ECONOMIA E AGRO

Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2019, 13h:42 | Atualizado: 02/12/2019, 13h:49

DOLAR EM ALTA

Impacto da dívida em dólar de MT junto ao BIRD será US$ 60 mi menor em 2020

Reprodução

Banco Mundial Cornelius Fleischhaker

O economista do Banco Mundial Cornelius Fleischhaker, gerente do contrato de US$ 250 mi

O economista do Banco Mundial Cornelius Fleischhaker, gerente do contrato de US$ 250 milhões com Mato Grosso, avalia que apesar da variação cambial, que desvaloriza o real frente ao dólar norte-americano, os impactos na dívida dolarizada de Mato Grosso é menor do que se o Estado ainda estivesse devendo o Bank of America.

De Washigton (EUA), sede do Banco Mundial, Cornelius concedeu entrevista ao por telefone, e explicou que o Estado terá que pagar em 2020 entre US$ 12 e US$ 13 milhões, com parcelas mensais de US$ 1,07 milhão, enquanto que se ainda estivesse devendo ao Bank of America, esse valor iria ser de US$ 70 milhões. O contrato de 240 meses foi assinado em setembro deste ano e teve as duas primeiras parcelas pagas em outubro.

“Apesar do dólar mais caro no Brasil, o impacto na dívida do Estado não é muito grande. Duas variáveis são importantes, a primeira é que o juros básico do dólar teve baixa nos últimos seis meses. O segundo fator é que o Estado escolheu a modalidade de juros variáveis, e teve sorte por isso, porque na parcela já paga o juros se situou em 2,6%”, explica o economista.

No contrato, o Estado poderá fixar os juros a qualquer momento, mas se optar por essa escolha não poderá voltar atrás. No primeiro semestre, quando o Banco Mundial projetou os juros da transação financeira com Mato Grosso, estipulou uma média de 3,6% e o dólar a R$ 3,77. Quando o Estado pagou a primeira parcela, o dólar estava acima de R$ 4 e encerrou semana passada no patamar de R$ 4,25.

“O ponto mais importante da dívida dolarizada de Mato Grosso é que o Estado já teve esta dívida em condições diferentes que oferecia muito risco de curto prazo, tendo que pagar uma parcela em dólar a cada seis meses com 5% de juros ao ano, agora está à metade”, pontua.

Na dívida com o Bank Of America, quitada pelo Estado em setembro deste ano, Mato Grosso tinha que pagar duas parcelas por ano até setembro de 2022. Em reais, o valor que ainda faltava para quitar o financiamento era superior a R$ 1 bilhão.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Denúncia, psiquiatria e agora atestado

elizabeth 400 curtinha   Lotada como técnico-administrativo do RH do Hospital Metropolitano da Capital, Elizabete Maria de Almeida (foto), recorreu a um psiquiatra uma semana depois de registrar um BO e, sem apresentar provas, acusar o prefeito Emanuel de negociata, inclusive com dinheiro vivo para vereadores, com vistas a...

Título de Cidadã para senadora goiana

janaina riva 400 curtinha   A Assembleia fará sessão solene nestes últimos dias de 2019 para prestar homenagem a várias personalidades de diferentes segmentos e profissões. Uma das que serão condecoradas com o Título de Cidadã Mato-Grossense é a goiana Kátia Regina de Abreu,...

Francis sem os vereadores do partido

cesare 400 curtinha vereador caceres   A administração Francis Maris em Cáceres se tornou tão emblemática que perdeu apoio dos dois únicos vereadores do seu partido, o PSDB, na Câmara Municipal. Os tucanos Valdeniria Dutra e Claudio Henrique integram hoje o bloco de oposição ao prefeito,...

Gilberto prestigia sobrinho na Câmara

marcelo oliveira 400 curtinha   Depois de 11 meses sem pisar os pés na Câmara Municipal de Cuiabá, o vereador licenciado Gilberto Figueiredo, secretário estadual de Saúde e um dos pré-candidatos a prefeito do grupo do governador Mauro, apareceu neste sábado na sede do Legislativo, no ato que marcou a...

Suplente que terá 2 anos de mandato

adilton da levante 400 curtinha   Derrotado à reeleição em 2016, Adilson da Levante (foto) reassumiu cadeira de vereador pela Capital desde janeiro deste ano e deve prosseguir no cargo até o final do mandato, em dezembro de 2020. É que o titular Gilberto Figueiredo, que se elegeu pelo PSB e vai migrar para o DEM,...

PSDB veta Taques e vai priorizar Leitão

paulo borges 400 curtinha   O comando regional do PSDB não vai dar chance para Pedro Taques, caso este ensaie concorrer ao Senado com a provável suplementar, já no início de 2020 com a iminente cassação do mandato de Selma. Embora tenha dito que hoje se dedica à advocacia e à vida de professor...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.