ECONOMIA E AGRO

Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019, 17h:22 | Atualizado: 11/11/2019, 17h:34

CRISE INSTITUCIONAL

Fronteira bloqueada entre Cáceres e a Bolívia impede passagem de ureia e sal

José Pereira/TVCA

Fronteira Bolivia

A fronteira da Bolívia com o Brasil, em Cáceres permanece fechada pelos manifestantes

Apesar da renúncia do presidente Evo Morales neste domingo (10), as fronteiras da Bolívia com o Brasil permanecem fechadas pelos manifestantes. Desde 25 de outubro foram montadas barricadas que impedem a passagem de pessoas e veículos entre o país vizinho e o município de Cáceres (a 220 km de Cuiabá). A situação já causa impacto no comércio da cidade e também desabasteceu produtos como uréia e sal, utilizados na agricultura e pecuária.

O presidente do Sindicato Rural do município, Jeremias Pereira Leite, relata ao que ainda não é possível sentir efeitos do desabastecimento porque os produtores e criadores, geralmente, compram esses insumos com antecedência.

“A uréia é utilizada como fertilizante no plantio de grãos, na formação de pastagens e na alimentação animal, assim como é o caso do sal, que são importados da Bolívia, porque é mais próximo a nós. Mas como compramos com antecedência, ainda não existe situação de escassez”.

Por outro lado, cidades como San Matías e lugarejos próximos já sentem os efeitos do fechamento da fronteira, principalmente porque consomem muitos produtos no comércio em Cáceres. Outro produto que faz parte da relação comercial entre Mato Grosso e a Bolívia é o gás natural, cujo abastecimento não foi afetado, conforme informou o Governo do Estado. 

“O comércio já está sentindo redução na movimentação. Cáceres recebe muitos bolivianos que também se utilizam do sistema de saúde”, explica Jeremias. A expectativa, de acordo com o dirigente sindical, é que após a renúncia de Evo Morales, o país tome decisões políticas acertadas e garanta a liberação da fronteira.

Evo renunciou após uma série de pressões que passou a sofrer após as eleições de 20 de outubro, quando disputou seu 4º mandato como presidente. Diversas manifestações tomaram as principais cidades do país, entre as quais o fechamento das fronteiras. Os manifestantes alegaram que só devem liberar os locais após a realização de novas eleições.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Cidinho é o que mais agrega ao Senado

cidinho 400 curtinha   Depois de Blairo Maggi, o nome do empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto) seria hoje o que mais agregaria a classe política e o agronegócio em torno de uma candidatura ao Senado numa eventual eleição suplementar. Conta com simpatia do senador Jayme Campos e do governador Mauro Mendes,...

Prova da lisura de membros do Gaeco

paulo prado 400 curtinha   O resultado da auditoria do TCE-MT sobre a prestação de contas do Gaeco das verbas secretas, entre 2012 e 2017, assegurando a sua legalidade, resgata a credibilidade, lisura e reputação ilibada dos membros que atuaram na época nesse braço investigativo do MPE, como o procurador e...

Posse 2 dias antes do possível retorno

maluf 400 curtinha   Guilherme Maluf (foto), que nem esquentou direito a cadeira de conselheiro, vai tomar posse na presidência do TCE-MT dois dias antes do STJ julgar um recurso que tende a suspender as medidas cautelares e definir pelo retorno ao Pleno dos cinco conselheiros afastados há dois anos. A solenidade acontece no...

Alerta sobre hanseníase nos presídios

alexandre bustamante curtinha 400   Duas secretarias do TCE ingressaram com representação contra duas secretarias de Estado. As de Controle Externo de Educação e Segurança Pública e de Saúde e Meio Ambiente acionaram no próprio Tribunal as pastas de Segurança Pública,...

Reunião pra complô desmoraliza Abílio

abilio 400 curtinha   A considerar as imagens de circuito interno de vídeo do hospital privado São Benedito, exibidas nesta quinta, durante sessão na Câmara de Cuiabá, a situação de Abílio Brunini (foto) se complica mais ainda. Investigado pela Comissão de Ética por reincidentes...

Contra mudar multas do Fundecontas

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro (foto) vetou a inclusão de um dispositivo no artigo 2º da lei de 2005 que criou o Fundo de Reaparelhamento e Modernização do TCE. Essa alteração foi aprovada pela Assembleia na sessão de 29 de outubro e, na prática, iria retirar e dar outro...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.