CULTURA

Segunda-Feira, 27 de Abril de 2020, 10h:20 | Atualizado: 27/04/2020, 16h:35

Exclusivo: Bruna Viola fala de isolamento da Covid-19 e saudade da fazenda em MT

Divulgação

Bruna Viola

Saudosa dos dias que passa em sua fazenda, em Mato Grosso, Bruna Viola conta que a música tem sido seu refúgio nos dias que passa sozinha em casa por prevenção à Covid-19. Ela, que apesar de ser cuiabana não mora há alguns anos na Capital, ainda tem familiares na cidade e se preocupa com os mato-grossenses nesse período difícil de isolamento.

Em forma de incentivo para que os fãs fiquem em casa realizou a live #avioleiramaisamadadobrasil, e com o sucesso de acessos, decidiu manter as arrecadações abertas até a próxima semana. Saiba como doar aqui. A violeira diz que todo cuidado é pouco, toma cuidado até com os produtos que chegam da rua em sua casa, e reforça que "isso não é brincadeira". Apesar do entretenimento como setor musical ser um dos últimos ao voltarem ao normal, acredita que é importante as pessoas se atentarem que tudo vai ficar bem, se respeitarem o isolamento e cuidarem da saúde agora.

Em entrevista exclusiva e por telefone ao , ela não mede esforços para demonstrar o amor pela música caipira, mas revela que apesar de sempre ter defendido o estilo, também escuta muito rock and roll, country e música pop, como qualquer outra pessoa da sua idade. "Sou muito eclética e preciso ouvir de tudo para escrever, compor e ter novas ideias sobre o que está acontecendo. Tenho fãs de todas idades, mas boa arte deles são universitários, e se identificam ainda mais quando misturamos esses elementos", explica.

Bruna começou a tocar viola desde a infância, e além do fato de ter se interessado menina por uma música considerada de gente mais velha, o instrumento escolhido também sempre foi considerado "masculino" - o que a fez sofrer pressão de empresários e produtores de todos os tipos para que abandonasse o estilo caipira e tivesse uma pegada mais atual. No entanto, foi batendo a sola da bota de que era sim a música caipira a sua marca, que chegou de gala e um elegante vestido vermelho no Grammy Latino em 2017.

Foi como indicada, o que ela não esperava era ter seu nome anunciado em alto e bom som naquele microfone entre as estrelas mais cobiçadas do mundo. "Duvidavam de que a música caipira e sua viola pudesse ganhar o Grammy Latino, até eu achei que, quem sabe não pudesse. Quando falaram meu nome a ainda mais por conta daquele album inteirinho do jeito que fiz, foi sim uma surpresa", lembra orgulhosa.

Nunca foi segredo que entre os maiores ídolos da violeira estão Tião Carreiro da dupla Tião Carreiro e Pardinho e a cantora Inezita Barroso, e com sua viola sempre abraçada bem perto do coração, adesivo da bandeira de Mato Grosso colocado no instrumento, ela revela que nem sempre este mundo foi um mar de rosas para qualquer músico que defendesse o estilo, principalmente, se for mulher. "Hoje a realidade é completamente diferente do que já foi um dia. Existem cantoras, violeiras, pessoas de todas as idades que seguem seus sonhos, toco e canto em todo Brasil com frequência", diz.

Por falar em viagem, a vez mais recente que esteve em Cuiabá foi em janeiro, mas botar o pé na estrada é com ela mesma, literalmente na estrada - porque Bruna tem medo de avião. No entanto, apesar de não gostar de viagens aéreas se lembra da turnê internacional mais recente que fez, nos Estados Unidos, onde a música country - uma de suas fortes inspirações também tem sua vez. Ela ainda pretende viajar muito levando sua arte para todos os lugares, mas tem paixão pelo interior do Brasil. "Gosto de praia, mas também amo um rio, cachoeira, ver minha fazenda em Mato Grosso e seguir conhecendo todos os cantos do país", finaliza ao mandar um abraço carinhoso ao leitores.

Para quem quiser acompanharo trabalho da violeira, basta acessar suas redes sociais pelo youtube, instagram, fan page ou spotify.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • marta | Quarta-Feira, 29 de Abril de 2020, 07h16
    0
    0

    esses artistas que vão para são paulo e outros centros, sei não, nada contra mas perde a graça, acabo não sendo muito mais fã...essa ai por exemplo que show que ela fez em cuiaba esse ano? nada contra ela, mas não é muito simpatica, e ja vi algumas pessoas conhecida dela dizendo que admiração ela tem por o joao carreiro? tem nada a ver, essa é uma opiniao minha. sumiu de cuiaba. ai depois diz que tem saudades, nunca vi ela nessas casas noturnas country , uma vez ou outro..

  • Helio | Segunda-Feira, 27 de Abril de 2020, 12h26
    1
    1

    Mais amada???? Cada uma que leio nesse site

3 fortes para prefeito de Rondonópolis

ze do patio 400 curtinha   Apesar da "inflação" de prefeitáveis em Rondonópolis, com quase 10 se colocando como virtuais candidatos a prefeito, a disputa deve ficar acirrada mesmo entre três. Um deles é Zé do Pátio (foto), do Solidariedade. Vai tentar o terceiro mandato não consecutivo e...

Ex-deputada vai à vereadora em VG

zilda pereira 400 curtinha   A ex-deputada estadual Zilda Pereira Leite (foto) permaneceu pouco tempo na base dos Campos em Várzea Grande. Chateada por não ter sido renomeada como secretária de Educação, de cuja pasta havia se afastado por problemas de saúde, Zilda se filiou ao PSB, do pré-candidato...

Breunig destaca aprovação de contas

adriano breunig curtinha 400   O professor Adriano Breunig (foto), ex-adjunto e ex-secretário de Estado de Ciência e Tecnologia no Governo Silval e hoje diretor de Políticas de Desenvolvimento Institucional do IFMT, contesta o registro em Curtinha, apontando-o como candidato reserva e "vulnerável" à...

Borgato não sairá mais de secretaria

nilton borgato 400 curtinha   Nilton Borgato (foto), ex-prefeito de Glória D'Oeste e filiado ao PSD, não sairá mais do comando da secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Dias atrás, ele chegou a ser avisado pelo governador que seria substituído e que iria para o Escritório...

Dorner vai tentar prefeitura de novo

roberto dorner 400 curtinha   Em Sinop, o empresário e ex-deputado federal por alguns meses Roberto Dorner (foto), que deixou o PSD e aderiu ao Republicanos, está disposto a encarar de novo a disputa a prefeito. Em 2016, ele perdeu para Rosana Martinelli (PR) por uma diferença de 3.388 votos. É possível que ambos...

Um líder sob insatisfação dos colegas

dilmar dal bosco curtinha 400   O líder do governo na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (foto), tem enfrentado crítica velada e insatisfação dos colegas, principalmente dos deputados da base. Reclamam que o interlocutor do governador Mauro não move uma palha em defesa da liberação das emendas e, nas...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.