ECONOMIA E AGRO

Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 08h:51 | Atualizado: 21/11/2019, 17h:01

Meio Ambiente

Adjunto diz que Sema ampliou fiscalização e espera fechar ano com menor desmate

O secretário-adjunto executivo da Sema, Alex Marega, avalia que os dados divulgados pelo Inpe sobre a taxa de desmatamento em Mato Grosso, ainda são parciais. O gestor diz acreditar que, no fechamento do ano, o índice de derrubada de floresta no Estado deve se situar em 1,5 mil km quadrados. O estudo preliminar, referente aos 12 meses encerrados em agosto, aponta que 1,6 mil quilômetros quadrados já foram desmatados no Estado.

Rodolfo Perdigão

O secret�rio-adjunto executivo da Sema Alex Marega

Secretário-adjunto da Sema Alex Marega ressalta fiscalização

“A média histórica do Estado tem sido 1,5 mil km quadrados de desmatamento por ano, e acredito que deve se manter assim em 2019. Os dados da Sema apontam que, a partir de agosto, quando implantamos o sistema de monitoramento via satélite, é que estamos conseguindo reduzir”, avalia.

Naquele mês, o Governo contratou os serviços de monitoramento de floresta em tempo real, por meio do Imagens Planet. Alex relata que, desde então, o Estado já conseguiu realizar a aplicação de R$ 271 milhões em multas até outubro, em razão do monitoramento de 71,5 mil hectares, via satélite.

O volume de autuações é considerável, já que de janeiro a julho, sem o sistema, o Estado vistoriou 72 mil hectares, e gerou R$ 382 milhões em multas. A estimativa é que o ano encerre com R$ 700 milhões em razão das infrações ambientais.

“A meta do desmatamento zero não pode ser alcançada só com fiscalização e controle. Passa também pelo Programa Produzir, Conservar e Incluir (PCI), que tem entre os objetivos a arrecadação de recursos internacionais para financiar ações de preservação”, defende.

Apesar dos dados do Prodes Amazônia serem parciais, levam em consideração um período maior do que o monitoramento feito pelo Inpe em tempo real. No começo deste semestre, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) criticou o modelo de compilação dos dados de desmatamento mais imediatista, e colocou como confiável os dados do Prodes, porém, as duas metodologias apontaram crescimento relativo do desmatamento.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • pesquisador ambiental | Segunda-Feira, 25 de Novembro de 2019, 09h34
    1
    0

    esse individuo tem a ficha mais suja que puleiro de galinheiro, só pesquisar sobre ele no google. qual a credibilidade dele em falar alguma coisa sobre meio ambiente? e como pode um governador nomear um individuo deste nivel como secretário adjunto???

  • Uilson | Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 14h27
    4
    1

    SENHOR SECRETÁRIO-ADJUNTO ALEX MAREGA DA SEMA O SEU CHEFE O GOVERNADOR MAURO MENDES COM A MAIORIA DOS DEPUTADOS VIVEM LEGISLANDO PARA AMPLIAR O LIMITE PARA DESMATAR NÃO PARA REDUZIR O DESMATAMENTO E TAMBÉM ATUAM PARA AFROUXAR A FISCALIZAÇÃO DE MADEIRA.

  • Maria | Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 11h36
    5
    0

    É CONVERSA FIADA PARA BOI DORMIR QUE O DESMATAMENTO ESTÁ CONTROLADO, A REALIDADE É UMA SÓ, A FLORESTA DO ESTADO DE MATO-GROSSO VEM SOFRENDO BASTANTE COM O DESMATAMENTO ILEGAL A MUITO TEMPO. A BUSCA INCESSANTE PELO LUCRO A CORRUPÇÃO E O COMODISMO DAS NOSSAS AUTORIDADES SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS DESTE TRÁGICO PROBLEMA, E TAMBÉM A PORTA DO ESTADO ESTÁ ABERTA ( SEM FISCALIZAÇÃO ) PARA O TRANSPORTE DE MADEIRAS COMO A CASTANHEIRA (PROIBIDA DE CORTE) E TANTAS OUTRAS, E AINDA MAIS A FISCALIZAÇÃO DE MADEIRAS SEMPRE INCOMODOU E INCOMODA A MAIORIA DOS DEPUTADOS O GOVERNO E AQUELAS MADEIREIRAS QUE QUEREM ANDAR NA ILEGALIDADE, A FLORESTA NÃO É SÓ PARA A PRESENTE GERAÇÃO MAIS TAMBÉM PARA AS FUTURAS GERAÇÕES.

MDB em clima de racha em Tangará

joao jose 400 curtinha   Em Tangará da Serra, o MDB enfrenta racha. O prefeito Fabio Junqueira, com apoio de filiados históricos, quer lançar à sucessão municipal o seu secretário de Infraestrutura e antigo gestor do Serviço de Água e Esgoto, Wesley Lopes Torres, sobrinho do ex-vereador Daniel...

Advogados disputam cadeira no TJ-MT

andre pozetti 400 curtinha   É extensa a lista de advogados que estão se movimentando, nos bastidores, para a cadeira vitalícia de desembargador do Tribunal de Justiça, sob indicação do Quinto Constitucional da OAB/MT. Caberá ao Colégio de Conselheiros da Ordem, composto por 33 advogados,...

Max insiste em ficar na 1ª Secretaria

max russi 400 curtinha   Max Russi (foto) ainda não desistiu de continuar na Primeira-Secretaria na próxima Mesa Diretora, mas, como possui menos apoio do que a emedebista Janaina Riva, deve mesmo ocupar outro posto, o de primeiro-vice-presidente. A eleição, que marcará a reeleição de Botelho na...

Deputados criticam membros da CCJ

elizeu nascimento 400 curtinha   Membros da CCJ da Assembleia, especialmente o presidente e o vice, respectivamente, Dilmar Dal Bosco e Sebastião Rezende, foram bastante criticados pelos colegas em sessão nesta quarta. Deputados como Thiago Silva, Wilson Santos e Elizeu Nascimento (foto) disseram que a Comissão, uma das mais...

Testemunhas pra protelar investigação

camila silva 400 curtinha   Os vereadores poconeanos Camila Silva (foto), do PP, e Ademir Zulli (PTB) usaram de uma estratégia jurídica para protelar, ao máximo, a conclusão dos trabalhos da recém-criada Comissão de Investigação e Processantes (CIP) para apurar denúncia de quebra de...

Luta de Misael e asfalto no Despraiado

misael galvao curtinha 400   O presidente da Câmara da Capital, Misael Galvão (foto), está comemorando uma vitória suada: a retomada das obras de pavimentação em toda extensão das ruas Afonso Pena e Oswaldo Correa, no bairro Despraiado. Ele fez várias indicações para...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.