Curtinhas

Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2013, 16h:37 | Atualizado: 09/12/2013, 16h:37

Curtinhas

R$ 20 mi a mais para o TCE-MT

  No controle de um orçamento de R$ 13 bilhões por ano, o governador Silval reclama de crise financeira mas, na prática, o caixa do Estado registra arrecadação cada vez maior. E, por conta disso, o chefe do Executivo atendeu ao apelo do Tribunal de Contas e liberou nada menos que R$ 20,6 milhões de crédito suplementar por excesso de arrecadação. Desse montante, o TCE, sob José Carlos Novelli (foto), argumenta que precisa aplicar R$ 11,2 milhões em gestão de tecnologia da informação; R$ 4,2 milhões na fiscalização para controle da própria arrecadação e ampliação dos recursos públicos e ainda R$ 5,1 milhões em manutenção de serviços administrativos.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Corrêa | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2013, 16h42
    0
    0

    É um absurdo. Enquanto a defensoria, que atuação em todo Estado, não consegue receber qualquer valor. Portanto, na verdade, falta gestão e compromisso desse governador com a Defensoria Pública, braço mais social da administração público. Mas, infelizmente, o governador Silval Barbosa não tem capacidade pra entender isso.

  • Jurema | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2013, 12h39
    0
    0

    O TCE é um órgão que pouco contribui para a sociedade, pois as consequências de seus pareceres são bem modestas. Por ser um órgão caríssimo deveria ser completamente reestruturado. Como esta, não pode continuar.

  • oliveira | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2013, 06h27
    0
    0

    Em quanto isso a Secretaria de Estado de Saúde, não consegue fazer a compra de um par de Moleta, para um paciente, no valor de R$ 85,00 (oitenta e cinco reais), que espera a dias.

  • Ademir | Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2013, 09h56
    0
    0

    TCE é aquele órgão que só tira prefeitos de cidades minúsculas, que não tem poder de barganha, poder político, o município de Várzea Grande há décadas some dinheiro, não tem gestão, todo prefeito arrebenta com a lei de responsabilidade fiscal, e nada acontece e a cidade é das mais feias do Brasil, e digo pra que serve este TCE, só para pegar dinheiro, 11 milhões em "tecnologia", isso é piada de mau gosto, cadê nossa Justiça??

  • Paulo | Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2013, 08h09
    0
    0

    Enquanto o TCE tem R$ 20 milhões só de excesso pra torrar, grande parte dos municípios tem orçamento de 7 a 10 milhoes, pra dar conta de saúde, educação, estradas, ruas, etc. e ainda são multados e esfolados por este TCE. A final, alguém já viu algum conselheiro levando alguma multa? Na verdade eles prestam contas pra quem? Onde está disponível os gastos do TCE? Eles informam o APLIC pra alguem?

  • Zé Poxoréo | Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2013, 19h18
    0
    0

    O mais engraçado disso tudo, se é que tem alguma graça, é que se as contas estivessem deficitárias o rombo resultaria em aumento de impostos. Agora arrecadou demais e o governo não teve competência para gastar (investir dar retorno a população) dai eis que surge a ideia de repassar aos órgãos que logo dão um jeitinho para gastar! Uma vergonha esse sistema de governo. Revoltante! Imaginem esses valores revertido em um programa sério de saúde e educação!

  • barbosa | Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2013, 17h19
    0
    0

    Mais dinheiro para a turma do olavinho e seu assecla na TI, e viva o dinheiro publico hein...

  • Joel Nunes | Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2013, 17h08
    0
    0

    Como gastam esses TCEs. Estou vindo de Goiás e a coisa lá não é diferente. Além da corrupção, precisamos sustentar esses órgãos públicos que a gente sabe que não deveriam existir, por que pouco contribuem à sociedade.

4 fora da reeleição em Rondonópolis

thiago muniz 400 curtinha   Dos 21 vereadores de Rondonópolis, somente quatro não vão à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (foto), agora no DEM, Hélio Pichioni (PSD), Jailson do Pesque-Pague e Rodrigo da Zaeli (ambos do PSDB). Eles garantem se tratar de um caminho sem volta. Destes, dois tentam...

Redes sociais, lives e efeito colateral

Em tempo de coronavírus, as redes sociais têm sido fundamentais para disseminar informações. As plataformas são utilizadas, por exemplo, para realização de coletivas, mas, nesta segunda (6), houve um efeito colateral. O governador Mauro Mendes e o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo foram "vítimas" de ferramenta de animação do Facebook. Os dois falavam sobre ações para combater a doença...

DEM agora sem amarras dos Campos

frankes siqueira curtinha 400   Sem o controle absoluto dos Campos, como nas últimas duas décadas, desde quando era PFL, o DEM, que não elege vereador em Cuiabá desde 2004, vive melhores expectativas, agora sob comando da ala ligada ao governador Mauro. É presidido pelo secretário de Estado de Governo,...

O pulo de Elias do PSDB para o DEM

elias santos 400 curtinha   Elias Santos (foto), irmão do deputado Wilson, agiu como estrategista na construção de sua pré-candidatura a vereador por Cuiabá. Concluiu que teria mais dificuldades de obter êxito nas urnas no PSDB porque os dois vereadores tucanos que vão à...

DEM e voz na Câmara após 16 anos

marcelo bussiki 400 curtinha   O DEM (antigo PFL) passa a ter voz na Câmara da Capital 16 anos depois. Aproveitando a janela de março em que a Justiça Eleitoral permite mudança de legenda sem risco de perda do mandato, dois vereadores migraram para o Democratas, sendo eles Marcelo Bussiki (foto) e Gilberto Figueiredo, que...

MDB agora com 2 na Câmara-Cuiabá

juca do guaran� curtinha 400   O MDB do prefeito Emanuel Pinheiro, que não elegeu vereador em 2016 em Cuiabá, agora ganha duas vozes na Câmara. Tratam-se de Juca do Guaraná (foto), militante histórico do nanico Avante que resolveu migrar para a legenda emedebista, e do recém-empossado...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.