Curtinhas

Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 11h:06 | Atualizado: 23/05/2019, 11h:13

Respaldo jurídico contra greves

mauro mendes curtinha

 

O Governo Mauro Mendes, de forma estratégica, está se respaldando de forma técnica e juridicamente, para enfrentar setores do funcionalismo que caminham para a deflagração de greve geral. Primeiro, recebeu do MPE uma notificação para não conceder reajuste salarial,  o que por si só já quebra as pernas do movimento. Segundo, a PGE reforçou a tese de que o governo tem o aval jurídico para cortar o ponto dos grevistas, recorrendo a uma decisão do Supremo de 2016, que considerou constitucional o desconto dos dias parados, exceto quando houver acordo de compensação. Além disso, em caso de greve, vai recorrer à justiça para decretar a sua ilegalidade. E há ainda uma outra investida, mas ainda sem segurança jurídica, que é a demissão de efetivos. Como se vê, o Palácio Paiaguás não vai dar trégua para os futuros grevistas.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Reinaldo | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 14h44
    4
    4

    Parabéns Mauro Mendes o sacrifício é para todos, funcionários públicos são mal acostumado querem aumento salarial todo dia,o estado têm que criar condições para economia crescer e gerar emprego.

  • Gabriel | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 13h54
    3
    3

    Roberto, não é só voce que ta cheio de fazer greve, os servidores públicos não fazem greve por que querem. O serviço público é tão bom assim? voe já pensou gastar 1/3 do seu salário pra poder comprar o material necessario pra poder trabalhar? fazer rifa ou vaquinha pra poder dar manutenção nos equipamentos que estão parados por falta de manutenção? pois é, no serviço públio temos essas e outras ações. A greve é a última ação que os servidores tomam para tentar fazer com que se cumpra a lei. Voce fala dos servidores da educação, mas voce conhece as escolas do seu bairro? sabe das ações que são realizadas dentro da escola? sabe quantos professores tem na escola? sabe quantas vezes as crianças ficaram sem ter aula por que não tinha omo ficar dentro de uma sala de aula sucateada e sem estrutura pra trabalho? procure conhecer bem a realidade das pessoas que voces tem julgado com tanto fervor.

  • servidor | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 07h34
    7
    3

    o fardo pesado eu carreguei por 04 anoz por ter votado no Taques, mais agora durmo tranquilho, pois não votei neste que ai esta a governar.........a vida nos ensina a sermos prudentes e astutos.............agora os que votaram nessa turma ( servidores do estado) sofram os 04 anos e aprendam a não votar mais nessa cambada de gente....fica a dica

  • Josué Nogueira | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 02h24
    5
    8

    É o fim da picada. Governo está com salários atrasados e servidores da Educação fazendo greve. Sem contar que os salários da Educação é o terceiro melhor do Brasil. Governador corte o ponto desses sanguessugas.

  • Carlos Alvarenga | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 17h32
    8
    4

    Aí se houver o desconto, não há que se falar em reposição, é o governo prejudicando 380 mil alunos que vão perder o ano letivo.

  • João Gomes | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 14h50
    7
    13

    Tá certinho o governador. Esses servidores da educação, vivem reclamando e fazendo greve. Se não está bom vai pro serviço privado, pede pra sair! Nós meros mortais do setor privado estamos suando na rua pra ganhar o pão de cada dia e vocês do SINTEP e cia ficam fazendo greve, reclamando do salário querendo aumento. É o fim da picada! Venham para o setor Privado trabalhar, dai quero ver vocês reclamarem. É isso ai mesmo governador, tem que cortar o ponto, tem que demitir mesmo que não está satisfeito!!! Uma verdadeira PALHAÇADA esse povo.

  • Roberto | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 13h43
    7
    13

    Gabriel, não coloque a população ou sociedade no meio disso. Fique sabendo que a maioria da população tá cheia com esse negócio de greve. Se não tá bom, se não chega o que você ganha, pega o boné e dê a vaga para outro. Tem bastante gente querendo trabalhar.

  • Gabriel | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 12h51
    10
    6

    Texto tendencioso e sem nexo... A greve é um direito constitucional irrevogável e tentar impedir o exercício deste direito já é uma ilegalidade por si só. O governo não vai dar tregua a quem se mobiliza para cobrar que ele faça o que deve ser feito? pois é melhor o governo saber que os servidores e a população é que não vão dar tregua, até que se cumpra o que foi prometido em campanha e que o governo dê as condições necessárias para que os serviços possam ser oferecidos da maneira que a sociedade precisa. Política do medo não traz nenhum benefício para a sociedade!

  • josé ribamar | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 12h16
    21
    5

    Eu cansei de dizer que MM vai ser PIOR do que Taques!!!

  • alexandre | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 12h02
    8
    13

    A greve vai ser declarada irregular e vai descontar os dias parados...

Matéria(s) relacionada(s):

Aumento virá se MT melhorar o Ideb

mauro mendes curtinha   O governador Mauro Mendes propõe aos profissionais da Educação, que estão em greve, conceder reajuste de 7,6%, mas se o Estado atingir duas metas. E uma delas dependerá da atuação em sala de aula dos próprios educadores. Esse aumento virá quando o Executivo...

Bezerra se empolga e lança Emanuel

bezerra_curtinha   O deputado federal Carlos Bezerra, eterno presidente do MDB, fez um comentário curioso nesta terça durante o lançamento da construção de um viaduto na avenida Beira Rio, na Capital. Ele disse que políticos como ele e Emanuel têm o perfil de falar mais do que fazer. Em seguida,...

Comitiva da Bolívia e debate sobre gás

O governo boliviano vai retribuir a visita feita pelo governador Mauro Mendes em maio. Há uma pré-agenda de uma comitiva para uma reunião nesta 5ª (27) em MT, quando será debatida a retomada do abastecimento de gás natural, vendido pela Bolívia, além do fornecimento de ureia. Rafael Reis, presidente do MT Gás, diz que ainda não pode dar detalhes, mas garante que as tratativas estão avançando. Mauro, nas...

Licitações serão gravadas em Tangará

rogerio silva curtinha   Mesmo o prefeito Fabinho Junqueira se manifestando contra, a Prefeitura de Tangará da Serra e suas autarquias e também a Câmara Municipal terão agora que gravar e transmitir em áudio e vídeo todas as sessões de licitações. O projeto partiu do vereador emedebista...

Pleno escolhe novo desembargador

carlos alberto 190 curtinha tj   Nesta 5ª (27) o Pleno do Tribunal de Justiça, sob Carlos Alberto Alves, define quem vai assumir a vaga deixada pela desembargadora aposentada Cleuci Terezinha Chagas, que deixou o Pleno em janeiro. Ao total, 24 magistrados, da primeira quinta parte dos mais antigos lotados na Entrância Especial,...

Retorno e convidados de Rondonópolis

adilton sachetti curtinha   Apesar de ter se casado com Lidiane Campos longe de Rondonópolis, onde foi prefeito e pretende concorrer de novo ao mesmo posto, Adilton Sachetti fez questão de prestigiar dezenas de rondonopolitanos entre os 250 que receberam convite especial à festa matrimonial, realizada sábado, na pousada...

MAIS LIDAS

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.