ECONOMIA

Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020, 16h:03 | Atualizado: 13/08/2020, 16h:10

"EQUIVOCADA"

Fecomércio discorda de reforma tributária e teme desemprego em Mato Grosso - leia

Rodinei Crescêncio

centro de cuiab� - cal�ad�o

Além da crise econômica como resultado da pandemia de Covid-19, o comércio pode sofrer novo baque se aprovada a reforma tributária encaminhada pelo governo federal ao congresso. Avaliada como “totalmente equivocada” pelo presidente da Fecomércio, Wenceslau Júnior, a proposta pode ter efeito contrário ao previsto e impactar na criação de empregos pós-pandemia. A previsão de entidades nacionais é que a aprovação da PEC 45/19 aumente em 8% a carga tributária.

Frustrado, o representante do setor no Estado conta que esperava maior desoneração e foi surpreendido. “Achei que ia acabar com o imposto, mas está juntando os dois e vai aumentar, do jeito que está, ela onera ainda mais e não serve”, disse Wenceslau ao

A esperada reforma tributária, promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não inclui dois dos principais impostos que oneram o comércio em estados e municípios, ICMS e ISS. Ao contrário, a PEC unifica apenas tributos federais, o PIS e Cofins, quer eliminar os benefícios fiscais e prevê alíquota de 12% com a criação do Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS).

Várias empresas podem ficar sem os benefícios na redução de impostos que impactam na folha de pagamento,como o Pis e o Cofins. As contempladas com a isenção têm que oferecer em contrapartida a criação de empregos.

A proposta difere do que é defendido pelo setor que quer unificar os três tributos federais (PIS, Cofins e IPI) com o ICMS e o ISS.

“Está totalmente equivocado e pode prejudicar ainda mais a criação de empregos após a pandemia”, avalia o presidente da Fecomércio que defende a desoneração da folha de pagamento para o valor seja destinado a oferta de maiores remunerações aos funcionários.

“Hoje o trabalhador recebe pouco e o patrão paga muito por causa dos impostos. Se desonera a folha, os salários aumentam e a economia ganha porque o dinheiro circulando”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Medeiros x Fernanda e o bolsonarismo

jose medeiros 400 curtinha   Não são apenas Carlos Fávaro (PSD) e Nilson Leitão (PSDB), que se auto-combatem, com um tentando desconstruir a candidatura do outro na corrida pela única vaga em disputa ao Senado. Como num ringue de boxe, José Medeiros (foto), do Podemos, e coronel Fernanda (Patriota)...

Leitão x Fávaro sob efeito-Bolsonaro

nilson leit�o 400   O ex-vice-governador e hoje senador interino Carlos Fávaro (PSD) e o ex-prefeito sinopense e ex-deputado federal pelo PSDB Nilson Leitão (foto) travam uma guerra eleitoral, com críticas mútuas, como se só existissem os dois na disputa para o Senado, quando, em verdade,...

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

Tentativa de ser 1ª prefeita de Barão

margareth munil 400 curtinha   A candidata à prefeita de Barão de Melgaço, Margareth Gonçalves da Silva (foto), é tão conhecida nas ações conjuntas com o marido nas áreas da saúde e assistência social que está levando para as urnas a combinação do seu...

MAIS LIDAS