ECONOMIA E AGRO

Sexta-Feira, 29 de Novembro de 2019, 16h:43 | Atualizado: 29/11/2019, 16h:50

VETOS DERRUBADOS

Com vetos derrubados, incentivos fiscais são mantidos ao Grupo Petrópoles em MT

Assessoria

Grupo Petr�poles

Desde 2017, o Grupo Petrópolis destinou mais de R$ 642 mi para ampliação da unidade

Com a manutenção do direito adquirido de empresas e indústrias que têm incentivos fiscais do Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic), milhares de investimentos e empregos devem ser mantidos no Estado.  Na quinta (27) a Assembleia derrubou vetos do Governo que previam o corte de incentivos fiscais, previstos em lei, a 52 empresas.

De acordo com o Marcelo de Sá, diretor de controladoria do Grupo Petrópolis, o incentivo fiscal que a AL garantiu na última quarta (27) a dezenas de empresas, inclusive para o Grupo Petrópolis, não pode ser visto como prejuízo aos cofres públicos, e nem renúncia ilegal do Governo. Mas sim como incentivo ao desenvolvimento do Estado  por meio de geração de emprego e renda.

O Grupo Petrópolis que tem fábrica em Rondonópolis (200 km de Cuiabá) reúne 17 revendas, e gera mais de 1,5 mil empregos diretos e 6 mil indiretos em todo o Estado. Mensalmente a empresa destina mais de R$ 104,3 milhões na economia do Estado, por meio de folha de pagamento. Em 2019, o Grupo Petrópolis gerou R$ 4,5 bilhões de impostos como ICMS, IPI, PIS e Cofins (inclusos substituição tributária) em Mato Grosso.

Desde 2017, o Grupo Petrópolis destinou mais de R$ 642 milhões para ampliação da unidade. Foram investidos cerca de R$ 17 milhões, a cada ano, em 2018 e 2019, em obras e equipamentos para ampliação da unidade em Rondonópolis.

Já as unidades de distribuição saltaram de 14 para 17, de 2017 pra cá. Os centros próprios estão localizados nas cidades de: Água Boa, Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Cuiabá, Diamantino, Itiquira, Juína, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Porto Alegre do Norte, Pontes Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra e Várzea Grande. E geram dezenas de empregos indiretos em cada uma dessas cidades.

Retorno

Estudo de 2018 da Fiemt, endossado pelo Governo, apontou que o Prodeic teve impacto direto na economia do Estado. Segundo os dados, cada real investido no programa gera R$ 1,25 ou mais de retorno para os cofres públicos. Em 2017, por exemplo, os incentivos do Prodeic somaram  R$ 1,4 bilhão, porém o retorno foi de R$ 1,794 bilhão (125% desse valor).

Meio Ambiente

Além de investimento industrial o Grupo investe ainda em ações de desenvolvimento ambiental no Estado. O Grupo Petrópolis  foi o primeiro parceiro do projeto Verde Novo. Sua contribuição prevê a doação de 300 mil mudas de árvores até 2020. Já foram realizadas 271 ações e pouco mais de 65 mil mudas foram plantadas, conforme dados do Projeto Verde Novo do Juizado Volante Ambiental.

O Grupo há mais de 8 anos promove ações de reflorestamento e educação ambiental por meio de um projeto proprietário intitulado AMA.

Em Mato Grosso já foram realizadas 140 trilhas ecológicas e 140 eventos ambientais que reuniram 19 mil pessoas. Já foram destinados mais de R$1,6 milhões em ações de educação ambiental e reflorestamento.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • alexandre | Sábado, 30 de Novembro de 2019, 15h33
    3
    0

    MM, ´só quer arrecadar pra pagar super duodecimos...não cortou 30%..

  • Eleitor | Sábado, 30 de Novembro de 2019, 10h42
    1
    0

    Eleitor, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Wilsons | Sábado, 30 de Novembro de 2019, 10h04
    3
    0

    Cadê o estado mínimo? Tem que cobrar deles Ninguém faz renuncia como imposto de trabalhador. Agora de grande empresário.

  • ILDO PEREIRA | Sábado, 30 de Novembro de 2019, 07h05
    3
    0

    O comercio gera milhares de empregos e a maior receita em impostos, porem fomos penalizados, perdendo algum tipo de incentivos que tinhamos, a Assembleia so representa seus interesses, nao esta nem ai com o povo, so fazendo lobby para grandes grupos ou entidades, deveria acabr com o parlamento, nao tem funçao alguma.

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

Governador está tenso e preocupado

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes anda tenso e preocupado. Mesmo já tendo adotado uma série de medidas de prevenção, inclusive consideradas radicais, ele não dorme direito por causa das projeções nada otimistas de aumento nos próximos dias de casos de coronavírus em...

AL aprovará empréstimo de R$ 550 mi

A Assembleia aprovou, na convocação extraordinária desta sexta (27), dispensa de pauta para a mensagem do Executivo que pede autorização para contrair empréstimo de R$ 550 milhões junto à Caixa Econômica. O recurso será aplicado na construção de pontes de concreto em diversos municípios. Agora, a matéria entra na pauta e será aprovada pela maioria dos deputados na próxima segunda (30),...

Queda nas receitas e o salário regular

emanuel pinheiro 400 curtinha   Prefeitos de um modo geral vão conseguir pagar a folha do funcionalismo de março, na próxima semana, sem tantas dificuldades. Já para abril, a tendência é que passem apurados para manter os vencimentos em dia, por causa do reflexo negativo da pandemia do coronavírus,...

Galvan, afronta à legislação e multa

antonio galvan 400 curtinha   O presidente da Aprosoja-MT, Antônio Galvan (foto), que tentou, mas acabou desistindo da disputa ao Senado, está sempre envolvido em polêmicas, seja nas demandas do agronegócio, seja no cotidiano da política. A mais recente é que ele, juntamente com outros produtores, está...

Destaque nas ações anti-coronavírus

leonardo bortolini leo 400 curtinha   O prefeito de Primavera do Leste Leonardo Bortolin (foto) vem recebendo elogios e ganhou o noticiário nacional por medidas práticas, céleres e seguras no atendimento à população, em meio aos cuidados para prevenção ao coronavírus. Desde a semana...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.