ECONOMIA E AGRO

Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2020, 17h:06 | Atualizado: 20/01/2020, 17h:12

"consertando" mt

Produtores começaram a acalmar, avalia Pivetta um ano depois do Novo Fethab

Rodinei Crescêncio

Otaviano Pivetta

O vice-governador Otaviano Pivetta no Paiaguás; pedetista defende medidas do Governo

O vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), que também é empresário do agronegócio, avalia que o setor tem legitimidade quando reclama dos aumentos das taxas que o Estado passou a cobrar há um ano, quando instituiu o novo Fethab, e passou a taxar o milho e aumentou a arrecadação sobre a soja, entre outros produtos.

“O setor reclamou muito. Legitimamente as lideranças externam a insatisfação em pagar mais do que estavam pagando. Mas estamos mostrando o resultado disso. Em 2019, realizamos investimento de mais de meio bilhão de reais e fizemos 1 mil km de estrados. Só assim vamos conseguir tirar o Estado do isolamento. Os produtores, e eu sou um deles, ninguém gosta de pagar impostos, mas quando você vê o retorno, começam a acalmar”, disse Pivetta em entrevista ao jornal Notícia de Frente, da TV Vila Real, na manhã desta segunda (20).

Pivetta avalia que os produtores rurais já têm percebido que o atual Governo está “consertando” o Estado, e que essa percepção é o que tem sido considerado pelo Governo e, não, as reclamações e manifestações que foram protagonizadas em 2019.

“O agronegócio é um setor que vai muito bem em Mato Grosso. Pelo lado do setor não precisaria de Governo. O que o poder público precisa fazer pelo setor é não atrapalhar. Não precisamos disputar com o agronegócio. Temos que acabar com essa separação dos barões do agronegócio. Se tem barões do Agro é porque houve oportunidade, o Estado permitiu, alguns aproveitaram, e assim como alguns aproveitaram outros quebraram também”, pondera.

Em janeiro de 2019, entre as primeiras medidas apresentadas pelo Governo Mauro foi a reformulação do Fethab que ampliou a arrecadação sobre a soja, com estimativa de recolher cerca de R$ 900 milhões ao longo do ano, e mais de R$ 150 milhões sobre o milho, que era um produto que não possuía tributação estadual.

Na última semana, lideranças da Aprosoja, associação que representa os produtores de soja e milho do Estado, disseram que esperam o fim do Fethab Milho até 2022, e a redução no Fethab Soja no mesmo período. Outra reivindicação do setor é que 100% do valor arrecadado pelo Fethab, que em 2019 a estimativa era de ser em torno de R$ 1,5 bilhão, seja aplicado na construçaõ de estradas. Hoje parte do valor é distribuido em outros setores administrativos do Estado, como para a pasta da saúde. 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

Filho de Taborelli assume vaga em VG

Willy taborelli _ curtinha400   O pai coronel Taborelli está fora de combate, mas o filho Willy (PSC), suplente de vereador, vai assumir cadeira na Câmara de VG a partir de 2 de março. Vai atuar na vaga do correligionário Miguel Baracat, que se licencia para fazer tratamento de saúde. O filho do polêmico...

Sem acordo para ter apoio de Selma

otaviano pivetta 400 curtinha   O empresário e vice-governador Otaviano Pivetta, pré-candidato ao Senado, disse que, de fato, recebeu convite para se filiar ao Podemos, inclusive do deputado Medeiros, um de seus prováveis adversários nas urnas de abril, mas que segue firme no PDT. Destaca ser um admirador do senador...

Na expectativa para disputar Senado

nelson barbudo 400 curtinha   Se o TRE flexibilizar a data de filiação para quem quer concorrer ao Senado, na eleição suplementar de abril, a inflação de candidatos tende a ser ainda maior. Entrariam no páreo, além dos 10 que já se dizem pré-candidatos, o ex-governador Pedro...

Conflito armado entre Ulysses e Elizeu

ulysses moraes curtinha   Já está dando confusão no PSL/DC o acórdão feito entre os deputados estaduais Ulysses (foto) e Elizeu. O primeiro confidenciou a amigos que não pretende apoiar a possível candidatura de Elizeu ao Senado, na eleição suplementar, marcada para abril. A considerar...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.