ECONOMIA E AGRO

Segunda-Feira, 18 de Maio de 2020, 11h:05 | Atualizado: 18/05/2020, 12h:41

NEGOCIAÇÃO DO CENTRÃO

Pecuaristas de MT emitem nota de apoio à permanência de ministra da Agricultura

Reprodução

Ministra Tereza Cristina e o presidente Jair Bolsonaro

No cargo desde o início de 2019, a ministra Tereza Cristina vê o MAPA entrar na pauta de negociações do presidente Bolsonaro com o Centrão

Definida pelo presidente de Sindifrigro como “uma guerra da humanidade contra um mal desconhecido”, a situação do enfrentamento à covid-19 tem evidenciado as fragilidades do Governo Federal em administrar questões políticas. Com a saída de três ministros em um mês, o setor do agronegócio pode perder uma das mais importantes para a categoria no governo de Jair Bolsonaro: a ministra da Agricultura e Abastecimento, Tereza Cristina.

Em nota, o presidente do Sindifrigo, Paulo Bellincanta, lamenta a crise sanitária que já se tornou política e econômica e acredita que “não podemos nos dar o luxo de perder nossos valorosos generais”, se referindo à ministra que tem se mostrado insatisfeita no cargo.

Reprodução

Paulo Bellincanta

Paulo Bellincanta é presidente do Sindifrigo e assina nota pela continuidade da ministra

Os rumores de uma possível saída de Tereza Cristina levaram entidades do setor em todo o país a publicar um manifesto de apoio à permanência da ministra.

O Sindifrigo, que representa a pecuária de Mato Grosso, divulgou nota afirmando que “Tereza Cristina é uma unanimidade entre nós do agronegócio”. Fala ainda em “total confiança” e o setor se diz solidário às preocupações da ministra.

O maior incômodo, que pode levar a mais uma troca de ministério, é a ampliação do espaço que o Centrão tem conquistado junto ao presidente Bolsonaro. De Mato Grosso, os deputados federais Emanuelzinho (PTB) e Neri Geller (PP, e os senadores Wellington Fagundes (PL), Jayme Campos (DEM) e Carlos Fávaro (PSD) fazem parte do bloco que negocia cargos com o presidente.

O Centrão é formado por PP (40 deputados), PL (39), Republicanos (31), Solidariedade (14) e PTB (12). O PSD (36), o MDB (34) e o DEM (28) também costumam estar alinhados com o grupo, assim como partidos menores, incluindo PROS (10), PSC (9), Avante (7) e Patriota (6).

Além disso, a ministra estaria insatifeita com as crises diplomáticas provocadas pela indisposição de membros do governo com a China, que é o maior comprador de produtos brasileiros. Só em MT, 60% da produção de soja tem como destino o mercado chinês.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

Despesas e o uso eleitoreiro de CPI

marcelo bussiki 400 curtinha   Buscando visibilidade pela reeleição em ano eleitoral, alguns vereadores da Capital, vergonhosamente, usaram e abusaram de dinheiro público para promoção pessoal na esteira da CPI do Paletó. A tendência é do relatório paralelo que pede afastamento do...

Sorriso incentiva 40 projetos culturais

ari lafin 400 curtinha   A seis meses de concluir o mandato, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin (foto), estabeleceu, dentro do Plano Municipal de Cultura, o "PROMIC - Festival da Cultura 2020" para contemplar 40 projetos cujos valores somam R$ 340 mil, envolvendo artes visuais, artes cênicas, cultura popular, música, audiovisual,...

Quase R$ 2 mi para o Lucas Protegida

binotti 400 curtinha   A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, sob Luiz Binotti (foto), contratou, por R$ 1,9 milhão, um consórcio formado pela Rocha Comércio de Equipamentos, que ficará com a maior "fatia" de R$ 1,4 milhão, e a Airplates Tecnologia da Comunicação, com R$ 521,7 mil, para desevolver o...

Silêncio sobre operação e elo com MBL

ulysses moraes 400 curtinha   O deputado de primeiro mandato Ulysses Moraes (foto), que deixou o DC e se filiou ao PSL, coordenador em Mato Grosso do Movimento Brasil Livre (MBL) e chamado por muitos de paladino da moralidade, mesmo sendo bastante ativo nas redes sociais, não usou a internet para comentar a operação da...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.