CULTURA

Terça-Feira, 04 de Outubro de 2016, 12h:52 | Atualizado: 04/10/2016, 12h:54

Filmes brasileiros premiados em grandes festivais na Mostra Vitrine

Divulgação

Mostra Vitrine

Califórnia - Estela vive conturbada passagem pela adolescência. Sexo e amores, tudo complicado

A partir de hoje (4) até sábado (08), o Cine Teatro Cuiabá voltará aos bons tempos dos anos 1980 e 1990, quando era o principal ponto de encontro de quem gosta de cinema. E só com biscoito fino. É a Mostra Vitrine de Cinema Brasileiro, com títulos premiados em festivais mundo afora e, obviamente, distantes do circuito comercial, nos dias que correm, restrito a shoppings centers.

São vários títulos em exibição somente em circuitos alternativos e diversos outros que sequer foram lançados em DVD na programação. Para melhorar ainda mais, é de acesso inteiramente livre (salvo restrições de classificação etária), porque idealizada pela secretaria de Cultura e apoiada pelo bravo Juarez Compertino, talvez o maior dos amantes da sétima arte por aqui.

O apoio ao projeto vem da Vitrine Filmes, distribuidora responsável pela circulação de produções bem sucedidas entre público e crítica, como Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho, e Hoje eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro. A festa de cinema brasileiro no templo cuiabano do audiovisual começa hoje às 19h. Depois, passam a ser exibidas em duas sessões, iniciadas às 17h15 para prosseguir às 19h15.

 “A Mostra Vitrine do Cinema Brasileiro privilegia a mais recente produção nacional e possibilita ao público cinéfilo local um raro contato com essas expressões artísticas contemporâneas do Brasil, de visibilidade ofuscada pela onipresença planetária dos blockbusters hollywoodianos em nossas telas”, argumenta Compertino. “Quero que esses filmes possam ser vistos pelos cuiabanos”.

De acordo com a organização, a mostra foi criada para preencher uma lacuna na distribuição de filmes brasileiros de perfil mais alternativo que, à parte sofrerem o bloqueio das maiores salas do país, são premiados em festivais nacionais e internacionais.

Divulgação

Mostra Vitrine

Para a Minha Amada Morta - após morte da sua mulher, Fernando se torna um homem calado

Entre esses, a Vitrine filmes possui um catálogo de mais de 60 títulos, alguns deles premiados nos grandes festivais, como os de Cannes, Berlim, Roma e Locarno, na Europa, e Brasília, Gramado, Rio de Janeiro e São Paulo, no Brasil.

Assim, a programação foi pensada para abrigar dez títulos em longa metragem. Alguns dos destaques entre esses são Mãe Só Há Uma, de Anna Muylaert, em cartaz em algumas salas nacionais voltadas à exibição de filmes independentes, e Futuro do Pretério: Tropicalismo Now!, além de duas produções de diretores locais, como o média-metragem Gervane, de João Manteufel, e Três Tipos de Medo, de Bruno Bini.

“São filmes de ficção e documentários que questionam a realidade, ousam na forma e revelam a produção dos novos cineastas que já ganharam notoriedade mundial com seus filmes de forte ressonância social e artística”, diz Juarez.

Para a assessora artística do Cine Teatro Cuiabá, Silvana Córdova, devolve o Cine Teatro ao que ele sempre se propôs. “O resgate do cinema sempre foi a proposta da Associação Cultural Cena Onze e da Secretaria Estadual de Cultura”. O objetivo, defende, é proporcionar à população da capital o acesso a filmes alternativos de excelência. (Com Assessoria)

 Confira, abaixo, a programação

Terça, às 19h15

Para a Minha Amada Morta. Ficção dirigida por Aly Muritiba. Com Fernando Alves Pinto, Mayana Neiva, Lourinelson Vladmir. Sinopse: Após a morte de sua mulher, Ana, Fernando se torna um homem calado e introspectivo, que cuida sozinho do filho Daniel. Todas as noites, enquanto o menino dorme, ele recorda o seu amor arrumando as coisas de Ana. Um dia, encontra uma fita VHS e, ao assisti-la, descobre que a esposa foi infiel. Fernando, então, decide ir à procura do homem que arruinou a imagem que ele tinha de sua amada morta. O título levou seis prêmios (diretor, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, fotografia, direção de arte e montagem) no 48º Festival de Brasília de Cinema Brasileiro.

