ECONOMIA E AGRO

Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 16h:50 | Atualizado: 28/05/2020, 16h:50

DECRETO FLEXIBILIZADO

Cuiabano terá que se adequar com mudança cultural em bares e restaurantes

Divulgação

Restaurante Covid-19 cuidados

 

Máscara e luvas para se servir, distância entre as pessoas, álcool 70% por toda parte. São algumas exigências da mudança cultural para os cuiabanos, conhecidos pela boa sociabilidade, que terão que conviver com o desafio de frequentar bares e restaurantes mantendo a distância de 1,5 metros entre as mesas.

Segundo decreto (nº 7929) do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), a partir de 8 junho os estabelecimentos podem reabrir, desde que sigam regras rígidas de higienização. Os novos horários são: para almoço, das 11h às 14h30, e para jantar, das 18h30 às 23h.

A esperada reabertura foi comemorada por representantes e empresários do setor. A presidente da Abrasel, Lorenna Bezerra, que considerou as medidas exigidas no decreto de Cuiabá como “necessárias e com adequações que não terão dificuldades para serem atendidas”. 

Além da distância entre as mesas, os clientes devem receber luvas para se servir em locais que disponibilizem buffet e, é claro, usar máscara nesses momentos. O maior desafio, segundo Lorenna, está na hora de manter as mesas distantes.

Bares e restaurantes são espaços de lazer, onde as pessoas vão também para comemorar datas, conquistas e reunir amigos. Mas algumas regras devem ser seguidas e já não é mais possível, ao menos por um tempo, unir as mesas.

Os músicos também podem voltar a animar os encontros durante as refeições, desde que se apresentem em até duas pessoas, sem banda. Mas os clientes que estavam acostumados a se animar e ir até o palco reforçar o coral, vão ter que se conter e deverão respeitar a distância mínima de 2 metros.

“Contamos com a consciência das pessoas que já estão se acostumando a cumprimentos distantes e não se abraçar, ficando a proximidade somente entre aqueles que já convivem”, explica Lorena que também é empresária e fala das dificuldades que vem passando para manter seu restaurante, o Galeto Cuiabano, e os funcionários.

As crianças e os pais também vão precisar se adaptar, pois os playgrounds vão permanecer fechados para garantir a segurança e a saúde. Apesar do novo decreto não especificar isso, a previsão em outras determinações e também está de mãos dadas com o entendimento de que o setor quer “passar segurança de fato, tanto para quem trabalha quanto para os que buscam bares e restaurantes”, diz.

Ainda não se tem um balanço sobre quantos estabelecimentos resistiram ao fechamentos por mais de 2 meses, mas o que se espera é que a grande maioria consiga retormar as atividades. "Especialmente quem não tinha estrutura para fazer as entregas em casa, como muito pequeno do centro que servem prato feito e agora podem voltar a ter renda".

Solidariedade dos clientes 

Conta que, assim como muitos, precisou reduzir o número de funcionários para não fechar as portas. Também utilizou de outras estratégias para não desanimar com a crise. Ela tinha acabado de investir no espaço e mudou para um local maior, onde poderia atender mais clientes e fazer eventos à noite.

“Havia muita esperança de uma economia melhor em 2020, ninguém esperava passar por isso”. Segundo Lorenna, no seu caso foi preciso segurar ao máximo os gastos para não recorrer a empréstimos “que serão cobrados em um momento que a economia está instável”.

A solidariedade e compreensão dos clientes também foi importante nos últimos meses. Isso porque os eventos agendados no local foram todos mantidos. “Ninguém quis cancelar ou pedir o dinheiro de volta, todos entenderam a situação e remarcaram a data, foram muito compreensivos e solidários”.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • José Augusto | Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020, 10h00
    0
    0

    A Organização Mundial de Saude proibe a exposição de alimento.

  • Eleitor Atento | Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020, 09h56
    0
    0

    Quem tem que abrir são os orgaos que possam coordenar os pequenos a voltar a vender....Por Exemplo Sebrae, Sesi e Senac...o que eles sabem fazer é gastar a contribuição confederativa.E distribuir Alcool Gel.

Corrida de Teis no noticiário nacional

waldir teis 400 curtinha   As imagens que mostram o conselheiro afastado do TCE Waldir Teis (foto) descendo em alta velocidade as escadas de um prédio para jogar no lixo vários cheques rasgados que somavam R$ 450 mil ganharam o noticiário nacional, com destaque neste domingo em veículos, como Folha de S. Paulo, G1 e IG....

Esforço de ex-senadora para eleger 2

rafael ranalli curtinha 400   Eleita no pleito de 2018 e cassada em definitivo em abril deste ano, a ex-senadora Selma Arruda, presidente do Podemos de Cuiabá, pode deixar o partido após o processo eleitoral deste ano. Segundo informações, a juíza aposentada se afastaria da política partidária para...

6 parlamentares já foram infectados

wilson santos 400 curtinha   Desde o início da pandemia, em março, seis dos 24 deputados estaduais já testaram positivo para Covid-19. O último foi Wilson Santos (foto). Ele disse que recebeu medicação e está em isolamento. Observa que a doença está no início e segue trabalhando...

Pedido para TSE definir data da eleição

sebastiao carlos 400 curtinha   Na última quarta (2), um dia após a Câmara aprovar a PEC que adia as eleições municipais para 15 de novembro, André de Albuquerque Teixeira, advogado de Sebastião Carlos, que concorreu ao Senado e um dos que denunciaram Selma Arruda por crimes eleitorais, já...

Uma das apostas do PP para vereador

alex rodrigues 400 curtinha   O PP já tem no rol de possíveis eleitos a vereador em Cuiabá o jovem Alex Rodrigues (foto), de 31 anos. Filho do empresário Valúcio Rodrigues e sobrinho do secretário de Obras Públicas da Capital, Wanderlúcio Rodrigues, Alex criou uma comunidade com mais de mil...

Prefeito, efeito pandemia e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Mesmo com o poderio da máquina, considerada preponderante para cooptar partidos e aliados por causa da oferta de cargos e do assistencialismo, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, terceira em população e segunda no ranking da economia estadual, terá muitos...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.