Curtinhas

Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 19h:03 | Atualizado: 10/01/2019, 19h:28

Proibido criar e alimentar pombo

misael galvao curtinha

 

A Câmara Municipal promulgou e agora é oficialmente proibido em Cuiabá alimentar e/ou manter abrigo para alojamento de pombos urbanos, sejam espécies de ave da família Columbidae, sejam de outras variedades domésticas. A Lei 6.340, em vigor desde o último dia 4 e chancelada pelo novo presidente Misael Galvão (foto), traz ainda que não se pode comercializar alimentos para pombos nas vias e logradouros públicos. E determina que proprietários de imóveis com infestação de pombos devem providenciar redes e outros obstáculos para dificultar o seu pouso e nidificação. E para quem ignorar essa lei? Primeiro, a prefeitura deve fazer advertência. Depois, aplicar multa de até R$ 200 reais, podendo dobrar o valor em caso de nova reincidência. De fato, a presença de pombos na zona urbana se tornou um problema. Como se alimentam das mais diversas fontes, podem trazer consigo uma gama de patógenos, comprometendo a saúde da população. Há mais de 50 doenças que essas aves podem causar, entre elas criptococose, histoplasmose, ornitose, encefalite, dermatites e alergias respiratórias. Suas fezes, penas e ninhos podem causar entupimento de bueiros, calhas e tubulações, além de contaminação de produtos alimentícios e de água.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • ERICO DE MELLO | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 11h09
    2
    1

    Parabéns à Câmara Municipal de Cuiabá e ao seu gestor Misael Galvão. Estendo ao autor da lei, não citado. Tenho um conhecido que ficou cego e outro que faleceu por complicações derivadas de doenças transmitidas por pombos. Gostaria de ver o mesmo critério para gatos de rua, que transmitem toxoplasmose, doença que também pode ter consequências gravíssimas quando migra para o sistema nervoso de cães e seres humanos.

  • André | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 22h36
    3
    3

    Sugiro que haja uma autorização legal do município para sua exterminação através de produtos químicos sem sofrimento das aves. É uma questão lógica, ou seja o humano prevalece e o pombo volta pro mato ou então ..,.

  • Joaquim Cuiabano | Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 21h14
    5
    2

    Demorou ter esta Lei. Mas tá valendo. Tem que fiscalizar mesmo. Enfestou a Capital estas aves que transmite tantas doenças. Parabéns Vereador.

Matéria(s) relacionada(s):

Provando competência na direção AL

janaina riva curtinha   Na 1ª semana como presidente da Assembleia, a jovem deputada Janaína Riva, de 30 anos, tem surpreendido colegas parlamentares, secretários de diferentes setores da Casa, assim como servidores, pelo foco em gestão, empenho e dedicação para resolver problemáticas administrativas....

Imagem vazada de jogo não é oficial

A organização SpriMT Marketing Esportivo, juntamente com Perk Soluções Criativas, esclarece que o banner, que circula, não foi feito pela empresa – que tomou conhecimento sobre a existência dele após a publicação na coluna Curtinhas. Revela ainda que a imagem, sem a informação de que seria um clássico Master, foi vazada durante o envio para orçamentos gráficos. As publicidades oficiais...

Fla X Timão e propaganda enganosa

Quem vê um dos banners de publicidade sobre o clássico entre Flamento e Corinthians logo se empolga. A tendência é que haja uma correria por ingressos. Mas, a organização, de propósito, está ocultando uma informação importante. Na verdade, os times principais não vão se enfrentar. Haverá um jogo comemorativo entre os jogadores da equipe master (veteranos) - evento conhecido como “Encontro das...

Pregão é suspenso em Campo Verde

fabio 190 campo verde prefeito   Em Campo Verde, o prefeito Fábio Schroeter (foto) terá de suspender de imediato um pregão presencial programado para esta quinta, por causa de irregularidades. Buscava-se contratar, por R$ 327,9 mil, uma empresa para prestar serviço, junto à secretaria municipal de...

Após chuvas, prefeito pede socorro

moises_curtinha_juscimeira   As fortes chuvas de janeiro, agravadas pelas que castigaram Juscimeira no início deste mês, levaram o prefeito Moisés dos Santos a decretar situação de emergência nas 8 áreas afetadas (assentamentos, povoados e nos distritos de Irenópolis e Fátima de...

Prefeito e decreto para evitar mortes

Raimundo Nonato, prefeito de Barra do Bugres assinou o decreto 029 declarando situação de emergência por causa da suspensão de uma parceria com o Instituto Assistencial de Desenvolvimento (IAD), que prestava serviço de mão de obra na área da saúde. Alega que há um déficit de profissionais tais como enfermeiros, médicos, psicólogos, dentistas e nutricionistas. E que, por conta da suspensão da parceria, pode...

MAIS LIDAS