Curtinhas

Quinta-Feira, 07 de Fevereiro de 2019, 12h:19 | Atualizado: 07/02/2019, 12h:36

Recuo da cadeira de conselheiro

eduardo botelho curtinha

 

A decisão do ministro Fachin, do STF, de liberar indicação ao cargo vitalício de conselheiro do TCE para preencher a vacância deixada por Bosaipo, está provocando espécie de correria nos bastidores. Como cabe a AL indicar e promover a sabatina de quem for inscrito para o posto, a decisão passa pelos próprios deputados. Pela ordem, o que reune hoje maior chance de ficar com a vaga seria o próprio Eduardo Botelho (foto), recém-empossado para o 2º mandato de presidente da Casa. Mas o governador Mauro pediu ao próprio Botelho para não sair da AL porque, se assim o fizer, a presidência ficaria com Janaína Riva, hoje primeira-vice. Janaína é filha de Riva, que comandou o Legislativo por duas décadas. Diante do pedido do Paiaguás, Botelho recuou, ou seja, não vai entrar no páreo. E o nome mais forte para indicação, embora com certa resistência, é do tucano Guilherme Maluf. Mas há outros pretendentes, como Sebastião Rezende (PSC), que passou a telefonar para colegas, em busca de apoio. Já fora da AL, corre por fora o promotor de Justiça, Mauro Zaque.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • paulo ferreira | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 08h24
    1
    0

    xiiiiiiiiii.ai tem deixar um cargo vitalicio pelo pedido de mauro mendes com medo de janaina assumir.. xiiiiiiiiiiii

  • Marcos | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 07h33
    1
    5

    Tem que ser faissal advogado ja foi vereador esse sim

  • Cidadão | Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019, 15h00
    1
    5

    Vai Botelho, vai..... Faria um favor ao estado e a população, ter uma presidente de poder que não se curva ao executivo, exercendo verdadeiramente um papel moderador entre os poderes e não essa subserviência que reina faz tanto tempo nesse estado.

Matéria(s) relacionada(s):

Vereadores de Acorizal agora com VI

A Câmara Municipal de Acorizal resolveu seguir as demais e instituir verba indenizatória não apenas para os seus nove vereadores. Incluiu também no benefício financeiro ocupantes de diversos cargos. Agora, além do salário, cada parlamentar terá direito a R$ 1,5 mil mensal. E quem ocupa a presidência da Mesa receberá R$ 2 mil. Os vereadores alegam que essa verba tem caráter ressarcitório do exercício da...

Prefeito "estoura" limite da lei fiscal

asiel alt floresta   O prefeito de Alta Floresta, Asiel Bezerra (foto), do MDB, recebeu alerta do conselheiro Guilherme Maluf sobre descontrole dos gastos, principalmente com a folha de pessoal. Debruçada nos relatórios, a Secretaria de Controle Externo de Receitas de Governo do TCE constatou que as despesas com pessoal atingiram...

Trâmites para alugar carros à Câmara

misael galvao curtinha   Diferente dos antecessores, que omitiam informações, principalmente em relação a medidas consideradas impopulares, o presidente da Câmara de Cuiabá Misael Galvão (foto), numa demonstração de transparência e de coragem para enfrentar críticas,...

Silval é chamado de ladrão no Fórum

silval_curtinha   O ex-governador Silval Barbosa, que hoje ganhou o direito ao regime semiaberto, foi hostilizado por populares no Fórum de Cuiabá. Um homem, que estava no corredor, que dá acesso às salas onde acontecem às audiências, gritou: “Silval, ladrão”. Jornalistas chegaram a...

Jayme é simpático à reeleição de EP

jayme campos curtinha   Jayme Campos (foto) vai comprar briga interna no DEM em defesa da reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro. Mas o núcleo ligado ao governador Mauro Mendes não é muito simpático a essa ideia. Numa reunião recente, com participação de Mauro Carvalho,...

Busca de brecha para demitir efetivos

A briga do governador Mauro Mendes com servidores, especialmente da Educação, que cruzam os braços na próxima segunda, tende não só se acirrar, como trazer consequências quase inimagináveis. O Executivo já anunciou que vai exugar 20% dos cargos comissionados e que, se necessário, pode demitir até efetivos, o que hoje seria impossível por causa de leis que asseguram estabilidade no serviço público....

MAIS LIDAS

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.