ECONOMIA

Quarta-Feira, 19 de Outubro de 2016, 20h:10 | Atualizado: 19/10/2016, 20h:11

Corda no pescoço

Endividamento cresce pouco, mas "abala" renda de 61% dos cuiabanos

Reprodução

endividado

Entre principais tipos de dívidas do consumidor está o cartão de crédito, com 64,1% dos entrevistados

O endividamento do consumidor cuiabano chegou a 61,3% em setembro, um acréscimo de 0,6% em relação ao mês anterior (60,7%). A boa notícia é que, em relação ao mesmo período do ano passado, o nível caiu cerca de 8 pontos percentuais, quando o índice chegou a 69,8%, mas a melhora ainda é considerada tímida pelos economistas.

Os dados são referentes à Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), que mostrou também um número maior de devedores, em nível nacional, que passou de 58% em agosto, para 58,2% em setembro.

Entre os principais tipos de dívidas do consumidor está o cartão de crédito, com 64,1% do total de entrevistados, seguido pelos carnês (30,2%) e financiamento de carro (13,9%).

Quanto à parcela da renda comprometida, a pesquisa revela que mais da metade dos endividados (54,4%) possuem dívidas que comprometem de 11% a 50% da renda. Já para 18,5% dos endividados, a renda comprometida ultrapassa os 50%, os outros 15,8% dos endividados têm até 10% da renda comprometida.

Assessoria

Evaldo Silva Fecomércio

Superintendente da Fecomércio-MT, Evaldo Silva, explica que a variação mês a mês na pesquisa sobre endividamento sofre influência de diversos fatores, entre eles a sazonalidade

Para o tempo de comprometimento com as dívidas, ou seja, o tempo que o consumidor leva pagando parcelas, segundo a pesquisa, a maioria dos endividados (29,9%), fica mais de um ano para terminar de pagar. Já para (26,1%), o tempo com a renda comprometida com parcelas é de três e seis meses e para (25,6%), até três meses.

Segundo o superintendente da Fecomércio-MT, Evaldo Silva, a variação mês a mês sofre bastante influência de outros fatores e da sazonalidade. Em relação à variação anual, essa diminuição de endividados reflete o corte de créditos, ou seja, os bancos estão mais restritos a fornecer crédito ao consumidor e também em relação à renda das famílias, mediante recente onda de demissões em todo país. 

Economia doméstica

Outra observação feita por Evaldo foi em relação à economia doméstica do brasileiro, comparada de consumidores de países desenvolvidos. “Nós observamos que em países desenvolvidos, o crédito é usado para aquisição de bens duráveis e investimentos. Já o brasileiro faz conta para comprar bens não duráveis. O setor empresarial precisa estimular a compra à vista, concedendo descontos para esse tipo de venda. Esse estímulo faz com que a população gaste de maneira consciente e evita a compra no crédito, pelo fato do custo ser muito alto”, finaliza.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...

Euclides, ideia do "calote" e frustração

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado Euclides Ribeiro (foto), que enriqueceu atuando na área de recuperação judicial e hoje detém um patrimônio declarado de R$ 23 milhões, não "decolou" com a candidatura ao Senado. Acreditava-se que sua principal proposta, aquela de recuperar o nome e o...

Empresários revoltados com candidato

vinicius nazario 400 curtinha   Os candidatos a prefeito de Alta Floresta, cidade pólo do Nortão, participaram de uma live nesta terça, organizada pela Universidade do Estado (Unemat). E chamou atenção, vindo a repercutir de forma negativa e provocar certa revolta no comércio local, o comentário do...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...

Meraldo disputa e contra próprio irmão

meraldo sa 400 curtinha   Meraldo Figueiredo Sá (foto), ex-prefeito de Acorizal por dois mandatos, está rindo à toa. Mesmo com parecer contrário do Ministério Público Eleitoral, por considerá-lo ficha-suja, Meraldo conseguiu deferimento do registro de sua candidatura. E entra no embate eleitoral com...

Gamba e efeito-vice em Alta Floresta

chico gamba 400 curtinha   O agricultor Chico Gamba (foto), que concorre a prefeito de Alta Floresta pelo PSDB, estaria disposto a substituir a vice da chapa, a empresária Roseli Gomes, a Rose da Tradição (PSC), por esta enfrentar forte desgaste político, rejeição popular e até denúncia. Mas,...

MAIS LIDAS