Curtinhas

Quarta-Feira, 16 de Abril de 2014, 09h:27 | Atualizado: 16/04/2014, 09h:36

Policlínica sem médico

Pacientes que procuraram por atendimento psiquiátrico nesta quarta, na policlínica do Verdão, em Cuiabá, se mostraram revoltados porque, mesmo com as consultas agendadas a partir das 7 horas, o médico escalado não havia aparecido na unidade até as 10 horas. À medida que o horário avançava crescia a ira das pessoas ali presentes. A coordenação, tentando acalmar os ânimos, afirmou que buscou contato com o médico, mas este não atendeu as ligações no celular. Assim como no resto do país, a saúde pública se transformou num calcanhar de Aquiles para o prefeito Mauro. Em sinal de boicote porque a secretaria de Saúde implantou ponto eletrônico e está cobrando cumprimento da jornada de 24 horas semanais de trabalho, 40 médicos pediram exoneração. Isso trouxe mais problemas para o município, que não consegue atender a demanda.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Silvio Santos | Sábado, 19 de Abril de 2014, 10h22
    0
    0

    O mais médicos paga 11.600 para os CUBANOS amigão, para os Brasileiros é FERRO! Esse é o governo da sua Presidenta. Antes era o Lulalau, agora é a Mula!

  • Zé Poxoréo | Quinta-Feira, 17 de Abril de 2014, 19h06
    0
    0

    Querem uma piada de extremo mau gosto, depois de observar o valor absurdo que estão cobrando, leiam a contracapa do carnê de IPTU que está sendo entregue. Apesar do valor absurdo a prefeitura quer convencer que o IPTU daqui é menor que algumas outras capitais.

  • Zé Poxoréo | Quinta-Feira, 17 de Abril de 2014, 12h11
    0
    1

    Infelizmente no Brasil a saúde da população jamais será prioridade, pois os políticos que alguém adoece nas suas famílias a primeira providencia é pegar o jatinho e correr para os hospitais particulares em São Paulo. Só isso explica o histórico abandono que vive a saúde de Mato Grosso. Aqui até os hospitais particulares são de péssima qualidade!

  • Ricardo de souza | Quarta-Feira, 16 de Abril de 2014, 18h21
    2
    1

    Nos queremos trabalhar com salário digno e não com esse salário que a prefeitura oferece fora da realidade do piso nacional que de 11.600 sendo que a prefeitura quer pagar 2.500 de piso e fazer de conta que esta tudo bem. o secretario da saúde sendo medico tem que valorizar nossa classe e pagar aquilo que e de direito que o nosso piso da fenam ou piso nacional já aprovado pelo congresso.

  • nelsonfleury | Quarta-Feira, 16 de Abril de 2014, 16h18
    1
    0

    pega este medico que nao foi trabalhar mede na cadeia, e so começar prender medicos que eles comparecera no serviço, sao funcionarios como outro qualquer, passou da hora de trazer de cuba, argentina etc, nossos medicos sao muito preguisoso a maioria filho de rico quer receber sem trabalhar.

  • Joaquim dos santos | Quarta-Feira, 16 de Abril de 2014, 15h46
    2
    1

    O programa mais medico paga de piso 11.600 enquanto a prefeitura paga 2.500 de piso , isso e uma piada por isso que os médicos não querem mais trabalhar pelo salário miserável da prefeitura,acorda prefeito se sua unidade de saúde vão ficar sem medico.

  • Silvana Magalhães | Quarta-Feira, 16 de Abril de 2014, 15h12
    2
    1

    Colegas precisamos lutarpelo piso nacional de11.600 mais 40 porcento de insalubridade mais produção medica que totaliza mais ou menos 20.000de salário e isso que o prefeito tem que oferecer aos médicos para plantão ps e upa e não esse pccs miserável de 2.500 , acorda prefeito e seu secretario da saúde se não vai ficar sem medico.

  • marco aurélio | Quarta-Feira, 16 de Abril de 2014, 14h24
    0
    1

    marco aurélio, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • João goncalves | Quarta-Feira, 16 de Abril de 2014, 11h46
    3
    1

    Prefeito médicos não escravo paque o piso nacional 11.600 e não essa miserável piso de 2.500 , queremos nosso direito se voce não vai ter os médicos na sua policlínica.'

  • Fernando silva | Quarta-Feira, 16 de Abril de 2014, 11h36
    4
    1

    prefeitura Cuiabá tem que o piso nacional de 11.600 e para de enganar os médicos com piso rediculo de 2.500 do contrario vai continuar sem medico.'

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

Governador está tenso e preocupado

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes anda tenso e preocupado. Mesmo já tendo adotado uma série de medidas de prevenção, inclusive consideradas radicais, ele não dorme direito por causa das projeções nada otimistas de aumento nos próximos dias de casos de coronavírus em...

AL aprovará empréstimo de R$ 550 mi

A Assembleia aprovou, na convocação extraordinária desta sexta (27), dispensa de pauta para a mensagem do Executivo que pede autorização para contrair empréstimo de R$ 550 milhões junto à Caixa Econômica. O recurso será aplicado na construção de pontes de concreto em diversos municípios. Agora, a matéria entra na pauta e será aprovada pela maioria dos deputados na próxima segunda (30),...

Queda nas receitas e o salário regular

emanuel pinheiro 400 curtinha   Prefeitos de um modo geral vão conseguir pagar a folha do funcionalismo de março, na próxima semana, sem tantas dificuldades. Já para abril, a tendência é que passem apurados para manter os vencimentos em dia, por causa do reflexo negativo da pandemia do coronavírus,...

Galvan, afronta à legislação e multa

antonio galvan 400 curtinha   O presidente da Aprosoja-MT, Antônio Galvan (foto), que tentou, mas acabou desistindo da disputa ao Senado, está sempre envolvido em polêmicas, seja nas demandas do agronegócio, seja no cotidiano da política. A mais recente é que ele, juntamente com outros produtores, está...

Destaque nas ações anti-coronavírus

leonardo bortolini leo 400 curtinha   O prefeito de Primavera do Leste Leonardo Bortolin (foto) vem recebendo elogios e ganhou o noticiário nacional por medidas práticas, céleres e seguras no atendimento à população, em meio aos cuidados para prevenção ao coronavírus. Desde a semana...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.