ECONOMIA E AGRO

Quinta-Feira, 19 de Março de 2020, 18h:20 | Atualizado: 19/03/2020, 18h:37

IMPACTO DO "CORONA"

Mais de 30 frigoríficos no Estado podem parar; segmento tem 24 mil trabalhadores

Divulgação

Frigor�fico de Mato Grosso - Carne

Mais de 24 mil trabalhadores dos 31 frigoríficos em atividade em Mato Grosso podem parar as atividades com o agravamento da crise do coronavírus (Covid-19). Duas grandes unidades paralisaram esta semana os abates e deram férias coletivas aos 1500 funcionários por 20 dias. Com a medida, Mato Grosso deixará de abater 36 mil cabeças de gado. As unidades paradas são da JBS, em Juína, e Minerva, em Paranatinga.

De acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias Frigoríficas de MT (Sindifrigo), Jovenino Borges, os prejuízos podem ser altos, caso outras unidades precisem parar. O Estado exporta a 1,9 milhão de toneladas de carne bovina por ano. Ele teme que uma reação em cascata leve a fechar mais unidades. Isso porque, o Porto de Santos, que é o principal destino da carne de Mato Grosso, pode parar completamente se for efetivado o indicativo de greve dos operadores.

“Sem ter para onde levar a carne, vão parar os abates para evitarmos perdas”, alerta. Acontece que o mercado interno não dá conta de consumir todo o produto que seria exportado o que chega a 1,9 milhão toneladas, sendo o 2º maior exportador de carne bovina do mundo. Cerca de 9% da produção é consumida pelos mato-grossenses, 25% são direcionados a outros estados e 65% destinados às exportações.

Mato Grosso conta com o maior rebanho do país. Das 210 milhões de cabeças de gado brasileiro, 30 milhões está no Estado, que aparece como o 2º maior consumidor de carne bovina, com média de 38,6 kg por habitante ao ano.

Aproximadamente 80% da carne bovina consumida pelos brasileiros é produzida no próprio país que tem o maior rebanho do mundo. Atualmente, a exportação de carne bovina representa 3% das exportações brasileiras com peso de 6% do Produto Interno Bruto (PIB) e 30% do PIB do Agronegócio.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

PL quer suspender dívidas das cidades

max russi curtinha 400   Ex-prefeito de Jaciara, o deputado Max Russi (PSB) apresentou projeto que visa suspender os pagamentos das dívidas dos municípios com o Estado, durante o período de calamidade pública que foi decretado pelo governo por causa da pandemia do coronavírus. Max ressalta que MT não deve...

Articulação pra tentar voltar ao Procon

gisela simona 400 curtinha   Com adiamento e ainda sem nova data para a eleição suplementar ao Senado, Gisela Simona (Pros), que se afastou do Executivo para concorrer ao pleito, quer retornar ao cargo de secretária-adjunta de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon), vinculado à secretaria...

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.