ECONOMIA E AGRO

Quinta-Feira, 28 de Novembro de 2019, 17h:45 | Atualizado: 28/11/2019, 17h:53

Ferronorte

Após decisão em prol da Rumo, ferrovia será ampliada e vai passar por Cuiabá

Assessoria

Rumo vag�es ferrovia

Rumo Logística tem projeto de expansão da Ferronorte, de Rondonópolis até Nova Mutum

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou a antecipação de renovação da concessão da Malha Paulista. A medida era uma condição estabelecida pela Rumo Logística para dar continuidade ao projeto de expansão da Ferronorte, de Rondonópolis até Nova Mutum, passando por Cuiabá. 

O projeto já faz parte das premissas estabelecidas pela empresa neste ano, e comunicada como fato relevante aos investidores. Entre as projeções da Rumo está o aumento da capacidade de transporte por meio dos investimentos previstos na Malha Paulista e na expansão da Ferronorte.

De modo estratégico, a ampliação da capacidade de transporte da empresa pela Malha Paulista deve passar de 35 para 75 milhões toneladas. Grande parte deste volume deve vir de Mato Grosso, cujas projeções é de aumento significativo na produção agrícola nos próximos anos. 

“Podemos dizer que hoje é um dia importante para o desenvolvimento da nossa logística de transporte no Brasil e também para Mato Grosso”, comemorou o senador Wellington Fagundes (PL), que preside a Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura (Frenlogi). Ele acompanhou a sessão no TCU, cujo processo foi relatado pelo conselheiro Augusto Nardes. A aprovação ocorreu por unanimidade e foi realizada nesta quarta (27). 

A antecipação da renovação da outorga da Malha Paulista vai garantir que a Rumo fique por mais 30 anos na administração da ferrovia. O contrato a ser renovado só terminará apenas em dezembro de 2028. 

Wellington explica que, atualmente, 100% da capacidade do transporte da Ferronorte está tomada. “Não tem como ampliar. Por isso, trabalhamos de forma conjunta, com apoio de toda a bancada, com participação incisiva do senador Jayme Campos (DEM), para que houvesse essa antecipação, que abre espaço para a concessão chegar até Cuiabá e depois ao Nortão do Estado”.

Por meio de nota, a Rumo ressalta que agora, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) fará os ajustes solicitados pelo TCU, para que o contrato possa ser estendido até 2058. A assinatura do contrato com o Ministério da Infraestrutura viabilizará um aporte de cerca de R$ 7 bilhões em obras de redução de conflitos urbanos e expansão de capacidade, entre outros investimentos na ferrovia que corta o estado de São Paulo até o Porto de Santos.

"Com isso, haverá um aumento de 150% de capacidade de transporte na Malha Paulista – de 30 milhões de toneladas para 75 milhões de toneladas anuais. Esse ganho elevará a eficiência de escoamento do agronegócio brasileiro e a movimentação de produtos industriais pelo interior do País".

De acordo com a Rumo, a expansão da Malha Norte, que atravessa o Mato Grosso e forma com a Paulista o mais importante corredor logístico-ferroviário do Brasil, representa uma etapa posterior à prorrogação antecipada da Malha Paulista. "Após a assinatura do contrato, a concessionária envidará esforços para viabilizar a extensão da Malha Norte, que é outro contrato de concessão".

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Marcelo | Sexta-Feira, 29 de Novembro de 2019, 07h47
    2
    2

    O título está mostrando algo bem deferente do que o texto. A decisão trata especificamente do trecho paulista. A expansão em MT continua sendo uma esperança, mas que depende de outros aspectos de um processo envolvendo a perda da possibilidade de expansão pela ALL, antecessora da RUMO. Existem outros dói projetos bem mais desenvolvidos em desenvolvimento pelo Governo Federal, a FICO e a FERROGRÃO, que partirão da mesma região ou seja LUCAS DO RIO VERDE. Queremos a solução do transporte para nossa produção e assim reduzir fretes e custos de produção, mas precisamos ter políticos sinceros entre nossos representantes.

O "pai" da destruição de documentos

jose riva 400 curtinha   Na sua delação premiada, o ex-presidente da AL, José Riva (foto), acusa o presidente do TCE, Guilherme Maluf, de ter sumido com provas que incriminavam deputados quanto ao uso de suprimentos de fundos e verba indenizatória. Só que para o MPE, foi o próprio Riva quem organizou um...

DEM dividido e quase no colo de EP

emanuel pinheiro 400 curtinha   Num almoço na casa do prefeito Emanuel Pinheiro (foto), nesta quarta, lideranças da alta cúpula do DEM de Cuiabá e Várzea Grande discutiram possível apoio à reeleição do emedebista. Essa aproximação fere de morte o Palácio...

PT, ensaio e chapa branca em Tangará

welton tangar� 400 curtinha   O PT, que já teve os vice-prefeitos José Jaconias e Zé Pequeno, estuda nem disputar a eleição majoritária em Tangará da Serra. Chegou a ensaiar uma pré-candidatura, mas parou no meio do caminho. Internamente, o partido discute lançar o...

Racha no DEM; "pepino" com Fabio

fabio garcia 400 curtinha   O presidente estadual do DEM, ex-deputado Fábio Garcia (foto), não só se encontra numa saia-justa, como tem a árdua missão de atuar como bombeiro para apagar incêndio provocado pelos irmãos Júlio e Jayme Campos, que, sem consultar o partido e nem o governador Mauro...

Álbum de casamento para 300 casais

marcia_curtinha_ok   A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (foto), que desde 2017 lidera alguns projetos sociais de forma voluntária, fez questão de, mesmo com a pandemia da Covid-19, promover, na última segunda, entrega simbólica de álbuns de casamento para 10 casais, que foram escolhidos...

Fora de vez da disputa para senador

cidinho santos 400 curtinha   O empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto), recém-filiado ao DEM, desistiu de vez da ideia de entrar de última hora na corrida ao Senado, na suplementar que será realizada em novembro deste ano. E por algumas razões. Primeira, como sócio do frigorífico União...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.