 

Quarta, às 17h15

Califórnia. Ficção dirigida por Marina Person. Com Clara Gallo, Caio Blat, Caio Horowicz, LiviaGijon, Giovanni Gallo. Sinopse: O ano é 1984. Estela vive a conturbada passagem pela adolescência. O sexo, os amores, as amizades, tudo parece muito complicado. Seu tio Carlos é seu maior herói e a viagem à Califórnia para visitá-lo, seu grande sonho. Mas tudo desaba quando ele volta magro, fraco e doente. Entre crises e descobertas, Estela irá encarar uma realidade que mudará definitivamente sua forma de ver o mundo.

19h15

Futuro Pretérito: Tropicalismo Now. Documentário dirigido por Ninho Moraes e Francisco César Filho. Com Alice Braga, Gero Camilo, Helena Albergaria, Gilberto Gil, Macaco Bong. Um olhar do século 21 para um dos movimentos culturais mais importantes da história brasileira. A produção traz um mix de entrevistas, shows, intervenções artísticas e atores em pequenos esquetes. Uma intersecção dos contextos social e artístico de 1968 com o atual. Ynaiã Benthroldo, Ney Hugo e Bruno Kayapy foram entrevistados quando participaram do show Futurível, de Gilberto Gil.

 

Quinta, às 17h15

Três Tipos de Medo. Ficção em curta metragem dirigida por Bruno Bini. Com Jonathan Haagensen, Giovanni Araújo, Romeu Benedicto. Não foi divulgada sinopse.

Crítico. Documentário dirigido por Kleber Mendonça Filho. Com Michel Ciment, Walter Salles, Carlos Saura, Gus Van Sant. Sinopse: Primeira experiência em longa-metragem do cineasta Kleber Mendonça Filho, de O Som ao Redor e Aquarius. O documentário reúne cerca de 70 críticos e cineastas, entrevistados no Brasil e no exterior, que discutem o cinema a partir do conflito que existe entre o artista e o observador, o criador e o crítico.

19h15

O Último Cine Drive-In. Ficção dirigida por Iberê Carvalho. Com Othon Bastos, Breno Nina, Rita Assemany. Sinopse: O jovem operário Marlombrando precisa levar sua mãe, Fátima, para fazer um exame médico em Brasília. O que seria uma breve viagem se torna uma longa batalha no terceiro maior hospital público do país. Sem ter a quem recorrer, Marlombrando precisará reencontrar seu pai, Almeida, ausente há muitos anos. Dono do Cine Drive-in de Brasília, Almeida insiste em manter vivo um tipo de cinema que já não atrai mais espectadores como na década de 70. Vencedor de quatro prêmios (melhor ator, melhor atriz coadjuvante, direção de arte, e júri da crítica) do 43º Festival de Cinema de Gramado. 

Sexta, às 17h15

Divulgação

Mostra Vitrine

Mãe há só uma: a vida do adolescente Pierre vira de cabeça pra baixo quando ele recebe uma denúncia e é obrigado a fazer um teste de DNA. Após o exame, descobre que ela não é a sua mãe

Beira-Mar. Ficção dirigida por Filipe Matzembacher e Marcio Reolon. Com Mateus Almada, Maurício José Barcellos. Sinopse: Em um final de semana de inverno, Martin e Tomaz se hospedam em frente ao mar do litoral gaúcho, onde o primeiro tem de pegar um documento com parentes distantes. Eles são amigos, mas nessa viagem talvez descubram que podem ser algo mais. Venceu prêmio de melhor filme da mostra Novos Rumos e o prêmio especial do júri do Prêmio Félix, do 17º Festival de Cinema do Rio. Venceu quatro prêmios (melhor filme, melhor direção, melhor ator e melhor fotografia) do 9º For Rainbow - Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual.

