ECONOMIA E AGRO

Quinta-Feira, 21 de Maio de 2020, 19h:07 | Atualizado: 21/05/2020, 19h:07

60 DIAS DE FECHAMENTO

Donos de restaurantes se reúnem com prefeito e pedem retomada do setor

Da assessoria

Emanuel reuni�o remota com empres�rios

Prefeito de Cuiabá, Emamuel Pinheiro, faz reunião por teleconferência com representantes de bares e restaurantes; ainda não há data fixa para reabertura

Após o protesto do dia 18 de maio, quando empresários e funcionários de diversos  setores como academias, bares, restaurantes e lojas de shoppings foram às ruas de Cuiabá pedindo a abertura dos estabelecimentos, o prefeito Emanuel Pinheiro realizou, nesta quinta (21), uma nova reunião com representantes das categorias econômicas. Porém, ainda não há data definida para a retomada do funcionamento do segmento na Capital, que está há 60 dias fechado. 

Por meio de videoconferência, o chefe do Executivo debateu com os setores de restaurantes, bares e similares soluções para uma futura abertura segura dos estabelecimentos instalados na Capital.

A suspensão do funcionamento desse segmento comercial foi uma das medidas adotadas pela Prefeitura de Cuiabá como medida de combate a proliferação do contágio do novo coronavírus (Covid-19). Na reunião, o prefeito destacou que o Município está fazendo um rigoroso monitoramento da evolução da pandemia e trabalha para garantir que a reabertura aconteça com a maior segurança possível, assim como feito com outros segmentos. 

Nosso setor está há 60 dias fechado e beirando ao caos, a ponto de 40% do segmento não conseguir voltar

Presidente da Abrasel, Lorena Bezerra

"Estamos dependendo de um confronto de informações, da garantia de que os indicadores irão se manter positivos. Não somos insensíveis à causa e não temos interesse algum em manter esses estabelecimentos fechados. Até porque, isso resulta em um prejuízo enorme na arrecadação do Município. Cuiabá é uma cidade pujante, viva, com bares e restaurantes que ajudam a construir essa característica", comentou o gestor. 

Durante o protesto, a categoria defendeu a "reabertura consciente" das empresas, alegou risco de fechamento definitivo e desemprego.

Na ocasião, em entrevista ao , a presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), em Cuiabá, Lorena Bezerra, explicou que a principal reivindicação do segmento é para que eles voltem a trabalhar porque muitos restaurantes não terão como se manter.

 “Nosso setor está há 60 dias fechado e beirando ao caos, a ponto de 40% do segmento não conseguir voltar. O restaurante Confrade mesmo foi um dos que fecharam, está há mais de 20 anos no mercado”, lamentou Lorena.

Retomada gradual

Desde o dia 27 de abril, as atividades econômicas vêm retomando o funcionamento, com datas e horários alternativos. O retorno gradual é feito com base em um plano estratégico montado em parceria com o setor produtivo. 

A volta aos trabalho é regulamentada pelo decreto nº 7.886. Seguindo as determinações do documento, o segmento atacadista foi o primeiro a abrir as portas, no dia 27 de abril. Na sequência, no dia 04 de maio, foi a vez dos estabelecimento do grupo de prestadores de serviço. Além desses, no dia 11 de maio, o setor industrial também retomou o funcionamento.

"Entendemos que o prefeito está conduzindo muito bem essa situação. Cuiabá hoje é referência no Brasil e o Município está de parabéns pela atitudes, principalmente por manter esse ambiente democrático. Nosso desejo é que os bares e restaurantes sejam abertos com todos os cuidados necessários e que cada um dos comerciantes assine um termo de responsabilidade", relatou o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecormercio-MT), José Wenceslau de Souza Júnior. 

A reunião contou com a participação da Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Câmara de Dirigentes Logistas de Cuiabá (CDL), Sindicato dos Hoteis, Restaurantes, Bares e Similares de Mato Grosso, Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecormercio-MT). Representando a Câmara Municipal participaram o presidente da Casa, vereador Misael Galvão, e o vereador Renivaldo Nascimento.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • BELMIRO PEREIRA DA SILVA | Quinta-Feira, 21 de Maio de 2020, 23h33
    0
    0

    Tem que ter nutricionista e fiscalização da Vigilância sanitária.

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Até dezembro, o IFMT terá eleição para Reitoria. Quem você acha que será eleito dos candidatos abaixos?

Deiver Alessandro

Julio Santos

Nenhum deles

Não tenho ideia

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.