauro Mendes da última quinta, quando resolveu relaxar as medidas restritivas em meio à pandemia do coronavírus e liberou o funcionamento...

Políticos querem suspender eleição

Cresce o movimento entre políticos para adiar as eleições municipais de outubro. O argumento utilizado é o impacto que o coronavírus terá na economia, saúde e vida das pessoas. Isso porque, neste ano, uma vacina não deve ficar disponível ao mercado e os prejuízos causados pela Covid-19 ainda estão só começando. Entre os políticos de MT que defendem adiar o pleito para 2022, quando a...

Ex-vereador, demagogia e contradição

everton pop 400   O ex-vereador por Cuiabá e apresentador de um programa popular de TV que leva o seu nome, Everton Pop (foto), gravou um vídeo em que critica o fato da Mesa Diretora da Câmara da Capital pagar os servidores todo dia 20, antecipando o salário em 10 dias do fechamento do mês. Pop só não...

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.