ECONOMIA E AGRO

Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 15h:43 | Atualizado: 26/03/2020, 15h:44

DECRETO FLEXIBILIZADO

Comércio de Cuiabá reabre as portas e usa discurso de uma possível crise financeira

Choque entre decretos dos governos municipal e estadual deixam população e comerciantes sem saber como agir, mas lojistas já estão abrindo as portas na capital e no interior. Isso porque o governador Mauro Mendes (DEM) liberou o funcionamento de estabelecimentos comerciais enquanto o Prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), horas depois, anunciou que manteria a restrição do transporte público que está atuando com 30% de sua capacidade, além de limite de passageiros por ônibus.

Pelo governo do estado está liberado o funcionamento de shoppings centers, lojas de departamento, galerias e congêneres, além de outros estabelecimentos comerciais.

Sem saber como os funcionários vão chegar para trabalhar e os clientes para fazer suas compras, CDL e Fecomércio estão buscando uma saída junto aos setores jurídicos e ainda não têm uma solução para o impasse político.

Divulgação

Centro Hist�rico de Cuiab� - com�rcio

A Câmara dos Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio) estão orientando os setores a atenderam padrões altos e rigorosos de higiene, disponibilizando álcool para assepsia dos clientes e equipamentos de proteção individual aos atendentes.

Apesar dos esforços das entidades em seguir as orientações sanitárias dentro dos estabelecimentos, ainda é preocupante o fato de que tanto clientes quanto funcionários são usuários do transporte público da capital e aglomeração de pessoas em pontos e dentro dos ônibus já era uma realidade árdua em horários de pico.

Quanto a possíveis impasses entre as legislações municipais e estaduais, o presidente da CDL, Nelson Soares, afirmou que tem orientado os comerciantes “a adotarem o modelo que tem mais força para que não sejam punidos”. Ele ainda não descarta a possibilidade de acionar a Justiça caso precise.

Para o presidente da Fecomércio, que representa todo o estado, José Wenceslau de Souza Júnior, informou que a entidade está preparando material didático em formato de cartilha que vai orientar o comércio quanto às medidas de higiene. “Se uma pessoa dentro do grupo de risco adentrar o comércio, ela vai receber o tratamento diferenciado”.

Ele ainda vê com bom senso a medida do governador, “pois a pandemia do coronavírus assusta, mas em três meses teremos uma crise financeira muito maior do que já se viu e vai assustar ainda mais”.

As medidas de flexibilização das restrições em Mato Grosse ocorreu dois dias após o discurso do presidente da República, Jair Bolsonaro, que enfatizou o risco de colapso financeiro com o fechamento de empresas e associou o corona vírus a uma "gripezinha". 

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • José marcio Figueiredo almeida | Sexta-Feira, 27 de Março de 2020, 17h05
    2
    2

    Onde tiver aglomerações vamos tirar fotos e acionar quem prega a morte

  • Silvia | Sexta-Feira, 27 de Março de 2020, 13h57
    3
    1

    Possível crise??? Com certeza haverá crise!

  • Junior | Sexta-Feira, 27 de Março de 2020, 11h20
    5
    2

    Discurso de possível crise? Isso se chama fome. Pra quem tem seu salário caindo todo mês em casa é fácil falar pra outros trabalhador que não tem salário mensal.

  • Cláudio | Sexta-Feira, 27 de Março de 2020, 04h13
    8
    9

    Vai aumentar a contaminação pelo vírus

  • Sirlene rodrigues de oliveira | Sexta-Feira, 27 de Março de 2020, 01h34
    6
    9

    Esse balconario fez foi errado liberar p trabalhar com ele fica dentro de casa não corre risco nenhum agora um pai ou uma mãe que trabalha e seus filhos como fica corre risco enorme!!!!