19h15

Permanência. Ficção dirigida por Leonardo Lacca. Com Irandhir Santos, Rita Carelli, Silvio Restiffe. Sinopse: Ivo é um fotógrafo pernambucano que viaja a São Paulo para fazer sua primeira exposição individual. Ele aceita o convite da ex-namorada Rita para se hospedar na casa dela. Mas hoje, Rita já está casada com outro homem, e Ivo também deixou um amor em sua cidade natal. A proximidade entre eles desperta sentimentos antigos. Vencedor de cinco prêmios (melhor filme, atriz, atriz coadjuvante, ator coadjuvante e direção de arte) do 19º Cine PE. 

Sábado, às 17h15

Gervane. Documentário em média metragem dirigido por João Manteufel. Não foi divulgada sinopse.

Laura. Documentário dirigido por Fellipe Barbosa. Sinopse: Laura, uma imigrante argentino-brasileira, vaga pelas ruas de Nova York noite após noite atrás da luz e do glamour das celebridades. O filme a segue, adentrando as festas mais exclusivas da cidade pela porta dos fundos. Ao fim de cada noite, Laura volta para seu quarto minúsculo, onde ela esconde sua pobreza e produz sua imagem de diva.

19h15

Sinfonia da Necrópole. Musical dirigido por Juliana Rojas. Com Eduardo Gomes, Luciana Paes, Hugo Villavicenzio, Paulo Jordão. Sinopse: O filme se passa na cidade de São Paulo, onde a rotina do aprendiz de coveiro Deodato muda quando uma nova funcionária chega ao cemitério. Juntos, eles devem fazer o recadastramento dos túmulos abandonados, mas estranhos eventos fazem o aprendiz questionar as implicações em se mexer com os mortos. Vencedor do prêmio de melhor filme da crítica no 47º Festival de Gramado e do prêmio FIPRESCI de melhor filme do 29º Festival Internacional de Mar Del Plata, além de dois outros prêmios (melhor filme e interpretação) do 22º Festival de Cinema de Vitória-ES.

21h15 

Mãe só há Uma. Ficção dirigida por Anna Muylaert.  Com Naomi Nero, Matheus Nachtergaele, Dani Nefussi, Daniel Botelho. Sinopse: A vida do adolescente Pierre vira de cabeça pra baixo quando ele recebe uma denúncia e é obrigado a fazer um teste de DNA. Após o resultado, ele descobre que sua mãe não é sua verdadeira mãe e é obrigado a trocar de família, de nome, de casa, de escola… e de gênero? Vencedor do Teddy Award (Men Reader Jury), da Mostra Panorama da 66ª edição do Festival de Berlim.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

Coordenador quer mostrar obras de EP

vanderlucio curtinha   Coordenador da campanha de Emanuel Pinheiro à reeleição, Vanderlúcio Rodrigues (foto) garante que o grupo vai focar na divulgação de propostas e não fará ataques pessoais aos 7 adversários. O ex-secretário de Obras Públicas avalia que o grupo...

Tucano ainda com sequelas da Covid

ricardo saad curtinha 400   O vereador cuiabano e presidente do PSDB na Capital, Ricardo Saad (foto), segue na luta para reverter as sequelas deixadas pela Covid-19. Mesmo Dois meses após ser infectado, diz que 53% do seu pulmão ainda está comprometido e que, por isso, sente muita falta de ar. Candidato à...

Tentando golpe político em Tangará

amauri 400 curtinha   O deputado estadual Paulo Araújo (PP) sofreu uma tentativa de golpe vinda de uma pessoa em quem ele confiava totalmente, o seu ex-assessor Amauri Paulo Cervo (foto). Até há poucos dias, Amauri estava lotado no gabinete do deputado, na AL, quando se licenciou com intenção de concorrer...

Regiões e representantes na disputa

nilson leitao curtinha   A maior parte das regiões está bem representada em relação aos cabeças de chapa que disputarão vaga no Senado. Pelo Nortão e Médio-Norte, encaram às urnas o ex-prefeito de Sinop Nilson Leitão (foto) e o senador tampão Carlos Fávaro (PSD). Na...

Candidatos e definição de suplentes

jos� medeiros curtinha 400   Alguns candidatos ao Senado estão batendo cabeça para compor suas suplências ou reedita-las, como é o caso de José Medeiros (foto), que, na primeira convenção (anulada), havia fechado chapa pura do Podemos com o vice-prefeito de Cuiabá Niuan...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.