ECONOMIA E AGRO

Segunda-Feira, 18 de Maio de 2020, 20h:15 | Atualizado: 18/05/2020, 20h:14

PEQUENAS E MÉDIAS INDÚSTRIAS

Fiemt estima retração de 40% no setor e questiona "otimismo" sobre desemprego

Rodinei Crescêncio

Gustavo Oliveira

Presidente da Federação das Indústrias de MT (Fiemt), Gustavo Oliveira, explica que empresas demitiram pouco devido ao alto custo do encargo trabalhista

Apesar do bom desempenho de grandes indústrias que são fornecedoras de alimentos, a pequenas e médias são as maiores atingidas pela crise econômica devido à pandemia da Covid-19. O presidente da Federação das Indústrias de MT (Fiemt), Gustavo Oliveira, estima a retração da atividade econômica de até 40% do setor. Ele ainda questionou, em entrevista à CNN nessa segunda (18), o otimismo do Governo Federal sobre os dados de desemprego.

“Vejo alguns membros do governo comemorando que o desemprego ainda não teve uma escalada grande, mas o motivo é simples: demitir no Brasil, é muito caro. As empresas estão poupando caixa e tentando evitar as demissões, mas operam no vermelho”, alertou ainda para o risco de falências a médio prazo.

Embora mais de 90% das indústrias de MT tenham sido atingidas por terem suas atividades paralisadas, Gustavo ainda destacou que o mercado de consumo está reduzido e reclamou das dificuldades em logística. “Estamos há 60 dias com medidas de contenção de circulação e os trabalhadores com insegurança sobre a continuidade dos empregos”.

Mas ele defende que a “a falha não está no setor privado, as empresas precisam honrar com seus compromissos, sua folha de pagamentos e fornecedores”. Segundo o presidente da Fiemt, a pandemia avança em momento diferentes e onde não há muitos casos, como MT, as medidas do Poder Público devem ser diferentes do que ocorre em SP, por exemplo.

“Os governos precisam assumir que não preparam o sistema de saúde pública para isso e a população também precisa ter consciência e ter responsabilidade para evitar o contágio e não fazer churrascos final de semana nem festas”, disse.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Opositores ganham força em Barra

adilson gon�alves 400 curtinha   Grupos de oposição estão ganhando "musculatura" em Barra do Garças, numa expectativa otimista de derrotar o candidato apoiado pelo prefeito Beto Farias (MDB), o atual vice Wellington Marcos, que está filiado ao DEM. Wellington é considerado nome "pesado"...

Cuiabá já conta com 10 "prefeitáveis"

paulo grando 400 curtinha novo   Dez partidos já possuem um ou mais pré-candidatos a prefeito de Cuiabá. E a "inflação" de nomes tende a aumentar empurrada pela necessidade de sobrevivência dessas legendas, que, lançando nome à majoritária, ajudam seus candidatos a vereador na busca por...

Apoio de Bolsonaro é aposta de França

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto) segue cheio de esperanças do apoio de Bolsonaro a seu nome como pré-candidato a prefeito de Cuiabá. Entre o sim e o não, preferiu seguir o calendário eleitoral e se afastar da apresentação do seu tradicional programa de TV Resumo do Dia, de...

Adin contra nomeação em Cáceres

angelo audicom 400 curtinha   Presidida por Ângelo Silva de Oliveira (foto), a Audicom-MT, entidade que congrega auditores e controladores internos dos municípios do Estado, ingressou com Adin no Tribunal de Justiça, pleiteando liminar para, assim como ocorreu em Rondonópolis, também derrubar uma lei em vigor...

Viúva de Adriano disputa em Cáceres

anelise silva 400 curtinha   Anelise Silva (foto), viúva do ex-reitor da Unemat e ex-deputado Adriano Silva, lançou pré-candidatura à prefeita de Cáceres pelo DEM do governador Mauro. Ela enfatiza que sofre a dor da perda e que decidiu entrar no páreo para dar continuidade ao projeto de Adriano de...

Vereador tenta barra compra de cestas

diego guimaraes 400 curtinha   O vereador pela Capital, Diego Guimarães (foto), denunciou junto à Ouvidoria do TCE o que definiu como irregular a aquisição, com dispensa de licitação, de cinco mil cestas básicas de alimentos pela secretaria municipal de Assistência Social e Desenvolvimento...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.