ECONOMIA E AGRO

Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 09h:24 | Atualizado: 19/07/2019, 14h:25

FETHAB MILHO

Presidente rebate secretário e critica falta de conhecimento e irresponsabilidade

O presidente da Aprosoja, Antônio Galvan, classifica como irresponsável a declaração do chefe da Casa Civil Mauro Carvalho sobre a arrecadação do Fethab Milho. Isso porque, em entrevista à Rádio Sorriso, no programa Voz do Povo, transmitido ao vivo na tarde dessa quarta (17), afirmou que o valor pagou é insignificante para os produtores.  Neste ano, o valor deve ultrapassar os R$ 200 milhões, segundo estimativa da entidade ruralista.

Rodinei Crescêncio

Aprosoja Galvan

Presidente Antônio Galvan reforça que os produtores já venderam mais da metade da safra

“Essa afirmação foi uma  irresponsabilidade pelo cargo que ocupa e demonstra a  falta de conhecimento da atividade. Se o produtor tem mais de metade da safra comercializada, não se beneficia do bom momento que a agricultura, principalmente o milho vive. Precisa ser melhor assessorado para entender o setor produtivo rural”, disse Galvan ao .

O Fethab Milho foi aprovado pela Assembleia em janeiro quando a saca custava R$ 17 e o aumento foi de R$ 50. Hoje, está sendo comercializada pelo preço médio de R$ 24.

Esse foi o argumento usado por Mauro Carvalho para falar sobre a “insignificância” do pagamento para os produtores do Estado.

  “Quem não vendeu o milho está vivendo um bom momento, mas no comércio de grão, você vende boa parte antecipadamente e a maioria dos produtores, vendeu abaixo de R$ 20. O governo acha que setor está num bom momento porque o mercado paga um pouco mais, mas não entende que o produtor tem pouco produto em mão para poder aproveitar esse preço de agora”, completou Galvan.

O ruralista também reclama que em maio, quando a Aprosoja promoveu o movimento MT Forte, solicitou ao Governo do Estado, a extinção do Fetab Milho e outros cinco quesitos. Entretanto, revela a frustração de não ter sido atendida em nenhuma reivindicação. O assunto foi debatido em audiência pública na Assembleia nesta semana e a pauta do setor foi reafirmada

“Aguardamos que o governo abra o diálogo. Não dialogou com a classe. Colocou o valor do Fethab Milho, enviou para Assembleia e foi aprovado. Não fez gestão como prometeu na campanha. O enxugamento da máquina e cota de sacrifício dos Poderes não aconteceu”, reclama.

Além disso, Galvan teme os efeitos do Projeto de Lei Complementar (PLC) 53 de 2019, que reinstitui os incentivos fiscais, aprovado em primeira votação na Assembleia. Em sua opinião, aumento de impostos será prejudicial à população.

“Não adianta aumentar impostos escorchantes, promover aumentos de impostos ridículos e penalizar a população que já sofre com o desemprego. A carga tributária será repassada para população”, concluiu.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

DEM e voz na Câmara após 16 anos

marcelo bussiki 400 curtinha   O DEM (antigo PFL) passa a ter voz na Câmara da Capital 16 anos depois. Aproveitando a janela de março em que a Justiça Eleitoral permite mudança de legenda sem risco de perda do mandato, dois vereadores migraram para o Democratas, sendo eles Marcelo Bussiki (foto) e Gilberto Figueiredo, que...

MDB agora com 2 na Câmara-Cuiabá

juca do guaran� curtinha 400   O MDB do prefeito Emanuel Pinheiro, que não elegeu vereador em 2016 em Cuiabá, agora ganha duas vozes na Câmara. Tratam-se de Juca do Guaraná (foto), militante histórico do nanico Avante que resolveu migrar para a legenda emedebista, e do recém-empossado...

PT segue sem voz na Câmara-Cuiabá

bob pt 400 curtinha   O PT, presidido em Cuiabá por  Elisvaldo Almeida, o Bob (foto), está mesmo "queimado" e sem prestígio. Em meio ao troca-troca de partido entre os vereadores cuiabanos, aproveitando a janela de março, cujo prazo para mudanças para quem deseja se candidatar em outubro encerrou-se neste...

Deputado, única causa e os interesses

xuxu 400 curtinha   Xuxu Dal Molin (foto), deputado pouco atuante e limitado a defender a bandeira do agronegócio, é mais um daqueles que demonstram, na prática, usar a política para beneficiar os seus. De familiares de agricultores, Xuxu bateu duro, se posicionando contra a proposta encaminhada pelo governador Mauro...

Vereadores de ROO e trocas de siglas

fabio cardozo 400 curtinha   Em Rondonópolis, praticamente a metade dos vereadores está aproveitando a janela, que se encerra neste sábado, para mudar de partido, e já com as atenções voltadas à reeleição. E, com a dança das cadeiras, o Solidariedade do prefeito Zé do...

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.