ECONOMIA E AGRO

Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 16h:08 | Atualizado: 18/11/2019, 16h:20

taxa anual

Com aumento de 13%, MT é o 2º Estado em desmatamento da Amazônia Legal

Christiano Antonucci

Desmatamento

Área desmatada em MT entre julho de 2018 e agosto de 2019 equivale a 235,9 mil campos de futebol, segundo Inpe

O desmatamento na Amazônia Legal cresceu 30% entre julho de 2018 e agosto de 2019, na comparação com igual período do ano anterior, totalizando 9,7 mil km quadrados de mata derrubada. Mato Grosso foi o segundo maior Estado da região, que mais contribuiu com o indicador negativo no intervalo, com 1,6 mil km quadrados, volume 13% maior que no ano anterior. A área desmatada no Estado equivale a 235,9 mil campos de futebol.

Os dados são da Taxa Prodes Amazônia, divulgada nesta segunda (18) pelo Inpe, que monitora o desmatamento na Amazônia desde 2004, que foi o ano com maior índice de derrubadas da floresta Amazônica, com 27,7 mil km quadrados. Naquele ano, Mato Grosso desmatou 11,8 mil km quadrados.

“Este cenário demonstra o enorme desafio que é a salvaguarda das nossas áreas de floresta”, avaliou Alice Thuault, diretora adjunta do Instituto Centro de Vida (ICV). Em 2018, cerca de 90% do desmatamento nos biomas Amazônia e Cerrado no Estado foi ilegal.

Alice diz ainda que o problema precisa ser enfrentado com políticas públicas e fiscalização, fator que causa alerta, já que a equipe responsável por isso na secretaria de Meio Ambiente (Sema), conta apenas com 17 analistas de meio ambiente. “Esperamos que o novo sistema de monitoramento implementado no Estado e o reforço da fiscalização implementado a partir daí possam zerar a ilegalidade”.

A especialista diz ainda que no âmbito federal, houve redução significativa do número de autos de infração por danos a flora em 2019. Entre janeiro e agosto, o órgão emitiu 299 autos por crimes contra a flora, o que representa uma redução de 36% em relação ao mesmo período do ano anterior.

“Para um Estado que consolidou um posicionamento de vanguarda, com uma série de avanços em termos de transparência, monitoramento e gestão ambiental, é urgente conseguirmos reverter essa situação”, concluiu.

Nos últimos 15 anos, Mato Grosso conseguiu reduzir em 86% o índice de desmatamento na comparação com 2004, mas isso não significa algo inteiramente positivo, já que em média o Estado derruba 1,5 mil km quadrados de floresta todos os anos.

No período analisado pelo Prodes, o Estado que mais teve aumento no desmatamento na comparação com o ano anterior foi o Pará, que derrubou 3,8 mil km quadrados de floresta, 41% a mais que no ano anterior.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Agonandra | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 17h47
    1
    0

    ISSO TUDO É RESULTADO DA APROVAÇÃO PELOS DEPUTADOS MADEIREIROS DO PROJETO DE LEI - 48/2019 QUE AMPLIA O LIMITE PARA DESMATAR.

  • Maria | Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 17h26
    2
    0

    A REALIDADE É UMA SÓ, A FLORESTA DO ESTADO DE MATO-GROSSO VEM SOFRENDO BASTANTE COM O DESMATAMENTO ILEGAL A MUITO TEMPO. A BUSCA INCESSANTE PELO LUCRO A CORRUPÇÃO E O COMODISMO DAS NOSSAS AUTORIDADES SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS DESTE TRÁGICO PROBLEMA, E TAMBÉM A PORTA DO ESTADO ESTÁ ABERTA ( SEM FISCALIZAÇÃO ) PARA O TRANSPORTE DE MADEIRAS COMO A CASTANHEIRA (PROIBIDA DE CORTE) E TANTAS OUTRAS, E AINDA MAIS A FISCALIZAÇÃO E A IDENTIFICAÇÃO DE MADEIRAS SEMPRE INCOMODOU E INCOMODA A MAIORIA DOS DEPUTADOS O GOVERNO E AQUELAS MADEIREIRAS QUE QUEREM ANDAR NA ILEGALIDADE, A FLORESTA NÃO É SÓ PARA A PRESENTE GERAÇÃO MAIS TAMBÉM PARA AS FUTURAS GERAÇÕES.

Bolinha é multado por irregularidades

humberto bolinha 400 curtinha   Por causa de irregularidades cometidas ainda em 2017, ao fazer aquisições sem realizar licitação e/ou pesquisa de preço, o prefeito de Guiratinga, Humberto Domingues, o Bolinha (foto), recebeu multa do TCE de 12 UPFs-MT, correspondente hoje a R$ 1,7 mil. E será intimado pelo...

Puxando o "rei" pra baixo em Tangará

reinaldo morais 400 curtinha   A pré-campanha ao Senado do empresário Reinaldo Morais (foto), o "rei dos porcos", evangélico e bolsonarista, vem ganhando aceitação popular em vários municípios. Mas, em Tangará da Serra, enfrenta muita resistência. Algumas pessoas próximas ao...

3 estaduais e 2 federais para prefeito

juarez costa 400 curtinha   Se na Assembleia, três dos 24 deputados se articulam por candidatura a prefeito, na Câmara Federal dois entre oito da bancada mato-grossense também pretendem fazer o mesmo. Tratam-se do emedebista Juarez Costa (foto), que apostará todas as fichas no retorno ao comando de Sinop, e do petebista...

PSDB rachado sobre nome a prefeito

ricardo saad 400 curtinha   O tucanato enfrenta uma incógnita em Cuiabá. A bancada na Câmara, hoje composta pelos vereadores Renivaldo Nascimento, Ricardo Saad (foto) e Toninho de Souza, defende apoio ao projeto de reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro. O partido, presidido na Capital por Saad, já faz parte...

Poucos da AL se arriscam pra prefeito

silvio favero 400 curtinha   Inicialmente seriam seis dos 24 deputados estaduais dispostos a concorrer ao pleito de novembro deste ano. Mas a lista vem sendo reduzida à medida que se aproxima das convenções. Sílvio Fávero (foto), por exemplo, sabe que a chance de ganhar a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, onde...

Transferindo pandemia para Cuiabá

lucimar campos 400   Prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (foto) transferiu praticamente o pepino da pandemia da Covid-19 à gestão da cidade vizinha, comandada por Emanuel Pinheiro. Ela faz questão de enfatizar que, numa reunião com porta-vozes do governo estadual, do TCE, da Assembleia e dos dois maiores...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.