  • Adonis Lotufo Rebelo | Sexta-Feira, 27 de Março de 2020, 00h12
    7
    5

    Mostre o vídeo da Jovem Pam com Sr DR : Osmar Terra ao Sr Emanuel Pinheiro que fez um lindo decreto ao falar para fechar as lojas de Cuiabá, e que ele tem dinheiro sobrando para ficar parado, mas não temos , precisamos trabalhar, e vamos abrir as lojas de Cuiabá como Governador Mauro Mendes pediu .Assino Adonis Lotufo Rebelo de familia tradicional de Cuiabá.

  • Adonis Lotufo Rebelo | Sexta-Feira, 27 de Março de 2020, 00h05
    9
    7

    Esse prefeito deve ter dinheiro para ficar parado nos não temos . Adonis Lotufo Rebelo

  • Helison | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 21h01
    14
    8

    Os americanos Espanha Itália está um caos isso por quê está na QUARENTENA imagina o Brasil sem saúde vai ser uma tragédia

  • Luiz | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 20h57
    11
    8

    Eita imprensa covarde. Sabemos que isso tudo eh política. A imprensa adora histeria. Deixa o povo trabalhar gente. Não sei o que vcs vão ganhar assustando a população.

  • GILMAR DE PAULA | Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 16h02
    10
    8

    Essa pandemia está muito confusa! Tem descontentes por todos os lados! Imaginem, hoje assisti um vídeo onde um gaúcho dava conta do desespero de um conhecido seu, dono de uma funerária, que de tanto ouvir falar que "haveria milhares de mortos" por todo Brasil, inclusive na sua cidade, pensando em faturar alto, comprou dezenas, centenas e até milhares de caixões (a vista, em promoção, fiado, com boletos etc). Estocou-os na casa funerária, na residência dele, na casa da sogra. O cara estava inconformado: "Barbaridade, não está morrendo ninguém! Com esse tal isolamento social não tem mais tiros em bar, facadas, atropelamentos, assaltos, justiçamentos, tiroteio de quadrilhas rivais etc ...". O prejuízo até o momento é colossal! O empresário já está cogitando suicídio para utilizar pelo menos um dos caixões adquiridos.

Vice e o uso político do Creci pró-Julio

claudecir 400 creci curtinha   O sindicato dos profissionais do Mercado Imobiliário de Mato Grosso, sob Juliano Lobato, em nota de repúdio, detona o atual vice-presidente do Creci-MT, Claudecir Contreiras (foto), para quem está fazendo uso político da entidade e beneficiando, de forma descarada, o...

Toninho e expectativa de retorno à AL

toninho 400 curtinha   Toninho de Souza, que no ano passado estreou como deputado, permanecendo no cargo por 46 dias, no lugar de Eduardo Botelho, vive expectativa de retornar à cadeira na Assembleia. Mas isso vai depender de uma decisão de Janaína Riva, que está no quarto mês de gravidez. Ela tem...

Parlamentar temido reassume em VG

caio cordeiro 400 curtinha   Com menos de 15 dias no cargo de vereador em Várzea Grande, o primeiro-suplente Caio Cordeiro (foto), do PRP, já terá de desocupar a vaga. Eis que está de volta, da prisão para retomar o assento de parlamentar, Jânio Calistro, que está no segundo mandato e responde...

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

Governador está tenso e preocupado

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes anda tenso e preocupado. Mesmo já tendo adotado uma série de medidas de prevenção, inclusive consideradas radicais, ele não dorme direito por causa das projeções nada otimistas de aumento nos próximos dias de casos de coronavírus em...

AL aprovará empréstimo de R$ 550 mi

A Assembleia aprovou, na convocação extraordinária desta sexta (27), dispensa de pauta para a mensagem do Executivo que pede autorização para contrair empréstimo de R$ 550 milhões junto à Caixa Econômica. O recurso será aplicado na construção de pontes de concreto em diversos municípios. Agora, a matéria entra na pauta e será aprovada pela maioria dos deputados na próxima segunda (30),...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.