ECONOMIA E AGRO

Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 19h:41 | Atualizado: 20/05/2020, 19h:43

AÇÃO SOCIAL

Após fraudes de R$ 360 mi, JBS doa R$ 26 milhões para combate ao Covid-19 em MT

Mayke Toscano Secom-MT

Cesta b�sica  - distribui��o pelo governo de MT

A JBS divulgou que  vai doar R$ 26,7 milhões para o enfrentamento do novo Coronavírus (Covid-19) em Mato Grosso. Os recursos serão destinados a ações de saúde pública, social e apoio à ciência, viabilizando a construção de hospitais modulares (permanentes), compra de equipamentos de proteção individual (EPIs), equipamentos de saúde, cestas básicas e de higiene e limpeza, entre outros.

Segundo a empresa dos irmãos Wesley e Joesley Batista, todas as iniciativas serão auditadas pela Grant Thornton, consultoria global com mais de 100 anos no mercado, que abriu mão de seus honorários para contribuir com o programa social.

O valor doado é quase irrisório se comparado aos danos que a JBS causou ao erário de Mato Grosso e que só foi reparado quando o polêmico Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pelo Ministério Público Estadual (MPE) com a JBS, que permitiu ao Governo do Estado receber em dezembro de 2015 a quantia de R$ 360 milhões, foi homologado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) em dezembro de 2016.

Deste montante, R$ 261 milhões eram relativos a dívidas fiscais pendentes e outros R$ 99,2 milhões como devolução aos cofres públicos por incentivos fiscais indevidos.

 A decisão colegiada, proferida pela 1ª Turma Cível do STJ,  reformou sentença  do juiz da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Popular, Luis Aparecido Bortolussi Júnior, que não homologou o TAC apontando favorecimento a JBS. O relator foi o ministro Napoleão Nunes Maia Filho com voto acompanhado pelos ministros Sérgio Kukina, Regina Helena Costa e Gurgel de Faria.

Uma das consequências da homologação do TAC foi o desbloqueio de R$ 73,6 milhões das contas bancárias da JBS Friboi, bloqueados em decorrência de uma ação civil pública por improbidade administrativa que apontou o recebimento de créditos indevidos de ICMS.

Um dos réus já favorecido com o desbloqueio foi o diretor-executivo da JBS, Valdir Aparecido Boni, que conseguiu reaver R$ 544,500 mil. Os outros réus na ação por improbidade administrativa eram o ex-governador Silval Barbosa e os ex-secretários de Estado Pedro Nadaf, Edmilson José dos Santos e Marcel de Cursi – todos acusados de corrupção.

 Destino da doação

A JBS emprega mais de 11 mil colaboradores em Mato Grosso. As doações serão destinadas ao Estado (R$ 10 milhões) e a 17 cidades mato-grossenses (R$ 16,7 milhões). Segundo a companhia, o recurso beneficiará direta ou indiretamente uma população de mais de 1 milhão de pessoas.

“Temos uma história de compromisso com o Brasil há mais de 65 anos. Seguimos inteiramente dedicados ao país e aos brasileiros no enfrentamento dessa pandemia”, ressalta Wesley Batista Filho, presidente da JBS na América do Sul e presidente da Seara.

“Toda a doação será apoiada por comitês consultivos, formados por membros independentes para garantir a melhor execução do projeto e contará com toda nossa estrutura e capilaridade para fazer a doação chegar a quem mais precisa”, completa o executivo. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Covid no Biroliro | Quinta-Feira, 21 de Maio de 2020, 15h31
    0
    0

    Tira com a mão grande e devolve esmolas.

  • Amadeo | Quinta-Feira, 21 de Maio de 2020, 10h54
    2
    0

    Parece piada dada a proporção do dinheiro. Mas fiquem de olho por que esse pessoal não prega prego sem estopa. Duvido que será essa quantia e tenho sérias dúvidas de como ela será feita.

  • Matogrossense | Quinta-Feira, 21 de Maio de 2020, 09h05
    2
    0

    A SOCIEDADE AGRADE AS DOAÇÕES. MAS A MAIOR DOAÇÃO QUE A JBS PODERIA FAZER É NUNCA MAIS FINANCIAR POLITICOS CORRUPTOS PARA SEREM ELEITOS , PORQUE SE ESTES CORRUPTOS NÃO TIVESSEM SIDO ELEITOS COM CERTEZA A SAÚDE, EDUCAÇÃO, ESTRADAS , SEGURANÇA ENFIM TODOS OS SERVIÇOS PÚBLICOS ESTARIAM EM OUTRO PATAMAR. PORQUE OS CORRUPTOS USAM OS CARGOS PÚBLICOS PARA ROUBAREM DINHEIRO PUBLICO E É EXATAMENTE O DINHEIRO QUE SERIA APLICADO NA SAÚDE E TODOS OS SERVIÇOS PÚBLICOS. PORTANTO, ESPERAMOS QUE A JBS CUMPRA A LEI E NÃO FINANCIE MAIS POLÍTICOS.

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

Estudo sobre 13º a vereadores de VG

jaqueline jacobsen curtinha 400   A conselheira-substituta Jaqueline Jacobsen (foto) estabeleceu prazo de 120 dias, em sessão de julgamento do TCE por videoconferência no último dia 2, para que o presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin, realize estudo prévio de impacto...

2 deputados empurrados pra oposição

allan kardec 400   Por causa da bandeira que têm carregado de defensores dos servidores públicos, dois deputados do núcleo do governo começam a caminhar para oposição. Um deles é o pedetista Allan Kardec (foto) que, de tanto ser pressionado pelas chamadas bases para reagir contra a PEC da...

Elogios à gestão proba Mauro Mendes

marcelo oliveira 400 curtinha   O secretário de Estado Marcelo de Oliveira (Infraestrutura e Logística), Marcelo de Oliveira (foto), fez questão de destacar nesta quarta, em entrevista ao vivo ao RDTV, tv web do portal Rdnews, que o governador Mauro Mendes tem se empenhado ao máximo para fazer uma boa gestão,...

2 frentes do MDB e apostas em Cuiabá

gustavo padilha 400 curtinha   O MDB vive uma situação curiosa em Cuiabá. Embora no comando da prefeitura, com Emanuel Pinheiro, o partido só conseguiu reconquistar cadeira na Câmara há três meses, com a filiação de Juca do Guaraná, aproveitando a janela partidária. Em 2016,...

Opositores ganham força em Barra

adilson gon�alves 400 curtinha   Grupos de oposição estão ganhando "musculatura" em Barra do Garças, numa expectativa otimista de derrotar o candidato apoiado pelo prefeito Beto Farias (MDB), o atual vice Wellington Marcos, que está filiado ao DEM. Wellington é considerado nome "pesado"...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.